fbpx
TVI Cristina Ferreira

Cristina Ferreira na TVI: Um ano de muitos fracassos e poucas vitórias

Cristina Ferreira
Facebook

Cristina Ferreira deixou a SIC para regressar à TVI há quase um ano. A revista TV 7 Dias analisou as audiências das apostas da diretora e fez um balanço destes onze meses.

Cristina Ferreira não tem medo de arriscar e foi isso que fez, pela segunda vez, quando no dia 17 de julho de 2020 deixou a SIC para regressar à TVI. Foram muitos os que criticaram a apresentadora que voltou para Queluz de Baixo como diretora de Ficção e Entretenimento do canal, mas nem assim ela perdeu o sorriso. Nem mesmo quando as suas apostas não conquistaram.

Em onze meses de direção, a apresentadora foi responsável por muitas e grandes mudanças na TVI. Ao longo de quase um ano estreou nove programas, tendo sido o primeiro o ‘Dia de Cristina‘, apresentado por si num dia da semana no horário da manhã e da tarde. Este foi o primeiro grande investimento de Cristina Ferreira enquanto diretora. O estúdio futurista custou ao canal cerca de 300 mil euros, mas não conquistou os portugueses na totalidade, tendo liderado apenas no período da manhã, e à tarde perdia para o ‘Júlia’, da SIC.

Não satisfeita, a empresária da Malveira retirou Manuel Luís Goucha das manhãs e passou-o para as tardes, tirando a Fátima Lopes o programa ‘A Tarde é Sua’ e acabando por perder a apresentadora que decidiu abandonar o canal. As manhãs ficaram disponíveis para uma nova dupla: Maria Botelho Moniz e Cláudio Ramos, que apresentam o ‘Dois às 10‘.

O novo par das manhãs já conseguiu vencer alguns dias, mas continua sem se conseguir impor nas audiências. Cláudio e Maria têm uma audiência média de 3,8% (359 708 telespectadores) contra os 4,1% (388 106 telespectadores) que Diana Chaves e João Baião conseguem fazer nas manhãs da SIC, com o ‘Casa Feliz’.

À tarde, ‘Goucha‘ também não consegue superar os números de Júlia Pinheiro. O programa das tardes do canal de Carnaxide tem uma audiência média de 4,4% (416 504 telespectadores) face aos 4,3% (407 038 telespectadores) do rival de Queluz de Baixo.

Para os domingos à noite, Cristina Ferreira juntou a dupla Cláudio Ramos e Teresa Guilherme no ‘Big Brother – Duplo Impacto‘ e conseguiu a sua primeira vitória uma vez que o par de apresentadores conseguiu uma média de 10,89% (1 030 847 telespectadores), número superior ao que Teresa conquistou quando apresentou o ‘Big Brother – A Revolução’ sozinha.

Outra grande aposta da diretora para as noites de domingo foi o ‘All Together Now‘, apresentado por si. Cristina prometeu o “melhor programa de talentos”, mas não conquistou os portugueses ficando quase sempre aquém do ‘Hell’s Kitchen’ de Ljubomir Stanisic e, mais recentemente, do ‘Quem Quer Namorar com o Agricultor?‘. Apenas a grande final ganhou com larga vantagem para a concorrência.

As tardes que marcam o final do fim de semana também tem sido marcadas pelas mexidas da apresentadora que renovou o grupo de apresentadores do ‘Somos Portugal‘, mas perante as críticas dos telespectadores e as fracas audiências foi obrigada a voltar atrás na sua decisão. Recentemente a produtora ‘Coral’ foi afastada do formato depois de mais de 10 anos de colaboração.

Ao sábado, a história é a mesma. ‘Viva Vida‘ foi a aposta de Cristina Ferreira. Ruben Rua e Helena Coelho foram a dupla escolhida pela diretora para apresentar o formato, que por não conseguir vencer a concorrência, sofreu alterações de horário, continuando a perder.

Apesar de todos os fracassos, a apresentadora não baixou os braços e lançou um novo programa com o seu nome: o ‘Cristina ComVida‘ que ocupa os finais de tarde de segunda a sexta-feira, mas que fica sempre aquém da concorrência: as novelas da SIC, o programa dos agricultores apresentado por Andreia Rodrigues e ‘O Preço Certo’, da RTP.

Já a novela ‘Festa é Festa‘ foi um tiro certeiro e tem conseguido fazer frente a ‘Amor Amor’, da SIC. No frente a frente, a novela de Bino consegue uma audiência média de 12,6% (1 192 716 telespectadores) face à trama de Romeu Santiago que segue na frente, mas com pouca diferença: 12,8% (1 211 648 telespectadores).

Cristina Ferreira falou com a revista TV 7 Dias sobre estes números e admitiu: “Sentimo-nos muito felizes com a forma como temos construído esta equipa, de forma a atingirmos um dia destes os objetivos que pretendemos, embora aqueles que tínhamos em mente já tivessem sido alcançados, que era o crescimento que nós temos garantido“.

De dia para dia, as coisas mudam e, portanto, se for preciso mexer, nós mexemos. Agora sabemos que há uns quantos jogadores… não caberia na cabeça de nenhum selecionador nacional tirar o Cristiano Ronaldo se ele estivesse em forma numa seleção, não é? É o que acontece aqui com algumas pessoas. E alguns trocaram: de avançado passaram a médio. Vou mudando a tática em função do jogo e é assim que se deve fazer televisão“, rematou.

Leia também: João Baião muda-se para a mesma agência de Cristina Ferreira: “Sou ainda mais notável”

2 Comentários

Clique aqui para comentar

  • A propósito desta notícia “Cristina Ferreira na TVI:Um ano de muitos fracassos 3 poucas vitórias” de autoria de Alexandra Gomes, se querem continuar a mostrar o vosso ódio pela Cristina Ferreira, pela mulher que se tornou e que serve de fonte de inspiração para as outras mulheres de que podemos chegar ao topo sendo uma mulher se trabalharmos.
    Notícia esta que muitos erros tem e a autora deste texto não deve perceber mesmo nada da tvi….

    E dizia todos os erros mas acho que o vosso jornalismo já nem corrigido dá para fazer, vocês são um péssimo jornalismo!

    Primeiro, começo por dizer que a Alexandra Gomes disse que o DIA DE CRISTINA não conquistou os portugueses e que os mesmos continuaram a preferir assistir à CADA FELIZ e ao JÚLIA da SIC. :Pois, é muito bonito inventar para os leitores pensarem logo em fracasso, mas NÃO É VERDADE! O DIA DE CRISTINA, nas manhãs liderou todas as vezes, EXCETO uma vez, manhã que começou mais tarde devido a problemas técnicos, o DIA DE CRISTINA nas tardes apenas não liderou as duas primeiras tardes e empatou uma tarde, de resto liderou sempre!

    Agora um erro também é ter dito que o BIG BROTHER DUPLO IMPACTO consegui números superiores ao que Cláudio Ramos conquistou quando apresentou o BIG BROTHER A REVOLUÇÃO sozinho :MENTIRA! O Cláudio Ramos não fez parte da edição do BIG BROTHER A REVOLUÇÃO, mas sim a TERESA GUILHERME!

    VOCÊS NA VÊEM A TVI, mas para fazer notícias é só criticar, inventar sobre a estação, já para não falar o ódio que sentem pela Cristina Ferreira! Mas eu compreendo, falar da Cristina Ferreira sobe vos as “audiências” e a quantidade de leitores…

    Jornalismo vergonhoso!

ATV News

<>