Famosos TVI

Jessica Athayde sobre a gravidez: “No início senti-me a pessoa mais infeliz do mundo”

Instagram

A cerca de dois meses de terem nos braços o pequeno Oliver, Jessica Athayde e Diogo Amaral não escondem a ansiedade pela chegada do filho de ambos. Os dois atores estiveram presentes na passada quinta-feira, dia 28, num evento de lançamento de um creme para bebés e falaram um pouco de como se têm preparado para a chegada de Oliver.

Em declarações à Nova Gente, Diogo Amaral garante que irá assistir ao parto, tal como assistiu ao nascimento do seu filho Mateus, de quatro anos, fruto da relação anterior com Vera Kolodzig. O ator revelou a forma como o primeiro filho está a viver a chegada de um irmão. Diogo explicou que o pequeno Mateus está um pouco céptico pois ainda não conseguiu sentir o bebé na barriga de Jessica. “Às vezes ponho-lhe as mãos na minha barriga, o Oliver mexe-se muito, mas ele ainda não sentiu”, concorda a atriz.

Diogo Amaral acredita que irá “desfrutar de outra maneira” esta segunda paternidade. O ator explicou que, apesar de participar ativamente na vida do filho, só lhe “caiu a ficha da paternidade” quando Mateus completou dois anos. “Quando me caiu a ficha, comecei a tirar prazer e agora sinto que quero fazer as coisas de maneira diferente. Há coisas das quais quero desfrutar de outra maneira”, confessou o ator à revista Nova Gente.

“Todos os dias é uma aprendizagem. Não existe conceito de pai perfeito. Estamos sempre a errar e a tentar fazer melhor. Eu arrependo-me de algumas coisas que fiz”, continua o ator.

Sobre Vera Kolodzig, com quem mantém uma amizade, o ator frisa que as “coisas não têm de ser negativas”. “Nós vamos estar ligados para o resto da vida, temos um filho em comum. O Oliver vai ser irmão do Mateus. Eu espero que, um dia, a Vera tome conta do Oliver, que fique com os dois!”, contou de forma divertida o ator.

Contudo, Jessica Athayde esclarece que entre ela e Vera não há uma amizade.”Eu não convivo com a Vera, temos muitos amigos em comum, ela é mãe do Mateus… mas não temos de ser as melhores amigas, e não somos. Há uma harmonia, sem dúvida em relação ao Mateus e a esta preparação para este momento e isso é importante”, explicou à Nova Gente a futura mamã.

Jessica Athayde nunca escondeu que não gosta de estar grávida, mas aos sete meses de gravidez finalmente assume que já está a viver esta fase de uma forma mais tranquila.

“Para mim a gravidez não tem sido fácil, nem física nem emocionalmente. Hormonalmente estou mais calma do que estava no princípio. Esta foi uma gravidez planeada, que queria muito, há muito tempo”, disse à Nova Gente.

“No meu caso, acho mesmo que é impossível eu ter uma depressão pós parto porque no início senti-me a pessoa mais infeliz do mundo, nos primeiros três meses eu vomitava muito, estava sempre com frio, só bebia coca cola que era a única coisa que conseguia beber, comia tangerinas”, acrescentou a atriz da TVI.

Jessica revela ainda que tem sentido a falta de trabalho e por isso tem tido dificuldade em lidar com tantas horas do dia. A atriz terminou as gravações da telenovela A Herdeira, onde tinha um ritmo frenético de gravações e por isso agora assume que tem dificuldade em ocupar as 24 horas do seu dia.

ATV News