TVI

Já há acordo! Cofina anuncia compra de todas as ações que detém na Media Capital

O grupo Cofina anunciou através de um comunicado oficial que “chegou a acordo com a Prisa para comprar a totalidade das ações que detém na Media Capital”, num negócio que valoriza a empresa em “255 milhões de euros”.

Refere o texto ao qual o site A Televisão teve acesso que “esta aquisição” se enquadra “na visão que a empresa tem para os media” e que se afigura como “aquela que melhor é capaz de garantir o seu crescimento e a sua sustentabilidade”.

O projeto planeado pela Cofina, segundo o mesmo comunicado, “passa por manter as linhas editoriais dos diferentes meios de comunicação social que detém e que passará a deter” e vai manter em funções “todos os profissionais que estejam dispostos a colaborar neste novo projeto”.

Este ponto afasta por isso a possibilidade de nomes como Judite Sousa ou José Alberto Carvalho abandonarem o canal, como chegou a ser noticiado anteriormente. Também Felipa Garnel deverá manter-se no cargo de diretora de programas da TVI.

Comunicado completo do grupo Cofina:

“A Cofina SGPS SA comunica que chegou a acordo com a Prisa para comprar a totalidade das ações que detém na Media Capital, valorizando a empresa em 255 milhões de euros de enterprise value.

Esta aquisição enquadra-se na visão que a empresa tem para os media, e afigura-se como aquela que melhor é capaz de garantir o seu crescimento e a sua sustentabilidade, e está em linha com a tendência global para a consolidação do setor dos media nos últimos anos.

O projeto da Cofina passa por manter as linhas editoriais dos diferentes meios de comunicação social que detém e que passará a deter, bem como todos os profissionais que estejam dispostos a colaborar neste novo projeto. Esta aquisição garante a existência de um grupo de media independente e capaz de reforçar o papel que os media têm enquanto pilar essencial à vida de uma sociedade democrática.

No que diz respeito à atividade de produção, o caminho passará por intensificar a criação de conteúdos de perfil exportador, tendo em vista a transposição para a legislação nacional da designada “diretiva Netflix”.

O novo Grupo Cofina constituir-se-á como uma plataforma mais competitiva capaz de assegurar aos portugueses uma oferta diversificada de conteúdos de informação e de entretenimento, através da imprensa escrita, televisão e rádio, seja offline ou online.

O novo Grupo contará ainda com os melhores profissionais, seja nas áreas de televisão, rádio, imprensa e produção, garantindo a criação de condições de desenvolvimento pessoal e profissional, de forma sustentável.

A criação de um grupo financeiramente forte é o melhor garante da independência editorial e da criação de valor para todos os stakeholders, incluindo colaboradores, acionistas, clientes, fornecedores e parceiros.

Como é timbre da Cofina, os nossos objetivos passam por ter um grupo de media tecnologicamente evoluído, capaz de gerar eficiências e com foco contínuo na liderança dos segmentos em que opera, assegurando a sustentabilidade dos conteúdos de língua portuguesa.

Caso a aquisição da referida participação venha a ser positivamente apreciada pelos reguladores, o seu financiamento está assegurado através de crédito bancário já aprovado e da realização de um aumento de capital. Excluindo a percentagem do capital em free-float, o aumento de capital está garantido em mais de 50% pelos atuais acionistas de referência, sendo, no entanto, possível que entrem novos investidores com posições qualificadas.

Esta aquisição permite, que após alguns anos, um dos principais grupos de meios de comunicação social, volte a ter um acionista de matriz nacional.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita.Apple Store Download Google Play Download

ATV News