fbpx
TVI

Tino de Rans é ‘apertado’ e recorda que Goucha começou a carreira de “avental”

Manuel Luís Goucha Tino De Rans Vitorino Silva
Instagram

Vitorino Silva, conhecido por Tino de Rans, é um dos candidatos à Presidência da República e foi entrevistado por Manuel Luís Goucha, na TVI.

Tino de Rans tentou candidatar-se à Presidência da República há cinco anos e agora vai tentar a vitória. O candidato do partido RIR começou por dizer que quando se candidatou a uma Junta de Freguesia também disseram que não ia conseguir e venceu.

Tenho a certeza que se o Presidente da República passasse pela Junta estava mais bem preparado“, disse a Manuel Luís Goucha. Tino de Rans explicou que vai tornar a tentar a sua sorte porque é português e porque está mais bem preparado.

Muita gente não votou em mim e arrependeu-se“, disse ainda. O apresentador pediu para não ser mal interpretado, mas questionou a forma como os concorrentes olham para ele, nomeadamente se não é uma “peça folclórica”.

Tino de Rans disse preferir a expressão “pedra no sapato” e a seguir explicou que o segredo que tem é ser ele próprio e não estar preparado para uma entrevista. “Eu sou eu, o mesmo de sempre“, disse.

O candidato disse gostar de Marcelo Rebelo de Sousa, mas não concorda com algumas das suas ideologias. “Eu sou calceteiro por amor. Só deixo de ser calceteiro quando encontrar duas pedras iguais“, acrescentou.

Recordou ainda as últimas palavras da mãe antes de falecer. Entre muitos elogios, a progenitora disse-lhe: “Acorda para a vida“, palavras que nunca mais lhe saíram da cabeça.

Catarina Silva, de 23 anos, a filha do candidato, foi a protagonista de uma reportagem na terra Natal da família. A jovem falou com vários habitantes, nomeadamente com dois tios, que recordaram a adolescência e juventude. Enquanto assistia à reportagem, o líder do RIR não escondeu a emoção.

Depois da dor vem o alívio. A minha filha está muito mais preparada que eu. A minha filha sabe mais que eu“, disse comovido e muito orgulhoso da forma como a filha conduziu a reportagem.

“Imagine-se no Palácio de Belém…”, disse Goucha, tendo uma reação imediata do convidado. Tino de Rans justificou que nunca comeu caviar na vida, mas Marcelo Rebelo de Sousa não é mais português que ele. De seguida referiu-se ao entrevistador.

Se você conseguiu chegar a apresentador e começou como cozinheiro… Ainda há muita gente que também pensa que você ainda devia estar ainda de avental. Um calceteiro também pode“, disse.

Recordou ainda Ricardo Araújo Pereira que começou como estagiário e hoje tem um programa. Segundo o candidato, só uma pessoa muito maldosa é que não acredita que ele possa ganhar.

O apresentador negou que fosse cozinheiro e disse também que não disse que ele não conseguia. Questionado qual foi o debate que mais gostou até ao momento respondeu que foi com André Ventura. Goucha finalizou a entrevista agradecendo a “sabedoria muito prática” do convidado.

Leia também: Manuel Luís Goucha entrevista André Ventura: “Vivo com um homem. Odeia-me?”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News