fbpx
RTP SIC

Jorge Gabriel recorda ‘momento constrangedor’ com o pai: “Queria que fosse ele a decidir”

Jorge Gabriel

Jorge Gabriel recordou uma das decisões mais difíceis que teve de tomar com o pai pelo seu bem-estar.

Jorge Gabriel deu uma emotiva entrevista a Júlia Pinheiro, na qual falou sobre alguns dos momentos mais difíceis que atravessou, nomeadamente a morte do pai, em dezembro de 2020, vítima de Covid-19.

Tenho uma relação com o divino e com a espiritualidade que me sossega, sou um crente de que isto não termina. Passei foi a deixar de ver a minha mãe. Acho que a encontro todos os dias, não a consigo ver“, começou por explicar. A mãe do apresentador faleceu antes de completar 70 anos.

O pai de Jorge Gabriel viveu sozinho até aos 93 anos, “a ter que subir e descer 72 graus todos os dias”, até que um dia caiu nas escadas, situação da qual soube através de um vizinho, que telefonou ao comunicador.

Era preciso tomar uma decisão, só que não queria impor ao meu pai aquilo que não desejo que os meus filhos me imponham um dia. Tinha que ser uma decisão partilhada. Sento o meu pai e pergunto se tem alguma coisa para me contar. ‘Estás lúcido, eu felizmente também, portanto vamos de homem para homem ter aqui uma conversa’“, contou.

O momento mais constrangedor da minha vida foi ter o meu pai a chorar, a ceder e a dizer ‘sim, eu preciso de sair daqui, preciso de ajuda’. Coloquei todas as opções em cima da mesa e queria que fosse ele a decidir. É muito difícil. Entras dentro de uma turbina em que tudo está em causa, desabafou.

Leia também: Jorge Gabriel gravou a última conversa com o pai: “Ainda não a ouvi…”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>