fbpx
TVI

Técnicos de «Destinos Cruzados» têm prémios de produtividade

Destinos Cruzados Tvi Técnicos De «Destinos Cruzados» Têm Prémios De Produtividade

Destinos Cruzados Tvi

Segundo a TV Guia desta semana, os técnicos da nova novela da TVI são recompensados se forem cumpridas as metas estabelecidas pela Plural. Isto é, ganham mais dinheiro, caso consigam terminar os objetivos impostos.

A finalidade passa por gravar no menor tempo possível, o que contribui assim para uma maior poupança da produtora. Alexandra Lencastre, a protagonista da história, afirmou recentemente que «Por ter uma incidência de 41 por cento na trama, acho que a maior que qualquer protagonista teve até hoje, chego a gravar 14 horas por dia».

Já a diretora da Plural, desmente que «Destinos Cruzados» esteja a ser feita à pressa. «Em relação a ‘prémios de produtividade’, é totalmente errado que estejam associados a rapidez ou número de cenas que se façam por dia! Existem ou podem ser atribuídos apenas no final da novela, mediante os resultados e sucesso do projeto e a avaliação do desempenho de cada pessoa».

Quanto a Nuno Homem de Sá, garante que existe mesmo «uma grande pressão no ar» e que, por diversas vezes, «há cenas a despachar».  Por outro lado, o autor da novela – António Barreira, conta que «Destinos Cruzados» tem «mais cenas e mais curtas, é verdade, mas está a ser tudo feito com calma».

No entanto, de acordo com a revista, existem alguns atores que preferem não se identificar, pois criticam a rapidez com que a novela está a ser gravada. «Se uma cena estiver mais ou menos à primeira, fica feita. Já não se repete para procurar a perfeição».

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

5 Comentários

Clique aqui para comentar

ATV News

<>