fbpx
TVI

Filipe Duarte revela motivos que o levaram a aceitar entrar em «Belmonte»

Belmonte Irmãos Filipe Duarte Revela Motivos Que O Levaram A Aceitar Entrar Em «Belmonte»

Belmonte Irmãos

Tal como noticiado pel’ A Televisão, Filipe Duarte um dos protagonistas da nova produção da TVI, Belmonte, vai estar esta noite em entrevista a Judite Sousa  no Jornal das 8. Na novela, o ator interpreta João Belmonte um enólogo na nova novela da estação de Queluz de Baixo e revelou os motivos que o levaram a aceitar o convite da TVI para regressar à televisão.

«Além da económica como é óbvio, das condições, uma muito importante é o projeto em si. Como o Equador calhou numa viragem, numa necessidade de se fazer alguma coisa diferente, esta foi também a proposta que surgiu agora. Que, dentro do género, ia ser uma coisa um bocadinho diferente. E, realmente, está a ser. Pelo grupo de atores, pelos técnicos, toda a equipa que está aqui a dar o litro justifica isso», justifica o ator em entrevista à Notícias TV.

Quatro anos depois da série que protagonizou o ator não esconde o peso do dinheiro na hora de aceitar o convite. « Foi um fator importante, mas não decisivo. Nas negociações, houve depois outras questões, como a de eu querer experimentar o género outra vez», começa por contar, e estabelece um paralelo com outras profissões: «Não sou músico, às vezes tenho muita inveja dos músicos, porque podem tocar em qualquer sítio, qualquer hora. Um ator depende sempre de uma estrutura. Pelo menos , eu.» «Chegou a altura, porque já não fazia televisão há algum tempo, deixou de haver séries…e ganhei sede o suficiente para querer voltar aqui ao ginásio! É muito aliciante e, ao mesmo tempo, muito difícil para um ator. É um desafio muito grande», desabafa.

Sobre as diferenças que encontrou na TVI depois do período de ausência e as caras que comandam agora a estação –  em Equador a estação era liderada por José Eduardo Moniz e a Plural por André Cerqueira –  o ator responde que não sabe, «porque o Equador foi uma ilha, foi quase feito fora desta casa.Sei que gostei muito de trabalhar no Equador, porque era uma equipa muito apaixonada. O André é uma pessoa superapaixonada pelo que faz e conseguia motivar muita gente. E a motivação é fundamental», concluiu.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News