fbpx

Ativista pela prostituição tem alta hospitalar: “Estou a recuperar mais lentamente”

Duarte Costa
3 min leitura
Instagram

Ana Loureiro, ativista pela prostituição, já teve alta hospitalar.

Uma semana depois de ter sido internada de urgência, a autora do movimento para a legalização e regulamentação da prostituição em Portugal já está em casa. A novidade foi partilhada pela própria, esta segunda-feira, na rede social Instagram.

Bom dia. Obrigada por todo o carinho que me fizeram chegar. Estou a recuperar mais lentamente do que anteriormente, mas recupero em paz e rodeada de amor de quem amo“, escreveu.

De seguida, dedicou ainda uma palavra à guerra na Ucrânia: “E nestes momentos difíceis, paz é tudo o que se pretende e é o que também desejo de coração para todo o povo ucraniano. Aos nossos jornalistas, que se expõem ao perigo de forma a nos trazer a informação diariamente e se encontram em território hostil, desejo um regresso em segurança ao nosso país e a casa“.

Ana Loureiro foi internada de urgência na noite de domingo, 20 de fevereiro. Nessa altura, foi partilhada uma informação na página de Instagram da ativista: “Incontactável por hospitalização de urgência“.

Cinco dias depois, nesta sexta-feira, foi feita uma nova publicação em nome de Ana Loureiro. “Devido ao agravamento do estado de saúde da Ana, os espaços encontram-se encerrados. Obrigada pela compreensão“, lê-se no comunicado.

A última mensagem partilhada pela própria Ana Loureiro datava do sábado anterior ao internamento, ou seja, 19 de fevereiro. Nessa altura, revelou que o problema de saúde de que sofre pode ser fatal e assumiu-se com dores insuportáveis.

Para quem não sabe, o meu estado de saúde resume-se a coágulos de sangue que se formam nas artérias da minha perna, o que me provoca tromboses venosas profundas (TVP) e fico com a perna assim, a parecer três em vez de uma“, explicou.

Após o início da TVP, estes coágulos de sangue têm-me subido sempre para os pulmões, provocando-me assim os tromboembolismos pulmonares (TEP). Estes sim, podem ser fatais“, desabafou.

Os tromboembolismos pulmonares têm sido recorrentes e a minha saúde, por muito que me esforce para aparentar o contrário, está debilitada e frágil. As dores são insuportáveis ao respirar, devido a todo o quadro clínico, chegando mesmo a dificultar a respiração…“, acrescentou ainda Ana Loureiro.

Deixo um beijinho enorme a todos e gostava que se recordassem sempre que, se acreditam, têm de lutar pelo que julgam correto, pelos vossos sonhos, pelas mudanças que gostavam que acontecessem. Os sonhos só são sonhos enquanto não se tornam realidade“, concluiu.

Esta não foi a primeira vez que a ativista pela prostituição teve de ser internada de urgência. Ainda há menos de um mês, durante uma viagem a Fátima, Ana foi hospitalizada no Hospital de Leiria.

Leia também: Confusão na CMTV! Ativista pela prostituição entra em direto e Sónia Costa fica passada

https://www.instagram.com/p/CahSGyhAzM7/