TVI

Helena Isabel contou tudo sobre os casos de violência doméstica de que foi alvo

Helena Isabel foi, na noite desta sexta-feira, uma das convidadas de José Eduardo Moniz na sua rubrica Deus e o Diabo, no Jornal das 8. A ex-concorrente (e vencedora) da 6ª edição da Casa dos Segredos esteve à conversa com Moniz sobre o caso que, em julho de 2018, tornou público: os casos de violência doméstica de que, alegadamente, sofria da parte de Gonçalo Rosado, seu antigo companheiro.

Helena Isabel começou por contar: “Vivi uma relação que ao início era maravilhosa. Isto para dizer que as pessoas também têm coisas boas, mas as coisas más sobrepõem-se. Estas pessoas não são totalmente más. Ao início, quando estive com esta pessoa, nada fazia prever que tinha este tipo de comportamentos. Estamos a falar de surtos psicóticos. Estamos a falar de pessoas que não sabem lidar com a adversidade e contrariedade e estamos num espaço público e vão para o meio da estrada para se suicidarem. Que quando estamos em casa e não sabem lidar com um não, metem uma faca ao pescoço. E temos de lidar com isso todos os dias”.

Durante a conversa a ex-concorrente do reality show da TVI afirmou ainda ter apresentado queixa à Associação de Apoio à Vítima e admitiu que foram incríveis consigo embora esta tenha faltado à consulta com a psicóloga e, desde aí, tenha deixado o caso se arrastar até reatar a relação com Gonçalo. Ao ouvir estas palavras José Eduardo Moniz perguntou, de imediato, o porquê de, mesmo assim, ter voltado a namorar com o agressor. Helena não se surpreendeu com a questão e respondeu de seguida: “Toda a gente me faz essa questão. Achamos que a pessoa melhora, que é pontual. Até que no dia 18 de fevereiro de 2018, tínhamos vindo de um jantar onde já tínhamos discutido e nesse dia em que ele cegou, meteu-me no chão e sufocou-me. Só tive tempo de pedir ajuda. No 4º andar ouviram os meus gritos de desespero. Tirou-me o telefone e, entretanto, ligou-me o meu melhor amigo – porque lhe tinha enviado uma mensagem – e esteve uma hora ao telefone com ele. Consigo compreender, em parte, o facto de o querer acalmar, mas não consigo perceber o facto de essa pessoa me ver a pedir por socorro… Estava assustada e quem me ajudou foi uma pessoa do 4º andar porque fugi de casa”. As situações de perseguição e ameaças continuaram nos dias seguintes, de acordo com as declarações de Helena.

A jovem apresentadora do 1000 à Hora revelou, ainda, que o pesadelo só teve fim no dia em que apresentou uma carta ao Ministério Público a propôr um acordo: “Nem pedia dinheiro. A única coisa que pedia era um pedido de desculpas público e pulseira eletrónica”.

Terminado o flagelo Helena Isabel Patrício confessou sentir-se liberta da situação e garantiu ter bloqueado o antigo companheiro em todas as redes sociais e, sobretudo, na sua vida e no seu caminho de felicidade.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

ATV News