TVI

Sérgio Figueiredo sobre entrevista a Mário Machado: «Foi inoportuna e irrelevante»

Foto: CM

Foi na passada semana a polémica entrevista de Mário Machado à TVI. Hoje, numa entrevista ao Diário de Notícias, Sérgio Figueiredo, diretor de informação da estação de Queluz, comenta o caso e admite que o espaço de antena concedido ao líder da Nova Ordem Social foi «um erro».

Citado pelo jornal da Global Media, o diretor de informação esclarece a linha ténue que separa a informação do entretenimento e garante que nada tem que ver com a opção de convidar o ativista de extrema direita ao matutino conduzido por Manuel Luís Goucha. «Os conteúdos dos programas de entretenimento dependem de outra direção, não têm uma intervenção jornalística e editorial por parte dos jornalistas da TVI».

Sobre a entrevista conduzida por Manuel Luís Goucha e Maria Cerqueira Gomes durante a emissão de Você na TV!, Sérgio é assertivo na análise que lhe faz. «O diretor de informação da TVI considera que a entrevista foi inoportuna e irrelevante», refere, explicando – «Irrelevante porque, felizmente, uma personagem com aquelas características não tem relevo na sociedade, não é representativa. E inoportuna, de facto, porque as democracias não se estão a tratar muito bem a si próprias».

Entre «muita hipocrisia e falso moralismo», o responsável pela informação do canal da Media Capital não nega a sua responsabilidade pela presença do ativista no SOS 24, um programa de informação, mas relega o foco da conversa para a presença deste no matutino da estação. «A polémica está centrada no Goucha e no Você na TV!, portanto não vamos colocar as coisas nos mesmos planos. (…)», afirma Figueiredo, que esclarece como tudo sucedeu – «Nós soubemos já em emissão que o Mário Machado estava nos estúdios da TVI», pelo que «por maior contraditório  que [Goucha] tentasse fazer», o objetivo seria confrontá-lo com «um contraditório de facto, um ativista da Associação SOS Racismo», que figurou entre os convidados do programa.

«Mário Machado não foi convidado para o SOS 24 independentemente do que aconteceu. Foi uma atitude de responsabilidade e de solidariedade, e foi tornar a TVI mais imune a uma polémica que nós não imaginávamos que ia atingir a dimensão que atingiu», esclarece ao diário.

ATV News