fbpx
Famosos

Funcionários de Meghan Markle e Harry fazem revelações sobre os ‘bastidores’

Príncipe Harry, Meghan Markle
© Getty Images

O príncipe Harry e Meghan Markle abandonaram o núcleo sénior da família real há dois anos, mas parece que o staff não tem saudades dos duques de Sussex.

Segundo o novo livro ‘Courtiers: The Hidden Power Behind the Crown’, de Valentine Low, antigos funcionários do príncipe Harry e Meghan Markle, intitulavam-se de “O Clube dos Sobreviventes dos Sussex” devido ao ambiente difícil que se vivia nos ‘bastidores’.

A informação que consta neste livro revela ainda que os funcionários etiquetaram Meghan Markle de “narcisista sociopata” e que a equipa de staff sentiu-se incessantemente “gozada” pela duquesa. “Todo o mundo sabia que a instituição seria julgada pela felicidade dela. O erro que eles cometeram foi pensar que ela queria ser feliz”, disse um ex-funcionário, segundo um excerto do livro. “Ela queria ser rejeitada porque estava obcecada com essa narrativa desde o primeiro dia.”

O livro conta ainda que os duques de Sussex tomaram a decisão de abandonar a realeza em novembro de 2019, mas apenas comunicaram essa intenção a um dos funcionários. A restante equipas apenas ficou a saber da decisão em janeiro de 2020, quando Harry e Meghan Markle tiveram uma reunião no Palácio de Buckingham.

De referir que neste livro é também revelada uma queixa de Meghan sobre as digressões que faziam para a família real.

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News