TVI

Jornalista da TVI acusada de manipular testemunha de reportagem sobre a IURD

Reprodução TVI

A jornalista Alexandra Borges está a ser acusada de ter manipulado uma das intervenientes da reportagem que lançou em 2017, sobre a IURD, e na qual foi denunciado o alegado rapto e tráfico de crianças nascidas na década de 1990.

A mãe biológica de duas crianças adotadas por bispos da IURD está envolvida num processo judicial, por alegadamente ter prestado declarações falsas, mas pretende incutir responsabilidades à jornalista da TVI Alexandra Borges. De acordo com o jornal Correio da Manhã, Fátima, como se chama, garantiu no requerimento de abertura de instrução que nunca tinha posto em causa a adoção dos filhos até ser abordada pelo canal televisivo, com vista à construção desse mesma reportagem.

Referiu, ainda, que Alexandra Borges solicitou que esta colaborasse de forma incondicional com o seu trabalho e que, caso o fizesse, iria poder contactar os seus filhos. Para isso, teria de dizer tanto na reportagem, como no processo judicial, que não tinha autorizado que os seus dois filhos fossem adotados pela IURD.

A mesma publicação noticia ainda que procurou entrar em contacto com a jornalista, mas que esta remeteu-os para a Media Capital.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita.Apple Store Download Google Play Download

ATV News