fbpx
Cabo TVI

Sandra Felgueiras afirma que ida para a CMTV foi “um casamento mal conseguido”

Sandra Felgueiras
Nuno Santos/Instagram

Sandra Felgueiras mudou-se para a TVI, após ter passado oito meses na CMTV e na revista Sábado.

As mudanças profissionais de Sandra Felgueiras têm feito correr muita tinta pela imprensa nacional. Depois ter dedicado 22 anos de carreira à RTP, a jornalista mudou-se para a CMTV, onde viria a trabalhar apenas por oito meses.

Agora, recém-chegada à TVI, decidiu dar uma entrevista à revista TV 7 Dias, revelando os motivos que a fizeram trocar a Cofina pela Media Capital.

Aquilo foi um casamento mal conseguido, do qual resultou um divórcio (…) Fui para a Cofina convencida de que o projeto que tinha iria ser realizado, que era transformar o segmento da CMTV num segmento mais premium, através da revista Sábado (…) Eu acreditei, desde o primeiro dia, que seria possível (…) Faltou vontade“, afirmou.

Entre o que estava no meu contrato, o projeto que apresentei e aquilo que existia, que era o modelo a seguir, havia uma antítese total. Não podia haver casamento (…) Durante oito meses não consegui pôr em prática o projeto que tinha”, revelou, confessando que não foi muito bem recebida na estação da Cofina.

Contudo, Sandra Felgueiras garantiu não se sentir mal com o (pouco) tempo que dedicou à CMTV, mas sim com o facto de não ter concretizado o seu projeto: “Tenho um amargo de boca que acho que qualquer pessoa tem quando idealiza um projeto e depois chega lá e esbarra num muro de Berlim que não dá para quebrar sozinho”.

Além disso, a jornalista da TVI denunciou, na mesma entrevista, a existência de discriminação de género na Cofina e a mudança de Pedro Mourinho da TVI para a CMTV, algo que classifica como uma descida de “vários patamares daquilo que é o seu nível“.

Leia também: Sandra Felgueiras surpreendida no ‘Dois às 10’ por colegas da TVI

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>