TVI

Fumo branco na Plural. «Redução de horário e aumentos salariais»

© DR

Desde dia 4 de dezembro que os trabalhadores da Plural Entertainment estavam em greve, entretanto levantada, reivindicando melhores condições laborais. A produtora do grupo Media Capital era acusada, entre outras coisas, de submeter os seus trabalhadores a uma elevada carga horária de trabalho, de cerca de 12 horas diárias, e de estar associada à emissão de falsos recibos verdes.

Hoje, em comunicado, o CENA-STE, sindicato que representa os trabalhadores do meio, informou que após as negociações, trabalhadores e entidade empregadora chegaram a acordo, «devolvendo quase 500 horas por ano» aos seus funcionários. Entre as conquistas, destacam-se os «aumentos salariais escalonados, beneficiando os trabalhadores com salários mais baixos» e a «garantia de que os trabalhadores freelancers não serão prejudicados pela sua intervenção sindical».

Apesar de considerar que o acordo firmado «não faz total justiça a vários anos de horários desregulados e extenuantes, sem aumentos salariais e com condições de trabalho longe das ideais», o sindicato reconhece que «a conquista é real». «Fará diferença na vida dos trabalhadores e certamente demonstrará que o audiovisual e particularmente a produção de conteúdos televisivos, não pode viver num mundo à parte das regras laborais do país.»

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close