fbpx
TVI

Rosa Villa abre o coração sobre António Feio: “Foi um grande amor. Ainda hoje me toca”

Rosa Villa Antonio Feio
Instagram

Rosa Villa esteve no programa de Manuel Luís Goucha, este terça-feira, 12 de janeiro e abriu o seu coração sobre vários aspetos da sua vida.

A atriz falou sobre António Feio: “Não sei explicar… Ainda hoje me toca aqui [peito]”. Rosa Villa mostrou-se emocionada ao recordar esse amor.

“Gostei muito do António e foi um grande amor”, disse ainda Rosa Villa.

Rosa Villa e o consumo de drogas

A atriz contou que começou a consumir cocaína numa fase de extremo trabalho, e que acabou por se tornar num vício incontrolável mais tarde. Rosa Villa recordou que precisou de pedir ajuda a uma amiga, depois de notar que, com a ausência da droga, ficava agressiva com os mais próximos.

Olhas-te ao espelho e não te conheces e isso…não sei lidar“, explica a Manuel Luís Goucha, recordando o momento de quando precisou de ajuda: “Então, telefonei a uma grande amiga, a Duca, que faz anos no mesmo dia que eu… telefonei-lhe e disse ‘eu não estou a aguentar. Eu quero que tu me internes senão eu mato-me.’“, reforçando: “Eu matava-me Manel. Se não conseguisse eu matava-me.

De seguida, Manuel Luís Goucha pergunta a Rosa Villa o que fez quanto ao trabalho. “Deixei de trabalhar, não quis. Telefonavam-me e dizia que não estava em Lisboa, que estava doente“, esclareceu a atriz.

Por respeito ao seu trabalho, Rosa Villa revela que só se mostrou disponível para regressar quando sentiu que estava recuperada. “Eu quero aparecer e as pessoas verem que estou bem, agora aparecer com decadência, por uma doença, não. Aliás, a adição é uma doença muito grave. Não tem cura“, afirmou.

Atualmente, a artista vive um “dia de cada vez”. “Esta pandemia tem me feito estar no limite, mas muito focada porque senão já tinha descambado”, confessou, acrescentando: “Eu tentei estar equilibrada. Estou há dez meses sem ganhar um tostão. Tive apoio da Gulbenkian, da minha Câmara Municipal (…) que nos deu um cartão para compras, da minha Sara, da minha tia e da minha mãe, que me têm ajudado.”

Rosa Villa explica o que a levou a consumir drogas

Rosa Villa estreou-se no teatro de revista aos 20 anos e conta já com 37 de carreira. A atriz explicou a Manuel Luís Goucha como começou o vício da cocaína.
Já tinha 30 anos, já tinha a minha filha e muito trabalho. Televisão, teatro (…) temos que trabalhar muito“, começou por dizer. “Eu chegava a dormir três horas, eu acordava podre.. e aí então começa…”, contou.

Por estar “muito cansada” e de conhecer “uma pessoa que vendia”, Rosa Villa acabou por experimentar. “A primeira vez não percebes… depois, com a continuação é que vais percebendo, estás em baixo e com aquilo ficas logo… sem sentimentos, um vegetalzinho. Dá energia… às tantas… energia a mais“, contou.

Após o internamento numa clínica, deixou de consumir e até hoje, não teve nenhuma recaída.

A artista recordou ainda como 4 anos após recuperar do vício de consumo de cocaína, caiu novamente na desgraça com a dependência do álcool, e como isto afetou a sua família, principalmente a filha.

Veja o vídeo aqui.

Leia também: Tão crescida! Cláudia Vieira partilha novos vídeos da filha Caetana e surpreende fãs

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News