fbpx
TVI

«Mulheres de Guerra» em «Repórter TVI»

Repórter Tvi «Mulheres De Guerra» Em «Repórter Tvi»

Repórter Tvi

São milhares de mulheres portuguesas que nunca foram à guerra, mas que todos os dias travam uma dura batalha contra as memórias dos seus maridos. São as companheiras e cuidadoras dos mais de 100 mil ex-combatentes em Angola, Moçambique e Guiné-Bissau vítimas de stress pós-traumático de guerra, uma doença silenciosa e pouco conhecida de muita gente, até da classe médica.

Homens que, na altura da guerra, eram rapazinhos de 19 e 20 anos. Rapazes que mataram ou viram matar, que sofreram e viram sofrer. De heróis da Pátria passaram a maus da fita, e nunca os governos e as próprias Forças Armadas lhes reconheceram o esforço e o direito a uma recompensa condigna.
Homens que acabaram por pegar às mulheres e aos filhos doses maciças de depressão e ansiedade, e que fizeram da sua vida um inferno.

Portugal enterrou os seus mortos, mas esqueceu-se de tratar dos vivos. As famílias, mães e filhos, é que ainda hoje suportam o pesado fardo da memória e da doença dos rapazes que aguentaram as guerras de África.

Mulheres de Guerra, uma grande reportagem de Victor Bandarra, com imagem de Ricardo Ferreira, com edição de Miguel Freitas e grafismo de João Nunes.

Repórter TVI, segunda-feira dia 10 de novembro, no Jornal das 8.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

1 Comentário

Clique aqui para comentar

  • Até que enfim que há uma reportagem que fala quase verdade e fala dos que foram e são esquecidos por um país ingrato que não deu e não dá valor aos que pela Pátria lutaram. Sou esposa de um soldado que sofre de trauma pós guerra e ainda hoje luta para provar que lá andou, em zona de guerra A1. Parabéns TVI e o brigada por se lembrarem de nós. Bem hajam.

ATV News