fbpx
TVI Big Brother

Teresa Guilherme implacável com André Filipe: “Não havia defesa possível”

big brother teresa guilherme andre filipe
Reprodução TVI

O comportamento de André Filipe foi piorando nos últimos dias antes da expulsão do ‘Big Brother – A Revolução’. Os colegas estavam com medo e chegaram a implorar à produção que tomasse medidas mais drásticas.

André Filipe acabou por expulso na quarta-feira, dia 23, depois de comportamentos violentos, como ter-se fechado na casa de banho a partir objetos, mexer em electricidade dentro da piscina, afirmar o desejo de que os colegas fossem electrocutados, escrever nas paredes ou partir uma cadeira, ditaram o fim da sua participação no Big Brother.

Teresa Guilherme esteve à conversa com a revista TV 7 Dias e expressou a sua tristeza com o desfecho da participação de André Filipe no jogo. “É uma pessoa que quebrou as regras e foi chamada a atenção mais do que uma vez. E foi expulsa! É uma pena. Especialmente, porque ele estava nomeado. Quando os concor­rentes põem alguém a nomeações, o público é que deve dar a sua palavra, e agora não pode dar, e isso é uma gran­de pena e é muito chato neste jogo”, confessa.

Desagradada com a expulsão de André Filipe, a rainha dos reality shows afirma que era a “única alternativa” possível.

“Eu fico triste, mas, neste ca­so, não havia grande defesa possivel. Eu sei que eles são super bem trata­dos, esse jovem foi muitíssimo bem tratado e foi avisado muitas vezes, tanto pelos colegas como por mim, Nem sou de ralhar com as pessoas e fartei-me de ralhar com ele, para ver se ele acordava. Esta não foi uma ex­pulsão precipitada! A TVI e a Endemol fizeram tudo para que ele compreen­desse como era importante cumprir as regras”, começa por dizer a apresentadora.

“Às vezes, não fica toda a gente de acordo se as pessoas devem ou não ser castigadas. Aqui, ninguém teve dú­vidas”, acrescenta.

Teresa Guilherme desagradada com o que aconteceu no Big Brother 2020

A apresentadora mostrou o seu desagrado com o que aconteceu no Big Brother 2020, apresentado por Cláudio Ramos.

“Eu não gosto quando eles são expulsos por­que fazem qualquer coisinha e pum­ba, saem. Não gosto disso. Acabam por ser já três que saem e é, de facto, estranho. Mas a vida é como é e acontecem coisas estranhas ria vida, e este programa é prova disso. Três pessoas seguidas é estranho. Mas eu também acho que na última edição houve uma altura que havia muita gente castigada por coisas pequenas. Isso também é estranho”, atira.

Três baixas em 10 dias

Em apenas 10 dias, o programa conta com três baixas que não estavam previstas. Teresa Guilherme afirma que não houve erros de casting. ” Os concorrentes revelam-se dentro da casa, tudo o res­to são acontecimentos. Era preferível que isto não tivesse acontecido, mas não é por ai. É com muita naturalidade que observo… e ainda não fez 15 dias de programa! Depois, isto vai tomando outro caminho. Mas isto ainda está no principio”, conclui.

Leia também: Desesperada! Mãe de André Filipe quis “negociar” com a produção do Big Brother

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Anabela
Anabela
1 mês atrás

A D, Teresa que esteja calada. Ninguém diz que ele devia manter-se no programa. Ninguém diz que não tem defesa possivel achar que ele não devia sair. O problema é outro. Porque é que ele não saiu mais cedo.? Porque é que a produção deixou o caso arrastar-se até ao ponto máximo? Onde está a competência de uma estação, de uma produtora, que diz ter psicólogos e que ele estava bem? Afinal de contas, está internado, com um surto psicótico. Deu jeito para as audiências mantê-lo no programa, não é verdade? Aquilo ser um circo com um palhaço de serviço.… Read more »

ATV News