TVI

Manuel Luís Goucha responde à polémica em torno do convidado Mário Machado

© TVI

Depois de um dia 3 de janeiro agitado nas redes sociais por causa do convidado do Você na TV, Mário Machado, Manuel Luís Goucha arranca programa de 4 de janeiro com resposta às notícias e reações à entrevista ao convidado da rubrica Diga de sua (in)justiça.

O apresentador defende que, num ato democrático, recebeu Mário Machado no seu programa, tendo esgrimido argumentos com ele assentes nos dados históricos. Manuel Luís Goucha disse também que coube a ele e a Maria Cerqueira Gomes assumir o papel do contraditório, tendo assumido o par sempre as suas convicções que, em nada, estão alinhadas com as do convidado. “Eu entendo que é mais produtivo o debate democrático em televisão, do que comentários de ódio nas redes sociais”, diz.

Manuel Luís Goucha condenou as reações que surgiram durante a tarde e noite por parte de internautas que, segundo o próprio, não terão visto, com toda a certeza, o programa de ontem.

“Eu não quero um Salazar. A ditadura, quer de direita, quer de esquerda, o que faz é aniquilar o indivíduo em prol da ideologia”, acrescentou em direto o apresentador.

A reação terminou com: “Venha que governo vier, nunca deixarei de lutar pela liberdade. Nem que tenha que dar a vida por isso”.

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
J'accuse Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
J'accuse
Visitante
J'accuse

Para alguns só é democrático se o partido ganhador fôr o deles, há muita falta de forplay democrático e isso é meio caminho para uma ditadura.
Um ponto para o Goucha , zero para as virgens ofendidas.

ATV News