fbpx
TVI

‘A Ex-Periência’. Vida de Michelle Ferreira marcada por morte e violência: “Tive de esconder as facas dentro de casa”

Michelle Ferreira, A Ex-Periência
Reproduções/redes sociais

Michelle Ferreira, do programa ‘A Ex-Periência’, da TVI, já teve vários desafios na vida.

Com apenas 38 anos, Michelle Ferreira, do programa ‘A Ex-Periência’, da TVI, foi mãe e pai do primeiro filho, viu a sua filha morrer aos três meses de vida, e ainda sofreu de violência doméstica. Aos 17 anos, foi mãe pela primeira vez, fruto de um casamento com um homem dez anos mais velho, e acabou por tomar conta da criança apenas com a ajuda dos pais.

“O ex-marido dela sempre foi muito amigo nosso. Não foi uma coisa escondida. Eles começaram a namorar com o nosso consentimento. É uma pessoa excecional, muito gente boa. Mas ela teve de aguentar tudo sozinha, com a ajuda dos meus pais”, contou o irmão à TV7 Dias.

A concorrente do programa ‘A Ex-Periência’ depois foi viver para uma casa sem luz e com muitas dificuldades, o que acabou por ditar o final da relação dos dois.

“Eles separaram-se, ele tomou outros rumos e não quis ter a responsabilidade de pai. O Júlio ficou a morar um bom tempo com o meu pai e com a minha mãe, sempre com ela presente. Foi uma mãe solteira, literalmente. Quando ele a largou, o Júlio devia ter um ano e pouco”, contou.

Morte da filha com apenas três dias

Cerca de oito anos mais tarde, Michelle voltou a engravidar, desta vez de uma menina, mas acabou por morrer com apenas três dias de vida. “A gravidez da Gabrieli foi muito complicada. A filhinha dela, se não me engano, foi a menor bebé com vida aqui na Santa Casa de Franca”, revelou o irmão.

“Foram três meses com hemorragia e trabalho de parto intensivo, internamento em sete hospitais em São Paulo e, por fim, viemos para França (…). Seus pezinhos tinham dois centímetros, as suas mãos fechavam-se na ponta de um dedo, tão pequena e tão forte (…). Quando anoiteceu, fui despertada pelo telefone, era da Santa Casa, pedindo para eu comparecer. Papai do céu tinha recolhido você”, desabafou a própria nas redes sociais.

Dois anos depois nasceu Gabriel, considerado o bebé milagre, porque Michelle tem um problema no útero que não a deixava voltar a engravidar.

Violência doméstica

Mais recentemente, depois do nascimento de Gabriel, a concorrente do programa ‘A Ex-Periência’ teve um relacionamento abusivo que durou dois anos e meio.

“Eu tive de esconder as facas de dentro de casa, quebrou a minha mesa e colocou fogo nas próprias roupas, ele começou a abrir o gás em tudo o que era lugar. (…) Perdi parte da minha audição com a única tapa que ele me deu. Fiquei sete dias com o olho roxo”, confessou a Susana Dias Ramos, no programa.

O irmão só tomou conhecimento da situação quando os viu a discutir. “Isso revolta-me muito. Houve uma vez em que eu os apanhei. Ele estava muito alterado. Foi a última vez que se viram. E então meti-me entre eles e mandei-o para a cidade dele. Este tipo de homens, este tipo de animais, fazem as mulheres que estão erradas. Por isso é que elas ficam num relacionamento durante tanto tempo e sem falar nada”, terminou.

Leia também: Ex-periência: “Não tenho paciência para ver a Michelle e o Lucas. Dá-me sono”

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News