fbpx
TVI

Toda a verdade sobre a saída de Fátima Lopes da TVI: “Queria ganhar mais”

Fatima Lopes Deixa Tvi

A saída Fátima Lopes da TVI apanhou todos de surpresa na sexta-feira, 8 de janeiro, quebrando uma relação de 11 anos.

Muito se tem especulado sobre a saída de Fátima Lopes da TVI, que ia estrear um novo programa em fevereiro, mas, o salário mensal esteve no centro das divergências entre a comunicadora e a administração da Media Capital, empresa que detém a TVI.

A Fátima queria um aumento de salário. Ela auferia mensalmente 25 mil euros, só que achava que era pouco. Ela não esteve bem“, diz uma fonte conhecedora do processo à revista TV Mais.

Já um profissional ligado à estação de Queluz de Baixo revela: “Há três semanas, a Fátima iniciou um braço-de-ferro com a TVI, o que foi um bocado inesperado. Quando a Direção de Programas lhe falou no novo formato [“C’è Posta Per Te”] que ia fazer ao sábado, em horário nobre, ficou feliz“.

E acrescenta: Aceitou a proposta tranquilamente, disse mesmo que adorava e era a cara dela. E iniciou as reuniões para delinear este novo projeto. Depois queria mais dinheiro, aos 25 mil euros que ganhava mensalmente, pretendia acrescentar 7500 por cada emissão do programa [que teria uma temporada de 13 emissões].

Administração da TVI manteve-se firma na sua decisão

No entanto, a administração manteve-se firme na sua decisão em não satisfazer a exigência da comunicadora.

Ou seja, trabalhando menos, apenas uma vez por semana, queria ganhar mais! Não era exequível para a TVI nos tempos que correm. Foi-lhe comunicado pela administração, e até antes pela Direção de Programas, que não se mexia no ordenado. Ficava a ganhar os mesmos 25 mil por 13 programas e tudo o que fizesse para lá deste projeto é que ganharia à parte. Ainda assim, ela manteve-se irredutível. Queria ganhar mais, invocando as telepromoções que fazia à tarde e que lhe rendiam mais de 20 mil euros por mês”, explicou a mesma fonte.

Enquanto que uma outra fonte acrescenta à referida publicação: “Ela ganhava quase outro ordenado igual. Cada inserção é paga, em média, a 500 euros, e fazia, pelo menos, duas por cada emissão do programa diário”.

Postura de Fátima Lopes criticada

Há ainda outra fonte que critica a postura de Fátima Lopes. “Não tinha razão para estar a pedir mais dinheiro, ganhava o mesmo por 13 programas num ano, pensava que com um programa comprado e em produção a TVI ia ceder. O tiro saiu-lhe pela culatra. Na realidade, o normal até seria reduzir o salário, mas a Cristina Ferreira disse que não era uma boa ideia, pois ela andava muito desmotivada e desanimada“, começa por contar.

O que era preciso era voltar a conquistar a Fátima e foi o que se tentou fazer. O programa foi comprado de propósito para a Fátima, é a cara dela, assentava-lhe na perfeição. Não podemos esquecer que não ganhava as tardes e sempre que fez noite também não ganhou”, acrescenta.

E remata: “Isto também é uma questão de ego. A Fátima dizia na frente de vários colegas que era a melhor apresentadora do País e que só ela é que conseguia arrancar dos convidados as coisas mais importantes, que tinha uma noção diferente de outros. Achou que tinha um valor maior do que aquele que tem no mercado neste momento”.

Fátima Lopes
Instagram

TVI anuncia saída de Fátima Lopes

Sem chegarem a acordo entre ambas partes, a TVI anunciou a saída de Fátima Lopes em comunicado. “Ao fim de 11 anos, chega ao fim a colaboração de prestação de serviços entre a apresentadora de televisão Fátima Lopes e a TVI. Em 2021, a apresentadora deveria assumir a condução de um novo formato nas noites de fim de semana, o programa ‘C’è Posta Per Te’. No entanto, e lamentavelmente, a apresentadora não aceitou dar seguimento a este projeto nos moldes que lhe foram propostos pela TVI”, lê-se.

Por fim, a estação de Queluz de Baixo terminou com um agradecimento: “A TVI regista, com muito apreço, todo o trabalho desenvolvido em antena ao longo destes anos e deseja a Fátima Lopes os maiores sucessos futuros”.

Na TVI há quase 11 anos, Fátima Lopes tinha dois contratos, um deles por fazer parte dos quadros da empresa e com o cargo de subdiretora de Conteúdos não Informativos. “Nunca exerceu esse cargo. Porém, era graças a ele que era tão bem paga e tinha regalias como 14 meses de salário, seguro de saúde e carro.

O outro era de prestação de serviços e era relacionados com os programas que apresentava, como o ‘A Tarde é Sua’ e ‘Conta-me’. A soma dos dois contratos perfaziam 25 mil euros, valor a que se juntavam ainda as telepromoções com mais 20 mil euros, ou seja, Fátima Lopes levava para casa cerca de 45 mil euros mensais.

Tvi, Manuel Luís Goucha, Fátima Lopes, Cristina Ferreira
TVI

Cristina Ferreira longe da negociação com Fátima Lopes

Fátima Lopes apenas negociou com a administração e através dos advogados das respetivas partes. Cristina Ferreira, diretora de entretenimento e ficção da TVI só soube depois, e pela estrutura acima, das exigências da profissional.

Com a Direção de Entretenimento nunca quis falar de dinheiro. Quando aceitou o novo programa, nem sequer falou de nada sobre verbas. Depois, nunca quis reunir-se com a direção”, revela fonte próxima do processo.

Quando souberam o que se passava, tentaram abordá-la, mas houve sempre uma recusa por parte da antiga apresentadora das tardes da TVI. “Nem o João Patrício [diretor executivo de Entretenimento] conseguiu abordá-la e ela é madrinha dele de batismo, tinham uma relação muito próxima. A conversa foi sempre de advogados para advogados”, assegura a mesma fonte.

Decisão de terminar o contrato por justa causa

A decisão de terminar o contrato acabou por partir de Mário Ferreira, presidente do conselho de administração da Media Capital, após ouvir a estrutura diretiva da TVI. “O CEO [Luís Cunha Velho] convocou uma reunião de trabalho e a Fátima recusou-se a ir enquanto não cedessem às suas exigências. Com tanto dinheiro já gasto com o programa, a produção a avançar, o CEO decidiu rescindir o contrato por justa causa, isto apoiado pela estrutura diretiva da TVI”, contou fonte ligada à administração.

Cristina Ferreira não conversou com Fátima Lopes sobre o assunto, no entanto, questão de se manifestar sobre a iminente saída da colega nas suas redes sociais. “Tenho pela Fátima uma profunda estima, pessoal e profissional. Ainda não éramos colegas de estação e já trocávamos mensagens. Quando regressei à TVI conversámos e decidimos o futuro de forma tranquila e entusiasta e escolhemos um formato para a própria que todos adoraram“, começou por escrever.

Infelizmente, os advogados dela e da TVI não chegaram a acordo e a Fátima sai da estação. É uma das maiores comunicadoras do País, com um percurso irrepreensível. Espero, de coração, que continue o seu percurso de forma sólida e com muito sucesso. Da minha parte, resta-me deixar-lhe um grande beijinho público. De forma privada continuaremos como sempre, perto”, concluiu.

Fatima Lopes Cristina Ferreira

As relações entre Cristina Ferreira e Fátima Lopes não eram as melhores

Contudo, nos corredores da TVI todos sabiam que as relações entre Cristina Ferreira e Fátima Lopes não eram as melhores, apesar de nunca ter havido nenhuma discussão entre elas. “Não se adoravam, por certo. Nunca gostaram uma da outra ou foram amigas, mas sempre trabalharam no que era necessário sem dramas.

Claro que a Fátima não ficou entusiasmada com o regresso de Cristina Ferreira à TVI, nem estava segura de que esta mudança de horário, decisão da diretora, a iria beneficiar. Mas também não estava satisfeita a fazer o que fazia há anos. Queixava-se que ia a chorar para o trabalho e que nunca tinha aceite que lhe tivessem cortado o ordenado. Há muito que havia descontentamento”, revelou fonte interna do canal à revista TV Mais.

Nos últimos meses, a distância entre ambas aumentou. “Apesar de a Fátima e Cristina Ferreira tentarem passar uma imagem de que gostam uma da outra, isso não é bem assim. Ficou sempre entre elas um certo incómodo por a Cristina ter convidado o João Patrício para ir com ela para a SIC quando ele trabalhava com a Fátima no, então, programa da tarde da TVI. Isso também provocou uma quebra de confiança e cumplicidade entre a Fátima e o João Patrício. De certa forma, ela não confiava muito na Cristina Ferreira, no João Patrício e no André Manso [diretor de Produção]”, contou outra fonte.

Vários profissionais ligados à TVI, relatam à referida publicação, que o comportamento de Fátima Lopes mudou desde a entrada da nova direção da TVI. “A Fátima sabia que, à partida, não iria ter vida fácil, porque já antecipava algumas mexidas da equipa da Cristina. Ela estava cansada do daytime mas nunca imaginou deixar de fazer programas diários. O que ela esperava era que, em vez de fazer ‘A Tarde é Sua’, fizesse um programa entre as 18 e as 20 horas, como até chegou a estar em cima da mesa há um ano, quando Felipa Garnel dirigia a TVI. Mas quando se apercebeu que ia deixar por completo este género de formatos, não escondeu a tristeza e alguma desilusão”, asseguram.

Fatima Lopes
Instagram

SIC interessada em Fátima Lopes?

Fontes contactadas pela revista TV Mais revelam que Fátima Lopes tem feito uma aproximação à SIC. “Neste momento, ela está desempregada, digamos assim, mas fala-se que quer voltar à SIC e tem investido junto de amigos nesse sentido. Mas a verdade é que o seu valor negocial desceu.

Face aos recentes rumores de que Fátima Lopes pode estar a caminho da SIC, fonte oficial da estação de Paço de Arcos esclarece àquela publicação: “A SIC não é parte interessada neste assunto que opõe Fátima Lopes à sua entidade empregadora. A Fátima é uma ótima profissional, mas esta sua saída não altera a estratégia da SIC para 2021, que tão bons resultados está a dar, nem a confiança nos nossos rostos”.

Uma fonte da SIC garantiu ao site ‘A Televisão’ que o canal não está interessado em contratar Fátima Lopes.

Leia também: Fátima Lopes perde fortuna mensal e é “obrigada” a apresentar-se na TVI

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News