fbpx
Famosos

Inês Aires Pereira recorda parto difícil um ano depois

Ines Aires Pereira Filha Alice

Inês Aires Pereira foi mãe pela primeira vez há precisamente um ano. A atriz deu as boas-vindas à pequena Alice, no dia 26 de outubro de 2019.

Um ano depois, a mãe babada recordou o parto difícil com um longo texto.

“Fazer as pazes com o meu parto foi um processo que já comecei há algum tempo. O dia ainda agora começou e sinto que já subi uns degraus ao encontro dessa paz. Ontem comecei a reviver o dia do parto. Dei por mim a meio do espectáculo a pensar ‘agora há um ano já estava a encolher-me pelos cantos da casa como um animal’. Hoje acordo e penso ‘já nasceu!'”, começou por destacar na legenda de um vídeo com imagens inéditas da bebé.

“E de repente sinto que há mais paz, porque correspondendo ou não às minhas expectativas, com mais ou menos sofrimento, ela nasceu! Ela está viva, feliz e saudável. E esse é o grande objectivo não é?”, acrescentou.

“O meu parto (meu não, nosso) fez parte do processo, não o posso mudar. Mas posso, sim, mudar a forma como olho para ele e aprender algumas coisas. Então hoje, ele não é mais um quadro preto, escuro, que só de olhar me dá um tremorzinho na barriga. Hoje ele tem mais cor, não muita… mas vai ficar coloridão porque, porra, já viram a minha filha? Ela é um arco-íris! E agora falando a partir do momento em que estou consciente, a pô-la na mama a primeira vez até hoje, só sei dizer: QUE VIAGEM! Amo-te, meu coelhito e amo-te, meu amor”, concluiu Inês Aires Pereira.

Veja aqui a publicação:

View this post on Instagram

Fazer as pazes com o meu parto foi um processo que já comecei há algum tempo. O dia ainda agora começou e sinto que já subi uns degraus ao encontro dessa paz. Ontem comecei a reviver o dia do parto. Dei por mim a meio do espectáculo a pensar “agora há um ano já estava a encolher-me pelos cantos da casa como um animal”. Hoje acordo e penso “já nasceu!”. E de repente sinto que há mais paz, porque correspondendo ou não ás minhas expectativas, com mais ou menos sofrimento, ela nasceu! Ela está viva, feliz e saudável! E esse é o grande objectivo não é? O meu parto (meu não, nosso) fez parte do processo, não o posso mudar. Mas posso, sim, mudar a forma como olho para ele e aprender algumas coisas. Então hoje, ele não é mais um quadro preto, escuro, que só de olhar me dá um tremorzinho na barriga. Hoje ele tem mais cor, não muitaaaaa… mas vai ficar coloridão porque, porra, já viram a minha filha? Ela é um arco-íris pa! E agora falando a partir do momento em que estou consciente, a pô-la na mama a primeira vez até hoje, só sei dizer: QUE VIAGEM! Te amo meu coelhito e te amo meu amor!

A post shared by Inês Aires Pereira (@ines_ap) on

Leia também: Inês Aires Pereira mostra corpo pós-gravidez: “Isto sou eu, real”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News