TVI

Joana Diniz escreve longo desabafo: “Nunca me senti tão bonita como na gravidez”

Instagram

Cerca de duas semanas depois de dar à luz, Joana Diniz já sente saudades dos tempos de gravidez.

A ex-concorrente da ‘Casa dos Segredos’, da TVI, utilizou a sua conta na rede social Instagram para escrever um longo desabafo, no qual explica que sente “saudade” da barriga, embora a gravidez não tivesse sido nem como desejou, nem como planeou, e confessa ainda que nunca se sentiu “tão bonita” ao longo da sua vida como durante o tempo no qual esteve grávida da pequena Valentina.

“Bateu a saudade da minha barriga. Nunca pensei dizer isto tão cedo, mas bateu de verdade”, começou por referir na legenda de uma fotografia na qual surge na praia, ainda grávida. “Não foi uma gravidez como sempre desejei e planeei”, mas “tive uma gravidez maravilhosa. Nunca tive um enjoo, nunca tive azia, nunca senti dores”, continuou.

“Nunca me senti tão bonita como me senti em grávida”, admitiu ainda. “Continuei a querer estar rodeada dos meus amigos, não deixei de ter vontade de dançar, passeei, namorei-me muito, contemplei o mundo. Caramba, foi tão bom, tão intenso, tão apaixonante e tão grandioso que se tornou indescritível”, revelou, orgulhosa, Joana Diniz.

A jovem ‘mamã’ concluiu o texto referindo que pretende com isto “encorajar todas as mulheres que estão ou pensam em estar grávidas a não terem medo” de realizarem o seu sonho “e a sugarem cada momento”, porque tal como ela também “terão saudades” da gravidez.

O texto completo na legenda da imagem que se segue:

View this post on Instagram

Pois é(…) bateu a saudade da minha barriga, nunca pensei dizer isto, tão cedo, mas bateu de verdade. Não foi uma gravidez como sempre desejei e planeei, embora isso, tive uma gravidez maravilhosa. Nunca tive um enjoo, nunca tive azia, nunca senti dores, engordei 6 kg mas poderia ter engordado 30 que, querem saber? Nunca me senti tão bonita como me senti em grávida, aquela expressão de “uma mulher iluminada” eu senti-me o próprio do holofote 😂. Para muitas pessoas, acredito que, a gravidez seja pesarosa com sintomas tão incomodativos quase como uma doença, tive a sorte de não ser o meu caso. Continuei a querer estar rodeada dos meus amigos, não deixei de ter vontade de dançar (e se a minha filha gostava ), passeei, namorei-me muito, contemplei o mundo, caramba … foi tão bom, tão intenso tão apaixonante e tão grandioso que se tornou indescritível. A gravidez sendo tudo isto termina quando se inicia uma outra vida, um outro estágio, é como subir ao topo dos níveis do jogo mais emocionante de se jogar. Conheço-me agora, uma Joana que desconhecia, uma Joana que renasceu (qual fénix) e se sente tão feliz como por mais feliz que eu já tenha sido nada se aproxima sequer de agora. Quero encorajar todas as mulheres que estão ou pensam em estar grávidas a não terem medo e a sugarem cada momento porque terão saudades é certo! Eu confirmo 😜 Ou melhor… medo é normal termos, é o maior, mais duradouro e exigente compromisso que tomamos na vida, mas tudo se baseia em amor e somos sempre seres capazes. “ É ao enfrentar os nossos maiores medos que reencontramos a melhor versão de nós.”

A post shared by Joana Diniz (@joanadiniz_official) on

ATV News