Audiências à Lupa

Audiências à Lupa: Julho 2013

Audiências à Lupa_logo_2013

Audiências à Lupa_logo_2013

O verão é, tipicamente, um período «morto» no panorama televisivo, mas este ano foi especialmente interessante. Quanto mais não seja pela luta no horário nobre, não obstante a redução do consumo televisivo. Assim, vamos avançar para a análise de julho em mais um Audiências à Lupa que é especial, uma vez que estreamos também o novo design da rubrica do A Televisão.

Mas vamos ao que interessa, as audiências de julho de 2013.

julho1

É certo que as posições relativas de todos os canais estão bem vincadas, sem qualquer interceção, mas também se assiste a oscilações relevantes, particularmente se olharmos para o duelo entre a SIC e a TVI, cuja amplitude se veio a reduzir, aproximando ambas as estações. A RTP1, essa continua cada vez mais arredada da luta das generalistas, tendo registados audiências bastante díspares. Obviamente que existe uma diferença clara entre os fins de semana e os dias úteis, mas essa será analisada mais à frente.

Observamos que o final de Big Brother VIP veio trazer mais alguma instabilidade aos valores da TVI, aproximando-a da SIC, que ainda assim se mantém no segundo lugar. Dancin’ Days, por seu turno, é cada vez mais, a par de Avenida Brasil, as grandes preferências dos portugueses nas noites dos dias úteis, o que permitiu manter a tendência de melhoria dos resultados da SIC durante o mês de julho. Contudo, mantém-se o problema do daytime que, aparentemente, terá uma tentativa de solução em breve.

Ora vejamos, então, as audiências em separado dos fins de semana.

julho2

O que podemos verificar é que os valores registados quer pelo Cabo, quer pela SIC e RTP2 se mantêm relativamente constantes, independentemente de serem aos sábados ou domingos. O que varia aos fins de semana é mesmo a TVI e a RTP1, a primeira tem tipicamente valores mais elevados aos domingos, fruto de Big Brother VIP e, mais tarde, Dança com as Estrelas, por seu turno, a RTP1 teve valores mais elevados fruto do futebol, mas tendo, como habitualmente, fracos resultados aos fins de semana.

Veja-se, contudo, a ainda maior preponderância dos valores alcançados pelo Cabo nestes dias. Realmente, os portugueses estão mais recetivos a novidades que apenas o Cabo consegue proporcionar nos dias de hoje, pelo menos com a regularidade que não se assiste nas generalistas. Inovação precisa-se. Mas vejamos os números do mês de julho.

julho3

Ora confirmamos que se mantém mais sólida a diferença entre as privadas, mas observamos também que o peso dos fins de semana e dos dias úteis se inverte em ambas. Se a ficção permite à SIC ter uma semana mais sólida, a TVI usufrui de uma melhor média aos fins de semana. Note-se, contudo, que houve uma perda generalizada face a junho, com exceção do Cabo e da própria RTP2.

A RTP1 continua com uma média medíocre, mantendo valores constantes durante toda a semana, com uma amplitude de resultados não muito alargada, o mesmo se verifica com as restantes estações. Realmente, observamos que fruto da ausência de grandes eventos e devido ao baixo consumo, os canais registam audiências dentro de um espectro de valores mais reduzido, com os valores que rondam entre os 4 e 6 pontos. A verdade é que o verão não costuma trazer grandes surpresas e assim foi no mês de julho. Mas e em agosto?

Bem, o Audiências à Lupa estará de regresso muito, muito em breve com a análise do mês mais quente do ano. Até lá!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close