fbpx
Famosos

Mãe de Angélico Vieira vê negada indemnização pela Relação do Porto

Angelico Vieira

O Tribunal da Relação do Porto já decidiu e rejeitou a indemnização à mãe de Angélico Vieira. Assim sendo, os acusados por falsificar documentação da compra e venda de viaturas do cantor não vão ter que pagar nada à progenitora do artista.

Angélico Vieira faleceu num acidente de viação em 2011. A primeira instância judicial de Matosinhos determinou, em 22 de novembro de 2019, que a mãe do ator da TVI teria de receber uma indemnização de cerca de 100 mil euros pelas viaturas Ferrari e Audi. No entanto, o Tribunal de Relação do Porto não concordou.

Os juízes concluíram, segundo ao acórdão que a agência Lusa teve acesso, que havia “ilegitimidade da demandante [a mãe do cantor] para peticionar a indemnização”.  Na leitura da defesa, sintetizada à Lusa pelo advogado Pedro Marinho Falcão, ficou “demonstrado o equívoco quanto a participação dos arguidos numa suposta burla em que assentava a construção do processo”.

De recordar que Angélico Vieira morreu no dia 28 de junho de 2011, após ter tido um acidente de carro na madrugada do dia 24 para 25 desse mês. Na altura, deu entrada no hospital em estado muito grave e acabou por não resistir aos ferimentos.

Leia também: Fátima Lopes orgulhosa da filha: “Foi uma verdadeira heroína para mim”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News