fbpx
TVI

Em lágrimas, Hélder Reis faz confissão a Manuel Luís Goucha

Manuel Luís Goucha, Hélder Reis
Facebook

Hélder Reis foi o mais recente convidado do programa ‘Conta-me’, na TVI. O apresentador da RTP falou sobre a morte da mãe e a falta que Manuel Luís Goucha lhe fez durante o luto.

O apresentador e escritor Hélder Reis esteve à conversa com Manuel Luís Goucha no programa ‘Conta-me’, na TVI. O rosto da RTP falou sobre a morte da mãe, em 2020, e das pessoas que lhe faltaram durante o processo de luto.

Manuel Luís Goucha foi uma delas e não conteve a emoção por várias vezes durante a conversa. Hélder Reis começa por fazer uma retrospetiva sobre a sua vida e as que foi perdendo ao longo dos últimos anos. “A vida e as pessoas tiraram-me sonhos e expectativas, mas acrescentei alguma razão”.

“Pensava muito nisso e, quando percebia que elas não gostavam, ficava triste. Sofria muito.” Agora, está mais confiante de si e mais forte, após a morte da progenitora.

“A morte da minha mãe [em 2020] tornou-me extremamente mais seguro, mas com muita dor. Foi e será para sempre a maior dor da minha vida. Mas, por outro lado, a maior construção humana que alguma vez tive”, contou Hélder Reis a Manuel Luís Goucha, de lágrimas nos olhos.

“Parte de mim morreu naquele dia, mas nasceu outra. É óbvio que não sou a única pessoa enlutada neste País, especialmente nas condições em que vivemos atualmente [referindo-se ao contexto pandémico], mas crescer e rejuvenescer com o luto é uma atitude muito forte e violenta. É como ires contra uma parede, voltares e teres de refazer-te.”

Quando a mãe morreu, Hélder Reis foi a casa dela e trouxe alguns dos seus objetos. “O dedal com que arranjava a minha roupa, os brincos de que mais gostava e os olhos com que ela me via. Fiz pequenos quadros com esses objetos e espalhei-os pela casa. Ainda não sinto que ela esteja ali quando olho para eles, porque ainda não cheguei a essa fase, mas sinto muita saudade”, conta.

A certa altura, Manuel Luís Goucha pergunta-lhe sobre o que mais sente saudades, e os dois acabam por se emocionar. “Sinto saudades dos olhos dela, de os ter a olhar para mim. Porque sentires-te visto por quem te ama, é quase como se te sentisses vestido. Ainda não consegui apagar o número dela do meu telemóvel. Sinto muita falta.”

Num dos momentos mias emocionantes da conversa, Manuel Luís Goucha pergunta-lhe se lhe faltaram pessoas aquando a morte da mãe. E antes de Hélder Reis responder, Manuel Luís Goucha afirma: “Faltei eu. Desiludi-te”, diz, em lágrimas. “Fizeste-me muita falta porque tu sempre assumiste um papel muito paternal na minha vida. Estiveste presente em todos os grandes momentos. E no momento em que a minha mãe morre, a pessoa que era a figura paternal da minha vida não esteve. Fizeste-me falta.”

“Desculpaste-me?”, pergunta o rosto da TVI. Hélder Reis garante que nunca se zangou com o gesto que Goucha diz ter sido “imperdoável”, uma vez que no momento em que o amigo de longa data passou pela morte da mãe, este esteve ausente em vez de o apoiar.

“Não alimento raivas nem pensamentos negativos. Disse-te que me tinhas feito falta porque era importante saberes isso. Não estiveste lá, mas hoje estás e a vida avança. No fundo, é isso que conta”, frisou Hélder Reis.

Leia também: Almeno Gonçalves faz confissão sobre a filha: “Não quer estar comigo”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News