TVI

Reportagens polémicas levam TVI a reforçar segurança

Foto: CM

A TVI emitiu, recentemente, duas reportagens que lhe valeram várias ameaças, nomeadamente uma dedicada à Raríssimas e outra à IURD – Igreja Universal do Reino de Deus (cuja exibição ainda decorre). Estes casos polémicos trouxeram para a estação ameaças e estarão, mesmo, a ser alvo de coação, o que levou a um reforço da segurança na estação e junto das jornalistas que encabeçam estas investigações.

«Tomámos alguns cuidados por precaução. Há uma reação do outro lado, o que é natural. Há uma reação pública e outra que o público não conhece. Não temos tido dias fáceis nem tranquilos, mas não há até ao momento nenhuma ameaça física, nem ninguém que até hoje se tenha sentido em perigo. Há as ameaças várias, jurídicas e de coação a nós e às pessoas que tiveram a coragem de falar connosco, e há a tentativa de descobrir a identidade de uma série de pessoas que nós protegemos e que não identificamos. Mas faz parte», referiu Sérgio Figueiredo à TV7Dias.

De acordo com a referida publicação, as jornalistas Alexandra Borges e Judite França estarão, inclusivamente, a ser acompanhadas por seguranças contratados pela estação de Queluz de Baixo. «Tomámos precauções… Foi mesmo só por precaução, não foi em resultado de nada. É normal, não acontece só neste caso, acontece noutros casos também, mas quero acreditar que não são pessoas perigosas, se fossem perigosas estariam presas», finalizou Sérgio Figueiredo.

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close