fbpx
TVI Resumos

Festa é Festa: Resumo dos próximos episódios

Festa É Festa

Resumo dos próximos episódios da novela Festa é Festa, da TVI.

Resumo de 24 a 28 de maio

Festa é Festa

Episódio 25 (24 a 28 de maio)

Albino comenta que as flores estão a ficar murchas e Elisabete, achando que foi ele que lhe enviou as flores, diz que em breve deve receber outro ramo. Albino pergunta se o canário já comeu e Elisabete fica irritada com a mudança súbita de tema. Corcovada pergunta à bisneta se está a gostar de estar na aldeia e fica feliz por ela estar a ser bem tratada. Corcovada pergunta se Ana Carolina tem falado com o pai e diz que hoje se lembrou dele e do seu filho.

Ana Carolina estranha que a bisavó não tenha fotos deles pela casa e Corcovada conta nunca tiveram uma relação muito próxima. Albino fica em choque quando Peixoto lhe diz que foi posto fora de casa e pergunta se pode ficar em casa dele. Albino diz-lhe que está fora de questão e Peixoto fica desolado. Aida está exausta e sente que não teve o devido reconhecimento depois do workshop. Tomé não tem coragem de lhe dizer que não gostou de nada do que cozinharam.

Aida diz que está a pensar ir ao Sôtor, para lhe passar umas vitaminas. Tomé não gosta e diz-lhe que está ótima, mas Aida é de ideias fixas. Tomé está furioso por Aida estar sempre a falar no Sôtor e resolve ir vasculhar a mala dele novamente. Tomé encontra uma carta do tribunal e fica indeciso se a abre ou não. Tomé acaba por abrir a carta e começa a lê-la, mas não percebe nada do que está escrito. Aida chama pelo marido, ele vai à porta, mas não a deixa entrar.

Aida fica curiosa com o que ele tanto faz ali, mas Tomé sai e tranca a porta. Aida fica irritada por Tomé não a deixar entrar na sala, nem lhe contar o que faz lá e ele diz que tem direito à sua privacidade, mostrando-se irritado por Aida ter dito que ia ao Sôtor. Aida diz estar preocupada com a sua saúde. O Sôtor fica surpreendido por ver Ana Carolina e brinca dizendo que não sai à bisavó. Ana Carolina também acha que Corcovada nunca irá pôr ali os pés.

Ana Carolina diz que gosta de fazer análises pois tem medo da morte. O Sôtor percebe que é um tema delicado para ela. O Sôtor fica desconfortável com as perguntas de Ana Carolina e finge que não ouve, para não ter de responder. Manuela anuncia Aida e o Sôtor desespera. O Padre conversa com Corcovada sobre as eleições e fica espantado com a destreza mental dela. Corcovada já idealizou tudo acerca das eleições.

O Padre aceita o café e pergunta se Corcovada ainda o toma com o xiripiti, mas Corcovada mente e diz que agora só bebe água e chá. O Padre fica desconsolado. Aida mostra-se ao Sôtor e aproveita para se exibir. Aida diz que sente uma força a puxá-la para baixo e coloca as mãos do Sôtor na sua cintura para exemplificar. Ele fica constrangido e assim que pode tira as mãos. Aida pede-lhe umas vitaminas e fica ali a olhar para ele. O Sôtor tem que lhe pedir várias vezes para sair.

Tomé está furibundo com a conversa entre Aida e Fátima sobre o Sôtor. Aida conta como foi bem tratada pelo Sôtor e como ele é atencioso. Tomé não aguenta ouvir mais e vai para a sua sala, batendo com a porta. Carlos e Florinda estão a ver TV quando chega Albino e começa com uma conversa de ser bom cristão. Carlos percebe logo que vêm aí problemas. Peixoto aparece e Albino diz que lhe aconteceu uma tragédia. Peixoto, choroso, diz que foi posto fora de casa.

Florinda mostra-se solidária e Peixoto põe-se logo à vontade. Ana Carolina diz que já falou com o pai e ele ficou muito feliz com o convite. Ana Carolina diz que por ele vinha já amanhã. Corcovada acha boa ideia e vai pedir a Florinda para preparar tudo para amanhã.

Festa é Festa

Episódio 24 (24 a 28 de maio)

António vem carregado com as coisas para o workshop e showcooking. Vuitton acha piada e começa a filmar. Aida conta o que vai fazer e Vuitton fica muito interessada, sugerindo fazer um direto para as redes sociais. Aida fica maravilhada. Tomé não concorda, pois Vuitton é filha duma adversária. São fica histérica ao saber que Vuitton vai filmar o showcooking de Aida e pede a Fernando para impedir a filha. Vuitton garante que se fizerem isso, volta para França imediatamente.

Tomé lê umas cartas com um ar muito sério e concentrado. Batem à porta e ele sobressalta-se. Tomé guarda as cartas num armário onde também está a mala do Sôtor. Corcovada chega a casa toda animada, com Manel atrás dela. Corcovada já está com ideias de beber uma caipirinha, mas Florinda aparece muito aflita e manda Manel embora. Florinda conta que ligaram do Brasil à procura do neto de Corcovada, mas que não era João Maria e sim outro neto. Corcovada gela.

Corcovada não faz ideia de quem lhe ligou, nem porque motivo, uma vez que o seu único neto é João Maria e não tem nada a ver com o Brasil. Florinda diz que nunca se sabe e entrega-lhe o papel com o contato. Corcovada prepara-se para ligar. Está tudo a postos para começar o workshop, Aida dá início ao evento agradecendo a várias pessoas. Aida deixa o agradecimento a Tomé para último, o que o deixa desesperado. Vuitton percebe que não estava a gravar e Aida fica muito frustrada.

Fátima vai acompanhado o workshop pela internet. Louis e Ana Carolina estão constrangidos e este quer falar sobre o beijo, mas Ana Carolina prefere não falar e acha melhor ficarem só amigos. Claramente gostam um do outro, mas nenhum quer dar parte fraca. Estão quase a beijar-se quando aparece Jorge e os interrompe. Jorge fala sem parar, não tendo noção que é inconveniente. Vuitton está com dificuldades em fazer o direto, devido à falta de rede.

Faz sinal a Aida para falar para o telemóvel e ela sente-se muito importante. Tomé não gosta da cumplicidade entre Aida e Vuitton. Tomé assusta-se quando Aida abre a gabardine, mas tem uma t-shirt vestida com a frase: “Viva o gourmet”. São assiste ao direto do workshop e anda muito nervosa, de um lado para o outro, pela filha estar envolvida naquilo. São quer fazer perguntas difíceis para entalar Aida, mas não sabe o que perguntar. Aida decide escrever críticas.

Jorge convida Carlos para se juntar a eles. Ele recusa, mas acaba por se juntar. Jorge continua a tentar impressionar Ana Carolina, mas ela farta-se da conversa e quer ir embora. Vuitton leva Louis e Carlos oferece-se para levar Ana Carolina a casa. Jorge já percebeu que Louis e Carlos estão caidinhos por Ana Carolina. Aida continua entusiasmada com o workshop e serve a comida. Apesar de ninguém gostar muito, ninguém diz nada. Aida está na sua bolha de excitação e nem repara que ninguém gostou.

Ana Carolina agradece a Carlos por a ter trazido a casa e promete levá-lo a um concerto a Lisboa ou ao Porto. Carlos olha para ela apaixonado e Ana Carolina percebe. Ana Carolina despede-se dele e vai para o quarto a sorrir. Florinda está preocupada porque Corcovada recebeu um telefonema do Brasil, onde lhe falaram de um neto brasileiro. Albino não gosta da possibilidade de haver mais um herdeiro da fortuna dela.

Festa é Festa

Episódio 23 (24 a 28 de maio)

Camila diz que veio ver as condições do consultório, pois tem recebido muitas queixas. O Sôtor revela que Corcovada já resolveu os problemas e Camila quer agradecer-lhe. Manuela aproveita a presença de Camila, para lhe falar do festival de verão que está a pensar organizar. Camila ouve-a, aborrecida. Paulo chega para entregar a correspondência e usa agora uns óculos muito vistosos. Paulo diz que nunca mais recebeu queixas de correspondência trocada, mas também só começou a usar óculos ontem à noite.

Todos experimentam os óculos e percebem que não têm graduação. Peixoto trouxe um amigo para arranjar o quadro elétrico, mas São não gosta do aspeto dele e proíbe-o de mexer no que quer que seja. Peixoto promete arranjar outra pessoa, mas sairá mais caro Tomé fica todo animado por achar que Aida se está a arranjar para celebrar a data. Aida diz que se está a arranjar para o workshop e não faz ideia que dia é.

Tomé fica desapontado e lembra-a que foi o dia em que se estreou na seleção, mas Aida não acha importante. Camila agradece a Corcovada por ter ajudado a solucionar os problemas do consultório. Corcovada diz que não lhe custou nada. Camila refere que devia ter sido a Junta a intervir naquela situação, deixando Albino furioso ao ouvir aquilo. Corcovada concorda com Camila e Albino fica ainda mais irritado.

Albino quer ir falar com elas, mas Florinda manda-o embora, antes que arranje mais problemas. Fátima pergunta se a comida está boa e António diz logo que sim, apesar de colocar mais sal quando Fátima não está a ver. António enche-se de coragem e convida Fátima para sair. Ela fica surpreendida e diz que depois combinam um dia. Louis liga a Ana Carolina e convida-a para tomar café. Ela diz que já tem coisas combinadas, mas Louis insiste que podem ir depois e ela acaba por aceitar.

Louis celebra aquela vitória. Albino desabafa com o canário e conta-lhe o que se passou em casa de Corcovada. Albino diz que tem de pensar numa forma de cair nas boas graças da velha. Elisabete estranha Albino estar a falar sozinho, mas ele diz que está numa reunião com o Bino. Elisabete acha que Albino enlouqueceu. Manel fala ao telefone com Corcovada e dá-lhe graxa, mas quando desliga percebemos que não tem paciência nenhuma para ela.

Jorge está equipado a rigor para treinar. Tomé estranha vê-lo assim, pois não é dia de treino. Jorge diz que tem de treinar todos os dias como o Ronaldo, para conseguir ir à seleção. Tomé conta a sua experiência na seleção. Florinda assusta-se com a entrada de Manel e com a camisa que ele tem vestida. Ele diz que gosta muito, embora se note que não. Corcovada fica contente por ver Manel com a camisa que lhe ofereceu.

Corcovada e Manel vão às compras, todos coloridos Tomé mostra uma foto de um jornal antigo onde está a seleção de hóquei e da qual ele fazia parte. Tomé queixa-se por o terem cortado na fotografia e por lhe terem trocado o nome. Jorge e Fátima não ficam muito convencidos. Tomé mostra a sua perna e compara-a com a de um jogador da foto.

Ana Carolina questiona Florinda sobre Fernando e São serem mesmo seus primos e acha estranho Louis e Vuitton serem gémeos, já que Louis é mulato e nenhum dos pais é. Florinda justifica que Fernando também era mais moreno em pequeno.

Festa é Festa

Episódio 22 (24 a 28 de maio)

Elisabete anda por ali a arrumar dossiers quando ouve o canário a cantar. Elisabete vê a gaiola com o canário em cima da secretária de Albino e questiona-se sobre como ele terá ido ali parar. Tomé vai colocando objetos no sítio onde estava a gaiola, tentando ocupar o espaço vazio que ficou ali. Tomé recusa-se a reconhecer que tem saudades do pássaro e diz que Albino não o podia ter levado.

Aida e Fátima ficam aliviadas pelo pássaro ter saído dali. Elisabete questiona Albino sobre o pássaro, mas ele diz que agora tem coisas importantes para tratar. Albino queixa-se do seu casamento e inveja a liberdade do pássaro, pois apesar de estar numa gaiola, não é casado. O Padre está a olhar para uns assentos de batismo antigos, quando chega Aida com as garrafas de vinho que esteve a preparar. Ele diz que andou em arrumações e ficou aflito por causa da humidade e do pó.

Aida entrega-lhe o vinho e ele estranha não ter rótulo, nem estar bem fechado. Aida diz que é produção caseira de um primo. Ana Carolina vê uma foto de Louis e faz uma festinha no ecrã. Carlos nota que ela está triste, mas Ana Carolina disfarça e pede-lhe para pôr uma música animada. Corcovada junta-se a eles e todos cantam e dançam. Corcovada quer pôr Florinda a dançar também, mas ela diz que tem mais que fazer. A família Silva almoça e tenta animar Jorge.

São não mede as palavras e os filhos ficam constrangidos. Vuitton quer saber fofocas da aldeia, sobre quem namora com quem. Jorge gaba-se de ter sempre muitas namoradas e disponibiliza-se para dar workshops sobre o tema. Fernando está feliz por ter a família reunida. Albino tenta fazer as pazes com Florinda e desvaloriza o que se passou. Florinda está magoada com ele e não quer conversas. Albino pede ao filho para comprar alpiste e conta que agora tem um canário na junta de freguesia.

Aida percorre os corredores da mercearia com António e vai pedindo os produtos que tem na lista. António fica sempre admirado com os produtos inovadores de Aida. Ela revela que vai dar um workshop e fazer um show cooking e que será António a cozinhar. Ele fica atónito. Glória conversa com Camila, mas esta só presta atenção ao telemóvel. Glória queixa-se que está para ali a falar sozinha. António entrega panfletos sobre o workshop e anuncia que será ele a cozinhar.

Fátima solta uma gargalhada e António fica desmoralizado. (Albino apresenta o canário a Carlos e Elisabete explica-lhe como ele foi ali parar. Albino pede a Carlos para ir comprar comida para o canário e dá instruções a Elisabete para lhe dar dinheiro da junta. Carlos e Elisabete ficam admirados com aquilo. O Sôtor atende a última paciente e dispensa Manuela.

Ela diz-lhe que tem uma pessoa à espera para falar com ele. Camila entra e o Sôtor fica todo nervoso, sem saber o que dizer, mas convicto de que não será nenhuma emergência médica.

 

Festa é Festa

Episódio 21 (24 a 28 de maio)

Albino precisa desesperadamente de dinheiro para a sua campanha eleitoral. Peixoto mostra-se colaborante, mas precisa do adiantamento. Albino revela que decidiu deitar o fontanário abaixo e construir lá uma estátua de Corcovada. Peixoto tem dúvidas de que seja uma boa ideia. Aida mistura o vinho com água e vai dizendo algumas palavras, como se estivesse a exorcizar o vinho.

António fica assustado. Aida pede a António para ir buscar garrafas vazias, para ela poder levar o vinho purificado ao Padre. Vuitton chega para ir com Carlos à cidade e faz questão de dizer a Ana Carolina que vai comprar um telemóvel novo, para o irmão poder falar com ela à vontade. Vuitton chama cunhadinha a Ana Carolina e esta fica irritada por achar que Louis se andou a vangloriar à irmã.

Vuitton fala com Ana Carolina sobre o seu Instagram, mas ela não liga nenhuma e só desperta quando vê Carlos, todo bem vestido e perfumado. Ana Carolina fica triste e irritada por vê-lo assim com Vuitton. Florinda ajuda São a desempacotar umas molduras e conversam sobre Adelaide, mas ao ver uma foto do seu casamento, a conversa passa para a relação de São e Fernando. São conta como se dão bem na cama e incentiva Florinda a fazer mais sexo.

Ela fica desconfortável e vai embora. Albino vai ao café e diz que vai levar o canário, pois não admite que ele se chame Bino. Fátima diz que até calha bem que Albino queira o canário, pois ninguém o queria ali. Mas Tomé, vendo que Albino quer o canário, já não o quer dar. Louis liga a Ana Carolina, que está desanimada e não lhe apetece atender. Acaba por atender a chamada e Ana Carolina diz-lhe que o beijo não significou nada.

Ana Carolina respira fundo e tenta conter as lágrimas ao pensar que afinal ele não é o cavalheiro que ela imaginou, mas só mais um miúdo gabarola. A conversa com São mexeu com Florinda e ela resolveu arranjar-se. Albino fica todo entusiasmado ao ver a mulher e começa a agarrá-la. Mas nisto, Florinda vê um embrulho. Albino apercebe-se e tenta tirar-lho das mãos, mas Florinda consegue ver o seu conteúdo e fica furiosa.

Florinda está furiosa com Albino, pois sabe muito bem que o que está naquela caixa são peças de ouro roubadas aos mortos. Albino tenta justificar-se, mas Florinda não o quer ouvir e manda-o embora. Carlos vê o pai a dormir no sofá e percebe que ele deve ter feito alguma. Florinda confirma que se desentenderam, mas não quer falar sobre isso. Florinda está lavada em lágrimas e o Padre olha-a com preocupação.

O Padre incentiva-a a confessar-se, mas Florinda diz que é um assunto demasiado grave. O Padre sugere que Florinda acenda uma vela ao santo das causas perdidas.

Resumo de 17 a 21 de maio

Festa é Festa

Episódio 20 (17 a 21 de maio)

Ana Carolina e Louis terminam o beijo. Ele está meio atrapalhado e pede-lhe desculpa. Ela fica surpreendida com aquela reação. São e Fernando chegam a casa e Ana Carolina diz que está de saída, mas São insiste que ela fique para um café. Fátima e Tomé observam com expectativa o que se passa numa mesa. Manuela tenta convencer Jorge a comer e a abstrair-se do estado de saúde da mãe, mas Tomé pergunta-lhe como está a mãe e estraga tudo.

Jorge vai embora e Tomé lambuza-se com a comida que ele deixou. São fala como se fosse íntima de Ana Carolina. Louis faz sinal à irmã para o salvar e ela pede ajuda aos pais para preparar o jantar. Louis despede-se de Ana Carolina com mais um beijo na boca, mas volta a pedir desculpa. Vuitton vê o beijo e brinca com o irmão. Manuela comenta com o Sôtor o que aconteceu a Adelaide, mas ele não presta muita atenção. Quando ele finalmente ouve o que ela está a dizer, fica alerta.

Manuela lembra que Adelaide esteve com o Sôtor nesse dia e pergunta-lhe se notou alguma coisa. Ele diz que não pode revelar e fica em pânico. Ana Carolina acorda e lembra-se do beijo com Louis. Levanta-se bem-disposta e canta a música que ouve. Corcovada gosta de ver a neta animada e diz que Carlos está ali para arranjar as janelas. Corcovada diz a Carlos que a bisneta às vezes é um bocado estranha e ele concorda. Elisabete acaba de chegar para a reunião semanal.

Albino reclama por estarem sempre a ter reuniões. Elisabete informa-o das queixas que têm recebido e Albino protesta pelas pessoas nunca estarem contentes com nada. Albino lembra-se que podia mandar o fontanário abaixo e liga a Peixoto. Aida inspeciona o café. Fátima e Tomé estão a postos para iniciarem as limpezas. Aida acha que estão a tentar ofuscá-la com a história da comissão de festas, desvirtuando a sua missão de tornar a aldeia mais gourmet.

Albino precisa desesperadamente de dinheiro para a sua campanha eleitoral. Peixoto mostra-se colaborante, mas precisa do adiantamento. Albino revela que decidiu deitar o fontanário abaixo e construir lá uma estátua de Corcovada. Peixoto tem dúvidas de que seja uma boa ideia. Aida mistura o vinho com água e vai dizendo algumas palavras, como se estivesse a exorcizar o vinho. António fica assustado. Aida pede a António para ir buscar garrafas vazias, para ela poder levar o vinho purificado ao Padre.

Vuitton chega para ir com Carlos à cidade e faz questão de dizer a Ana Carolina que vai comprar um telemóvel novo, para o irmão poder falar com ela à vontade. Vuitton chama cunhadinha a Ana Carolina e esta fica irritada por achar que Louis se andou a vangloriar à irmã. Vuitton fala com Ana Carolina sobre o seu Instagram, mas ela não liga nenhuma e só desperta quando vê Carlos, todo bem vestido e perfumado. Ana Carolina fica triste e irritada por vê-lo assim com Vuitton.

Florinda ajuda São a desempacotar umas molduras e conversam sobre Adelaide, mas ao ver uma foto do seu casamento, a conversa passa para a relação de São e Fernando. São conta como se dão bem na cama e incentiva Florinda a fazer mais sexo. Ela fica desconfortável e vai embora. Albino vai ao café e diz que vai levar o canário, pois não admite que ele se chame Bino. Fátima diz que até calha bem que Albino queira o canário, pois ninguém o queria ali.

Mas Tomé, vendo que Albino quer o canário, já não o quer dar. Louis liga a Ana Carolina, que está desanimada e não lhe apetece atender. Acaba por atender a chamada e Ana Carolina diz-lhe que o beijo não significou nada. Ana Carolina respira fundo e tenta conter as lágrimas ao pensar que afinal ele não é o cavalheiro que ela imaginou, mas só mais um miúdo gabarola. A conversa com São mexeu com Florinda e ela resolveu arranjar-se.

Albino fica todo entusiasmado ao ver a mulher e começa a agarrá-la. Mas nisto, Florinda vê um embrulho. Albino apercebe-se e tenta tirar-lho das mãos, mas Florinda consegue ver o seu conteúdo e fica furiosa.

 

Festa é Festa

Episódio 19 (17 a 21 de maio)

Florinda está à espera de Carlos para irem para casa de Corcovada. Ele escolhe as ferramentas que precisa de levar e Florinda comenta que Albino saiu cedo e vestiu o fato, por isso deve andar a tramar alguma. Elisabete prepara-se para sair de casa, quando Aida, que anda a limpar, lhe diz a quantidade de coisas que fez enquanto ela se maquilhou. Aida incentiva a filha a aproveitar a vida. Aida comenta que Tomé saiu cedo e não disse onde ia. Ambas acham que ele anda a tramar alguma.

O Padre está a dar a missa e vemos três homens na fila da frente. Nota-se que eles não costumam frequentar a missa. Vemos depois que são Tomé, Albino e Fernando. O Padre repara neles e percebe a intenção. Aida chega à loja e António diz-lhe logo que viu Tomé ainda cedo e que ia para a igreja. Aida não acredita que o marido tenha ido à missa e quer saber onde ele terá ido. Fátima está aflita por São e Vuitton estarem ali a tomar o pequeno-almoço, tem medo que Tomé não goste.

Manuela junta-se a elas e conversam sobre a falta de internet na aldeia. São promete resolver o problema, caso seja eleita. Fátima fica nervosa quando São diz que vai começar a campanha eleitoral ali no café. O Padre está a despir a vestimenta, quando Tomé, Albino e Fernando entram na sacristia. O Padre antevê problemas. Tomé e Albino dizem que sentiram o chamamento de Deus durante a noite. O Padre pergunta a Fernando porque veio à missa e Albino e Tomé respondem ao mesmo tempo: porque São mandou. Albino oferece algum dinheiro à paróquia. Ao ver aquilo, Tomé faz o mesmo e sobe o valor.

Fernando não se fica atrás. O Padre agradece as doações, mas deixa claro que não se deixa subornar. Eles fingem-se muito ofendidos e vão embora chateados por terem perdido dinheiro e não terem beneficiado com isso.Tomé conta a Aida que foi à igreja e acabou por dar todo o seu dinheiro ao Padre. Tomé explica que Albino e Fernando também lá estavam e começaram a dar dinheiro, logo ele não podia ficar atrás.

Tomé pede dinheiro a Aida, mas ela manda-o ir trabalhar para o café. Fernando acaba de ler a carta de suicídio de Adelaide e fica arrasado. Jorge sente-se culpado pelo que aconteceu, mas Fernando diz que o sobrinho não tem culpa de nada e que Adelaide precisa de ajuda médica. Fernando promete ajudá-los. Carlos está por ali a montar umas colunas que Corcovada comprou, quando vê Ana Carolina passar apenas em toalha. Ele fica hipnotizado e Corcovada repara.

Corcovada diz que já percebeu que Carlos gosta de Ana Carolina e que aprova o namoro. Carlos fica com o coração a mil. Albino chega à junta irritado, repara no ramo de flores e mete-se com Elisabete. Albino percebe que ela acha que foi ele que lhe enviou as flores e não confirma nem desmente. Albino fica nervoso com os olhares de Elisabete. Manuela já está em casa de Jorge e tenta animá-lo. Jorge sente-se muito culpado pelo que aconteceu e teme que a mãe não recupere.

Manuela garante que Adelaide é forte e vai recuperar e incentiva Jorge a ir com ela ao café, para desanuviar. São está rodeada de populares e fala com alegria e carisma. Todos a escutam com atenção. São quer organizar uma festa épica. Fernando conta que teve de dar dinheiro ao Padre e São ralha com ele. Fernando despede-se de São, mas ela exige que ele lhe faça companhia na campanha. Albino está irritado consigo próprio por ter dado dinheiro ao Padre.

Albino liga a Peixoto e diz que precisa dele para uma obra. Peixoto diz ter a agenda cheia, mas assim que percebe que se trata de uma falcatrua para desviarem dinheiro da junta, arranja logo tempo. Carlos está a arrumar as coisas para ir embora, quando a mãe lhe diz que Ana Carolina foi a casa de Louis, para lhe fazer uma surpresa. Carlos fica desiludido e Florinda fica preocupada por ver o filho triste. Louis fica espantado com a visita de Ana Carolina.

Ela diz-lhe que soube que a tia dele foi internada e quis fazer-lhe uma surpresa. Louis queixa-se de a família ser meio maluca, mas Ana Carolina acha que ele tem muita sorte por ter uns pais que gostam dele. Louis fica emocionado e acabam por se beijar.

 

Festa é Festa

Episódio 18 (17 a 21 de maio)

Jorge está tão nervoso que deixa cair o telemóvel. Lá consegue ligar para o 112 e segue as indicações deles, confirmando que a mãe está a respirar. Jorge está desesperado e faz outra chamada. Carlos está mais preocupado com a sua aparência do que é habitual. Florinda ainda está surpreendida pelo dinheiro ter aparecido, pois já tinha procurado naquela gaveta e não estava lá. Carlos acha que a mãe anda a trabalhar demais.

Florinda pede a Carlos para vestir o fato de macaco, pois vai ter de arrastar móveis. Fernando e São ainda estavam a dormir, quando Fernando recebe uma chamada de Jorge que, muito aflito, lhe diz que a mãe foi para o hospital. São começa logo a vestir-se para acompanhar Fernando e ele fica emocionado com aquele gesto. Albino vai ao café contrariado, mas não tem opção. Fátima acha melhor ser ela a atendê-lo. Tomé manda vir com o canário e Albino julga que é com ele.

Albino já não está a gostar nada da conversa, até que Fátima lhe explica que o canário também se chama Bino. Albino fica irritado por terem dado o seu nome ao canário. Vuitton já retirou o gesso e diz maravilhas do Sôtor. Louis diz que não chegou a ir beber café com Ana Carolina, mas que combinaram encontrar-se hoje. Vuitton gosta de ver o irmão assim, pois nunca o tinha visto tão empolgado com uma rapariga. Ele fica envergonhado.

Fernando e São chegam ao hospital e vão logo ter com Jorge, que está por ali, cabisbaixo. Fernando abraça-se ao sobrinho e diz que não pode acontecer nada a Adelaide. Fernando sente-se mal por ter estado de relações cortadas com a irmã. São apoia a família e diz que ainda vão pode estar todos juntos e dizer o quanto gostam um do outro. Paulo queixa-se ao Sôtor de que anda a ver cada vez pior e que tem recebido muitas reclamações de cartas trocadas.

O Sôtor diz-lhe que tem de ir ao oftalmologista, mas pode fazer um teste só para perceber o que se passa. O Sôtor chega à conclusão que Paulo não vê assim tão mal, não sabe é bem o abecedário. Corcovada está nas suas sete quintas. Ana Carolina acompanha a bisavó, divertida. Carlos vai mais atrás, não tão animado. Carlos diz que tem muito trabalho para fazer e Corcovada diz que não demora nada, mas vai pegando em tudo o que vê. Albino chega à junta, furioso.

Elisabete repara e questiona-o. Albino conta que Tomé arranjou um canário para o café e que lhe chamou Bino. Elisabete não consegue parar de rir, o que deixa Albino ainda mais irritado. Elisabete fica surpreendida por lhe entregarem um bouquet de flores e olha para Albino, pensando que foi ele. Albino por sua vez fica curioso e desagradado com aquilo. Florinda acendeu uma vela e reza. Corcovada chega com Ana Carolina e Carlos e ficam preocupados ao vê-la rezar.

Florinda conta que Adelaide foi internada por ter tomado muitos comprimidos. Corcovada disponibiliza-se para os ajudar. Aida e Tomé conversam sobre o que se passou com Adelaide. Aida diz logo que ela lhe pareceu muito mal e que se calhar até ficou pior por ter sabido das dívidas do filho. Tomé sabe que não é fácil conviver com Jorge. O Sôtor está sentado à secretária, visivelmente abatido.

Tenta afastar os pensamentos sombrios, mas acaba por abrir uma gaveta e tira um frasco de comprimidos. Olha hesitante para o frasco, até que toma dois comprimidos. Fica com um ar culpado.

 

Festa é Festa

Episódio 17 (17 a 21 de maio)

O silêncio está instalado no salão, todos os rostos se viram para acompanhar Corcovada, que avança até à mesa. Ela decide que se vão fazer eleições como se fosse para a junta e com voto anónimo. Diz ainda que os emigrantes também vão poder votar por correspondência. Dos 3 candidatos, só São fica contente. O Padre aprova a decisão de Corcovada e agradece-lhe por ter posto ordem na reunião.

São acorda Fernando e diz-lhe que tem dez minutos para estar pronto, pois tem de a acompanhar à aldeia para começar a fazer campanha eleitoral. Tomé e Aida acabam de se arranjar enquanto conversam sobre o que se passou na reunião. Tomé diz que tem de arranjar uma solução para aquele problema e pede a Elisabete para estar de antenas no ar na junta. Elisabete volta a dizer que não mistura trabalho com família e Tomé fica muito desapontado.

Carlos está de volta do aspirador, mas não tira os olhos de Ana Carolina. Esta não percebe o porquê de tanto alarido à volta da festa, mas Carlos diz-lhe que é um grande acontecimento na aldeia. Corcovada aparece e diz que o melhor da festa é esperar por ela. O café está cheio, Fátima anda numa azáfama e Tomé satisfeito por ver aquele movimento todo. Fátima queixa-se do trabalho e do pássaro. Tomé repara no pássaro e pergunta de onde veio.

Tomé não quer ali o pássaro e pede a Fátima para o devolver a Manel. Adelaide pede ao Sôtor para lhe passar mais medicamentos, mas ele diz-lhe que isso não é solução. Adelaide promete que vai marcar uma consulta de psiquiatria, mas até lá precisa dos seus comprimidos. O Sôtor acaba por lhe passar a receita. Adelaide sai do consultório e sente uma tontura. Manuela fica preocupada, mas Adelaide diz que foi só uma quebra de tensão.

Albino vai ter com Florinda e pede-lhe para convencer São a desistir da candidatura à presidência da comissão de festas. Florinda fica irritada por Albino lhe estar a pedir aquilo e diz que São até é capaz de fazer melhor trabalho do que ele. Albino fica desgostoso. Aida está a contar a Glória tudo o que se passou na reunião, mas quando vê Adelaide entrar, tem de ir atendê-la porque já deve muito dinheiro na loja.

Adelaide fica envergonhada ao saber da conta pendurada e desiste das compras. Aida fica comovida e decide oferecer-lhe umas coisinhas. Ana Carolina está a ler, mas lembra-se de ligar a Louis para saber como ele está, depois da reunião de ontem. Ana Carolina não consegue perceber o alarido em torno da festa e convida Louis para ir lá a casa. Louis fica nervoso com o convite de Ana Carolina, mas aceita e sugere passarem no karaoke.

Albino foi a casa de São e Fernando e exige saber quem é que lhes facultou os regulamentos da festa. Fernando fica tenso. Vuitton queixa-se de estar na aldeia e nem sequer ter o seu telemóvel. Manuela disponibiliza-se para ir com ela à cidade comprar um telemóvel novo. Vuitton esquece as queixas todas quando vê o médico e até acha que foi boa ideia ter partido o braço.

Corcovada olha emocionada para as peças e acaricia-as, como se acariciasse a mãe. Corcovada relembra bons momentos da sua vida e quer que a bisneta possa viver o mesmo. Florinda duvida que Ana Carolina goste daquilo.  Ana Carolina olha com um sorriso amarelo para a peças de enxoval que Corcovada lhe está a oferecer. Não querendo magoar a bisavó, diz-lhe que nem sabe se vai casar. Corcovada percebe que aquelas toalhas arranham um bocado e combina comprar umas novas no chinês.

São e Albino estão pegados, Louis tenta acalmar os ânimos e defende que as eleições são a forma mais justa de decidir quem é o presidente da comissão de festas. Louis afirma que as eleições vão ser históricas e os nomes deles vão estar para sempre associados a isso. Eles ficam mais entusiasmados e até vão juntos combinar a data com o Padre. Paulo entrega a correspondência, mas como sempre, troca tudo.

Paulo fica surpreendido por São também estar na corrida para a presidência da comissão de festas e conta que a viu com Albino, a caminho da igreja. Tomé teme que eles tenham feito uma coligação. Albino e São querem sugerir uma data para as eleições, mas o Padre diz que será ele e Corcovada a decidirem a data. Tomé aparece e acusa-os de estarem a fazer um complô contra ele. O Padre, sem paciência, manda-os a todos embora Florinda acorda e estranha não ver Albino.

Começa a arrumar roupa e encontra o dinheiro que procurava. Chama o filho para lhe contar a novidade e repara que Carlos está a usar perfume. Florinda fica feliz, pois percebe a razão. Jorge chega a casa e fica em pânico ao ver a mãe inanimada no chão, rodeada de várias caixas de comprimidos vazias e uma folha de papel escrita, em cima da mesa.

 

Festa é Festa

Episódio 16 (17 a 21 de maio)

A Aldeia prepara-se para a tão desejada reunião. Tomé está nervoso com o que aí vem. Albino vai fulminando Tomé com o olhar. Valquíria dá a entender que sabe alguma coisa sobre a reunião e Albino fica confuso. Todos estão curiosos com o que se irá passar. Dois homens chegam com uma caixa grande e Tomé chama a atenção de todos. Elisabete e Manuela preparam a mesa para a reunião. Manuela percebe que Elisabete está maldisposta e mete-se com ela.

Elisabete atira-lhe com uma água e quase lhe acerta. Ficam todos eufóricos ao verem uma máquina de dardos e um sistema de Karaoke. Albino fica irritado, embora tente conter-se. Albino rouba o microfone a Tomé e acusa-o de fazer corrupção. Tomé recupera o microfone e diz que aquilo é épico. Ficam a disputar o microfone. Os homens estão a montar as máquinas quando Albino se põe à frente deles e pergunta se têm licenças. Albino passa-se e atira uma seta a Tomé.

Percebendo que aquilo vai descambar, Florinda e Aida decidem intervir e começam a mandar toda a gente para a casa do povo. Tomé e Albino disputam o lugar que está marcado com a placa de Presidente. Para acabar com a disputa, Elisabete retira a placa, mas eles passam a disputar uma garrafa de água. O Padre pergunta se pode sentar-se ao pé de Florinda e ela até treme. Os populares tiram as medidas a Valquíria e as mulheres ralham com eles. Corcovada chega com Ana Carolina.

Carlos acena a Ana Carolina e ela retribui sem grande entusiasmo. Glória repara. Fátima está a fechar o café e diz a António que pode ir andando. Ele diz que está a acabar o sumo e tapa o copo para ela não ver que já acabou. António diz que o pássaro é bonito e Fátima oferece-lho. Saem os dois para a reunião da festa. Tomé dá início à sessão, mas Albino acha que devia ser ele e mais uma vez desentendem-se. Elisabete decide intervir e dá ela início à reunião para eleger um dos dois candidatos.

Nisto, surge São e anuncia que são três candidatos. Gera-se um burburinho e olham todos na direção de São, que está na entrada, em pose triunfal. Albino e Tomé ficam atarantados. Peixoto sorri. Adelaide está de volta de umas contas e não sabe como as irá pagar. Fica com a respiração acelerada e sente uma tontura. Albino e Tomé ficam indignados com a intenção de São em concorrer à presidência da comissão de festas. Paulo continua a achar que aquilo ainda vai sobrar para ele.

Peixoto gaba-se de ser amigo de São. Ana Carolina percebe que Louis está constrangido e pergunta-lhe se está bem. São olha para Albino e Tomé com ar de desafio. O Sôtor ainda anda por ali a arrumar as coisas, exausto. Vê a mensagem de Camila com a foto da garrafa de vinho e apaga-a imediatamente. Ele recosta-se na cadeira pensativo e misterioso. Depois levanta-se espantando os pensamentos. São apresenta a sua candidatura à presidência da comissão de festas.

Tomé e Albino protestam e alegam que a candidatura é ilegal, mas São diz que leu os regulamentos e não há nenhum impedimento. Valquíria apoia São. Corcovada está deliciada com aquilo. Ana Carolina também se diverte, mas deixa de sorrir ao ver Carlos constrangido. Adelaide treme enquanto despeja uma cesta com medicamentos. Ela procura um em particular, mas quando o acha, deixa-o cair no chão. Adelaide, a tremer, despeja vários comprimidos sobre a mesa.

Aida reclama com Valquíria e diz que ela nem devia estar ali, mas São defende-a. Aida diz que para ser uma mulher Presidente, seria ela, que já foi a festas no estrangeiro. O Padre lê o regulamento e depois de um grande sermão, diz que não há nenhum impedimento para São se candidatar.

Peixoto teme que Albino descubra que foi ele que cedeu os regulamentos a São e quer ir embora, mas Valquíria só vai depois de São ganhar as eleições. Corcovada diz à bisneta que a última palavra sobre a festa será dela, já que é o seu centenário.

 

Resumo de 10 a 15 de maio

Festa é Festa

Episódio 15 (10 a 15 de maio)

Albino cai em si e fica em pânico. Ele finge que se engasgou, para afastar Elisabete de si. Albino diz que aquilo nunca mais volta a acontecer, fingindo estar a falar de trabalhar até tarde e vai embora. Elisabete fica num misto de deceção e raiva. Tomé está de robe à espera de Aida, que surge de gabardine e botas de cano alto. Eles começam aos beijos no sofá e Tomé tenta tirar-lhe as botas, mas não consegue. Tomé decide levá-la para o quarto assim mesmo e depois logo se vê o que fazem às botas.

Manel já trouxe o canário que Corcovada lhe pediu. Florinda queixa-se do barulho que ele faz e do trabalho que vai ter. Corcovada olha para o pássaro e diz que afinal já não o quer. Corcovada diz-lhe para o dar à mulher, já que gosta de ficar acordada até tarde, assim tem com o que se entreter. Elisabete está com o semblante carregado. Peixoto aparece e pergunta por Albino. Elisabete, maldisposta, diz-lhe que ele não está. Peixoto pede-lhe os estatutos da comissão de festas e Elisabete dá-lhos.

Peixoto disfarça o entusiasmo. Fernando está a dormir e sonha com algo muito agradável, mas é interrompido por São, que aparece com uma balde e um pano, e lhe dá instruções para limpar a casa de alto a baixo. Fernando recebe uma chamada de Peixoto, que lhe conta que já tem os estatutos da comissão de festas. São fica com um ar triunfal e muda o registo.

Albino sente-se mal pela forma como falou do filho e pede-lhe desculpa. Carlos diz que também não esteve bem, mas não quer estar envolvido nas tramoias do pai. Albino explica que aquilo é política e tinha esperança que Carlos se interessasse pela área. Albino pede ao filho para votar nele e fica feliz por ele aceitar.  Corcovada entrega algum dinheiro ao Sôtor para comprar o ar condicionado. Corcovada questiona-o por ter desaparecido e parece saber o motivo.

O Sôtor muda de assunto e pergunta-lhe quando vai fazer análises. Ana Carolina pede para fazer uns exames. Carlos conta à mãe que Albino lhe pediu desculpa pela forma como falou com ele e pediu para irem à reunião logo à noite e votarem nele. Peixoto repara na indumentária de Fernando e ele explica que anda em limpezas. Peixoto diz que Valquíria também já tinha reparado que a casa precisava de ser limpa. São arranca os estatutos da mão de Peixoto e pede a Louis para os traduzir.

Louis diz que a mãe se pode candidatar e ela festeja, triunfal. Elisabete ouve as queixas de Manel. Assim que Albino chega, Elisabete encaminha Manel para falar com o Presidente. Albino promete resolver o problema de Manel, mas em troca tem de votar nele. Albino fica satisfeito por ter conseguido mais um voto. Elisabete está fria e despeitada.

Albino tem pena, mas não pode ser de outra forma. Manuela está entusiasmada com as mudanças que estão a acontecer na aldeia e convida o Sôtor para fazer parte do coro de gospel. Ele recusa, mas ela nem ouve, de tão entusiasmada que está com a ideia. Corcovada pede a Florinda para tirar umas coisas do enxoval e as pôr a arejar, para dá-las à neta. Florinda diz que tem dado um jeitinho às coisas, mas acha que Ana Carolina não vai gostar daquilo.

Corcovada emociona-se com o carinho com que Florinda a trata. Manuela conta aos amigos que o Sôtor vai juntar-se ao coro de gospel. Todos ficam incrédulos. Manuela conta que o Sôtor ficou muito entusiasmado com a ideia e que disse que tinha tudo a ver com a aldeia. Claramente, Manuela não percebeu a ironia do Sôtor. Manel vai ao café beber um aperitivo e leva a gaiola com o canário. Fátima diz que o pássaro é muito giro e Manel oferece-lho.

Fátima agradece, mas não pode ficar com ele. Manel aproveita que Fátima se afasta e vai embora, deixando a gaiola em cima do balcão. Albino fala ao telefone com Florinda e pede-lhe para ir à reunião. Elisabete bate com as gavetas com força para que Albino perceba que ela está chateada. Albino finge que há obras por ali, mas percebe a intenção de Elisabete. Estão todos sentados a ouvir o discurso de São. Ela já sabe o texto quase de cor e Fernando apressa-a para não chegar tarde.

Fernando e Louis não estão muito agradados com aquela situação.  Tomé está preparado para a reunião e mexe-se como se estivesse a aquecer. Aida ajeita-lhe a roupa e dá-lhe chá para a voz. Tomé queixa-se da roupa apertada e culpa os produtos gourmet de Aida. Esta já esperava aquela reação e dá-lhe também um chá para desinchar.

Tomé está pronto. Aida põe creme bronzeador nas pernas para disfarçar a marca das botas. Tomé diz que quer chegar cedo, para estar presente quando receberem a bomba que vai fazer toda a gente votar nele. Aida fica curiosa.

 

Festa é Festa

Episódio 14 (10 a 15 de maio)

Camila vai fazer umas compras e Aida incentiva António a vender-lhe os produtos gourmet, mas ela recusa. O Sôtor aparece e Aida fica logo toda empolgada, mas ele não lhe dá grande atenção. Aida fica indignada ao ver Camila e o Sôtor à conversa, muito animados. Aida pede a António para ir ouvir a conversa. Peixoto queixa-se do cheiro e Valquíria refere que é da tampa de esgoto e sugere abrirem as janelas. São fica tensa com aquele assunto.

Fernando resolve mudar de assunto e pergunta como se conheceram. Fernando e São ficam estarrecidos com a história que cada um conta. Tomé gaba-se do jeito que tem para os negócios e usa isso para se promover como o melhor candidato para a comissão de festas. Manel pergunta onde pode comprar um canário e isso dá conversa que nunca mais acaba. Manel queixa-se do trabalho que tem para ganhar mais uns trocos.

Carlos chega a casa a discutir com pai, pois não quer fazer parte das trafulhices dele. Albino reclama por Carlos não gostar de nada do que ele gosta e acusa Florinda de ter parido um mono. Florinda fica triste e Carlos vai consolá-la.Jorge gostou da ideia de Manuela sobre o coro de Gospel, embora não esteja muito bem a ver o que isso é. Manuela fica feliz por ter conseguido um aliado e por ter conseguido impressionar Jorge, mas este só está preocupado com ele próprio e na oportunidade que terá para brilhar.

São está possuída por Valquíria conhecer todos os cantos à casa e não tem dúvidas de que andaram a fazer sexo por ali. Fernando tenta acalmá-la e lembra-a que precisa da ajuda de Peixoto. São bebe uns goles de vinho para se acalmar e voltam para a sala com um sorriso amarelo. Ana Carolina assume que a aldeia está a mexer com ela e que se tem apercebido que não teve o acompanhamento que devia, por não ter tido a sua mãe por perto.

Corcovada vê a bisneta vulnerável e mostra uma doçura que ainda não tínhamos visto. O Padre queixa-se por ter de aturar os problemas de toda a gente na aldeia. Celeste percebe que o Padre se dirige para a garrafa de licor e inventa que precisa de se confessar. O Padre protesta, mas desiste do licor e vai cumprir o seu dever. Celeste fica aliviada.  Albino liga a Peixoto e pede-lhe para vir beber um copo com ele, já que gastou a sua parte do dinheiro, é o mínimo que pode fazer.

Peixoto diz-lhe que agora não pode e Albino lamenta-se por não ter amigos de verdade. Corcovada pergunta a Ana Carolina se sabe fazer arroz seco. Ana Carolina acena que não e Corcovada diz-lhe que hoje vai aprender. Ana Carolina fica animada por ir aprender a cozinhar. Durante o jantar, São revela que se vai candidatar à presidência da comissão de festas e Valquíria adora a ideia. Começam a simpatizar mais uma com a outra.

São diz que precisa só que Peixoto lhe consiga o regulamento da candidatura sem que Albino saiba. Peixoto diz que não pode fazer isso a Albino e sente-se entalado. Todos gozam com a falta de jeito de António para dançar. Ele é querido e oferece uma pomada a Manuela para tratar as nódoas negras que ele lhe fez. Manuela tenta convencer o resto do grupo a participar no coro de Gospel. Aida acha que Elisabete está triste e conversa com ela como quando era pequenina.

Aida quer saber se a filha está apaixonada por alguém, pois gostava que ela casasse e tivesse filhos. Elisabete pensa em Albino, mas sabe que não pode contar a ninguém. Elisabete recebe uma chamada de Albino e Aida queixa-se por ela ser explorada. Elisabete encontra Albino caído sobre a mesa, com a garrafa de brandy quase vazia. Albino diz que está muito triste porque ninguém o compreende. Elisabete começa a fazer-lhe festinhas e diz que gosta muito dele. Elisabete começa a encostar-se a ele e beijam-se.

Festa é Festa

Episódio 13

Glória acaba de se confessar, mas assim que sai do confessionário, começa a falar mal de uma vizinha e até conta que lhe atirou lixívia para a roupa. O Padre repreende Glória e manda-a voltar para o confessionário. Ana Carolina fala com o pai ao telemóvel e este pergunta-lhe como é o dia-a-dia de Corcovada. Ana Carolina diz que ela anda sempre de um lado para o outro e parece estar muito bem de saúde.

Ana Carolina fica indignada pelo pai lhe perguntar como é a relação de Corcovada com o dinheiro, em vez de querer saber como ela está. Albino está ao telefone a resolver problemas da Junta, quando Tomé chega com Carlos e entrega uma convocatória para a reunião que se vai realizar no dia seguinte, para eleger o Presidente da comissão de festas. Albino fica irritado, mas tenta disfarçar e mostra-se cooperante.

Manel conversa com Florinda sobre que Corcovada querer um canário. Florinda lamenta-se por ter mais esse trabalho. Nisto, Corcovada fica toda bem disposta ao ouvir a voz de Manel. Carlos estranha que o pai tenha aceitado a decisão de Tomé de forma tão cordial e teme que aquilo traga água no bico. Albino diz ter uma solução, mas não pode falar ali por Elisabete ser filha do inimigo.

Ana Carolina observa com curiosidade a coleção de discos da bisavó, quando Carlos entra da rua e ao ver o disco que ela tem na mão, aconselha-a a ouvir outros dois. Ana Carolina fica estupefacta com a cultura de Carlos. São está convicta de que é a pessoa mais qualificada para organizar a festa. Fernando tenta mostrar-lhe que as coisas não funcionam assim e que há regulamentos para cumprir.

São pede a Fernando para conseguir os regulamentos, mas ele levanta tantos entraves que São decide pedir ajuda a Peixoto. Aproveitando-se da boa imagem do filho junto da comunidade, Albino pede a Carlos para convencer os populares a votarem nele para a presidência da comissão de festas. Carlos diz que não quer enganar pessoas, mas Albino explica que aquilo é apenas política. Ana Carolina pergunta a Florinda se Carlos nunca quis ir para a cidade ou tirar um curso.

Florinda diz que ele gosta muito de morar na aldeia. Ana Carolina fica surpreendida por Carlos ter ganho o gosto pela música graças a Corcovada. Ana Carolina pergunta se Carlos nunca se interessou por política e Florinda garante que ele não gosta nada disso. Albino repreende Carlos por ter contado anedotas aos populares. Carlos garante que apenas disse o que ele lhe pediu, mas os populares começaram-se a rir. Albino pede ao filho para concordar apenas com o que ele diz.

Albino promete arranjar a calçada de Glória em troca do voto dela. Apesar da garantia de Carlos, Glória fica desconfiada. Tomé diz a Fátima para encomendar um leitão, pois a eleição para Presidente da comissão de festas já está no papo. Fátima sorri, orgulhosa. Carlos está desconfortável por ter de mentir ao Padre. Albino defende que é campanha política. Albino pede ao Padre para votar nele e para encorajar os fieis para fazerem o mesmo, em troca de algum favor. O Padre acusa Albino de fazer chantagem.

Albino diz que a igreja não é muito diferente. Fernando e São recebem Peixoto e a namorada para jantar. Fernando e São tiram a pinta a Valquíria e engolem em seco. Peixoto fica envergonhado quando Valquíria diz que já conhece bem a casa. Fernando e São percebem o que se deve ter passado e ficam muito incomodados. Manuela sugere fazerem um coro de Gospel na igreja e o Padre fica estupefacto.

Manuela está tão entusiasmada com a ideia, que nem sabe responder a todas as questões do Padre. Só sabe que quer fazer aquilo e que vai ser um sucesso. Fátima queixa-se do atraso de Paulo e ele pede bom senso. Paulo reclama por ninguém o compreender e por terem feito queixa dele. Paulo lembra que sabe dos segredos de muita gente e por isso mesmo, devia ser mais bem tratado. Fátima e Tomé tentam interromper, mas Paulo não para de falar.

Festa é Festa

Episódio 12 (10 a 15 de maio)

Aida ouviu o que Fátima disse a Jorge e exige saber o que se passa. Fátima, sem saída, conta o que se passou e Aida dá um sermão a Jorge para pagar o que deve. Ficam todos contentes por verem Louis e Vuitton. O pessoal do grupo de danças de salão diz que está na hora do ensaio. Corcovada fala ao telemóvel com Manel, baixinho, para a esposa não se chatear. Corcovada diz-lhe que gostava que ele lhe oferecesse um canário.

Tomé e Aida conversam com São e Fernando e aproveitam o momento para tentar convencê-los a votarem em Tomé, para Presidente da comissão de festas. São e Fernando ouvem os argumentos deles, mas não ficam convencidos. O grupo de danças de salão ensaia. António não tem muito jeito e pisa Fátima. Esta não percebe que António, apesar de não ter jeito nenhum, insiste e dançar por causa dela.

Fátima está farta de ser pisada e troca de par. Louis, Vuitton e Ana Carolina assistem ao ensaio. A rapariga que dançava com António já está sentada com gelo no pé. Fátima dança com Carlos e vai olhando para ele toda babada. Manuela dança com Jorge e vai-lhe fazendo olhinhos, mas nenhum dos dois dança muito bem. Carlos está desconcentrado, porque não consegue evitar olhar para Ana Carolina, que conversa divertida com Louis.

Fernando já está na cama preparado para dormir, quando surge São com uma lingerie sexy. Fernando diz estar exausto e não tem vontade de fazer nada além de dormir. São, cheia de energia e de ideias, acaba por se lembrar que ela é que podia ser a Presidente da comissão de festas. Fernando fica preocupado, a prever problemas. Vuitton assume que se divertiu no ensaio do grupo de danças de salão.

São conta aos filhos que vai organizar a festa da aldeia e Vuitton fica entusiasmada. Louis não acha muito boa ideia, tal como o pai. Fernando decide voltar para a cama e São vai atrás dele, a moer-lhe o juízo. Florinda e Carlos procuram o dinheiro, mas não o encontram. Carlos pergunta à mãe se já viu em todos os esconderijos onde costuma guardar o dinheiro e ela diz que sim. Albino chega a casa e eles disfarçam.

Albino diz que o Sôtor já apareceu e que o viu a conversar com Aida. Albino desconfia de Aida e Tomé. António vai desembalando a encomenda que chegou e fica enjoado e confuso com os produtos que encontra. Aida explica que aquilo são produtos gourmet e que as pessoas da aldeia precisam de alargar os horizontes. António acha que as pessoas da aldeia só querem coisas simples e normais.

Carlos entrega uma palete de leite e Fátima oferece-lhe uma café, para poder conversar um bocadinho com ele. Fátima tenta perceber qual a relação de Carlos com Ana Carolina, mas ele não se adianta muito. Carlos pergunta por António e Fátima diz-lhe que são só amigos. Carlos vai embora assim que pode e Fátima fica frustrada.

Festa é Festa

Episódio 11 (10 a 15 de maio)

Carlos ajuda Florinda a arrumar os novos bibelôs que Corcovada comprou. Carlos passa-se quando vê um saco cheio de cortinados. Ana Carolina chega com Louis e convida-o para jantar. Carlos fica incomodado, mas finge que não. Corcovada convida-o, também, para jantar e ele fica atrapalhado.  Tomé está quase a falecer com o suspense de Aida, mas ela lá acaba por dizer que apesar dos altos e baixos, o amor deles é para a vida.

Emocionam-se ao recordar o dia em que se conheceram e combinam namorar mais logo.  Albino queixa-se que já não tem mais espaço no cemitério para enterrar pessoas e tenta convencer o Padre a comprar-lhe o seu terreno.  Fernando e São estão a contar o dinheiro, mas São acha que é pouco. São diz que assim vai ter de aceitar a ajuda de Florinda, mas Fernando não acha boa ideia, já que eles é que são ricos.

São diz que a única solução é venderem a casa de Adelaide, pois a casa também pertence a Fernando. Ele fica tenso.  O Sôtor está a preparar-se para sair, quando surge Manuela e lhe diz que precisa de falar com ele. O Sôtor julga que ela lhe vai perguntar onde esteve, mas ela quer falar-lhe das mamas. Sem paciência, desembaraça-se dela e deixa-a a falar sozinha.

Quando o Sôtor sai, depara-se com Aida à espera dele. Aida diz-lhe que precisam de conversar, de preferência sem ninguém ver. Ele fica sobressaltado. Aida está com um ar sério, tal como ele também fica.   O Sôtor pergunta a Aida o que está a fazer ali. Ela diz-lhe que precisam de falar e puxa-o para o exterior do consultório. Albino está a sair da igreja a protestar com a seca que levou do Padre, quando vê Aida a puxar o Sôtor.

Albino acha aquilo estranho e fica a ver. Aida pede desculpa ao Sôtor pela forma como Tomé falou com ele. Nota-se que está à procura de atenção. Manuela também os observou pela janela e fica desconfiada. Corcovada prepara caipirinhas enquanto conversa com Ana Carolina e Louis sobre as compras que fez no chinês. Ana Carolina acha que a bisavó não precisa de nada daquilo, mas Corcovada diz-lhe que há coisas que vão para o seu enxoval.

Conversam sobre casamentos e enxovais. Carlos ouve mas segue o seu caminho. Corcovada relembra quando se apaixonou pelo marido. Jorge conversa com Adelaide sobre Louis nunca ter tido nenhuma namorada e por andar sempre de volta dos livros. Adelaide pede a Jorge para ir às compras e ele sente-se culpado por ter gasto o dinheiro que o tio lhe deu. Jorge diz que tem mais biscates em vista e que as coisas vão melhorar.

Fátima e Tomé estão tensos porque Aida anda a inspecionar tudo. Aida chama-os à atenção para a limpeza do espaço e depois manda Fátima atender os clientes que estão à espera. Fernando e São entram e todos os vão receber, animados. Carlos está a tirar a carne do grelhador, quando recebe uma chamada de Fátima, a avisá-lo do ensaio do grupo de danças de salão. Vuitton ouve a conversa e também quer ir. Louis sugere que jantem e depois vão os quatro.

Ana Carolina tenta esquivar-se, mas Corcovada convence-a a ir. Estão todos animados com a chegada de São e Fernando, matam saudades e contam as novidades. São e Fernando dizem que só vão embora depois da festa. Jorge aparece e Fernando pede-lhe para o abraçar como se ainda não o tivesse visto. Corcovada, Louis e Vuitton falam com entusiasmo a Ana Carolina, sobre a festa da aldeia.

Ela não partilha do mesmo entusiamo e troca um olhar com Carlos, que lhe sorri num raro momento de cumplicidade. Corcovada dispensa Florinda e diz que os jovens lavam a loiça. Ana Carolina tenta esquivar-se mais uma vez, mas sem sucesso.  Fernando promove o encontro de São com Jorge, mas esta é fria. São gosta do sobrinho, mas não tem muita paciência para ele. Fernando continua a fingir que ainda não tinha visto Jorge. A

ida ouve Fátima dizer que Jorge deve dinheiro e fica de antenas no ar. Florinda passa-se com Albino por estar a limpar os sapatos em cima da mesa. Albino sugere irem para o quarto, mas Florinda diz logo que está muito cansada e que vai dormir. Florinda pergunta a Albino se mexeu nas suas coisas, mas ele nega. Albino queixa-se por Florinda andar muito nervosa e atribui ao facto de não extravasarem.

Albino deita-se junto a Florinda, que finge já estar a dormir. Albino diz-lhe que a ama muito e ela fica emocionada. Albino recebe uma mensagem e engole em seco ao ver uma foto de Elisabete em camisa de dormir.

Resumo de 3 a 8 de maio

Festa é Festa

Episódio 10

Florinda, aflita, chama por Carlos e pergunta-lhe se ela mudou o dinheiro de sítio. Carlos não se lembra dela ter mudado o esconderijo e vai ver no sítio onde o dinheiro deveria estar. Louis brinca com Ana Carolina por ela andar de braço esticado à procura de rede. Ana Carolina ri-se com as piadas de Louis e ele fica feliz por isso. Louis convida Ana Carolina para ir almoçar e ela aceita. Aida, Tomé e Manuela estão à espera de uma explicação para o desaparecimento do Sôtor.

Ele diz que apenas teve uma emergência e agradece a hospitalidade. Tomé fica aflito quando o Sôtor diz que depois passa lá por casa para ir buscar a sua mala. Tomé apressa-se a dizer que não ficou lá nada em casa. São, Fernando e Vuitton continuam de volta da mala, a tentar abri-la. São desiste e encarrega Fernando de resolver o problema. Fernando sugere usar uma faca, mas São não quer estragar a mala. Vuitton fica desiludida ao saber que a mala é uma imitação.

Albino dirige-se para o cemitério e atrás dele vai o Padre, a picar-lhe o juízo. O Padre repreende-o por ter deixado a família do morto à espera e questiona porque é que ele insiste em ser coveiro se não tem vida para isso. Albino diz que faz questão de ser a última pessoa a encaminhar os seus fregueses. Camila conversa com Glória sobre as trafulhices de Albino e ambas concordam que Tomé é que devia ser o Presidente da Junta. Acabam por falar na festa e Glória diz que por ela nem se fazia.

Camila estranha, já que a mãe sempre gostou da festa e foi lá que conheceu o marido. Florinda está desesperada e acha que foram roubados. Carlos continua à procura do dinheiro, pois tem esperança que a mãe o tenha guardado noutro sítio. Albino liga a contar que despachou Camila, mas Florinda não tem paciência para o ouvir. Carlos pergunta a Florinda se contou ao pai onde estava o dinheiro, mas ela diz que não.

Corcovada anda pela loja dos chineses e acha piada a tudo o que vê. Manel já está habituado a que ela se exceda nas compras e fala com ironia. Corcovada vê os varões, mas Manel consegue convencê-la de que já tem muitos. Não acontece o mesmo com os cortinados, que são a perdição de Corcovada  Fernando anda de volta da mala a experimentar combinações, até que consegue abrir a mala: era a data de aniversário da mãe dele.

Enquanto São e Vuitton ficam de volta das roupas, Fernando guarda algum dinheiro às escondidas.   Ana Carolina e Louis estão a gostar dos petiscos. Fátima vai falar com eles para saber o que estão a achar. Jorge chega de ressaca e Fátima dá-lhe a conta da noite anterior. Tomé tenta passar despercebido, mas Fátima vai logo ter com ele e pergunta-lhe o que estava a fazer no gabinete. Tomé disfarça. Aida queixa-se que Tomé não anda bem desde que o Sôtor desapareceu e que anda insuportável.

Tomé fica inseguro e pergunta à mulher se ainda gosta dele como antes. Aida fica em silêncio e o ambiente fica tenso. Carlos ajuda Florinda a arrumar os novos bibelôs que Corcovada comprou. Carlos passa-se quando vê um saco cheio de cortinados. Ana Carolina chega com Louis e convida-o para jantar. Carlos fica incomodado, mas finge que não. Corcovada convida-o, também, para jantar e ele fica atrapalhado.

Tomé está quase a falecer com o suspense de Aida, mas ela lá acaba por dizer que apesar dos altos e baixos, o amor deles é para a vida. Emocionam-se ao recordar o dia em que se conheceram e combinam namorar mais logo. Albino queixa-se que já não tem mais espaço no cemitério para enterrar pessoas e tenta convencer o Padre a comprar-lhe o seu terreno. Fernando e São estão a contar o dinheiro, mas São acha que é pouco.

São diz que assim vai ter de aceitar a ajuda de Florinda, mas Fernando não acha boa ideia, já que eles é que são ricos. São diz que a única solução é venderem a casa de Adelaide, pois a casa também pertence a Fernando. Ele fica tenso. O Sôtor está a preparar-se para sair, quando surge Manuela e lhe diz que precisa de falar com ele. O Sôtor julga que ela lhe vai perguntar onde esteve, mas ela quer falar-lhe das mamas. Sem paciência, desembaraça-se dela e deixa-a a falar sozinha.

Quando o Sôtor sai, depara-se com Aida à espera dele. Aida diz-lhe que precisam de conversar, de preferência sem ninguém ver. Ele fica sobressaltado. Aida está com um ar sério, tal como ele também fica.

Festa é Festa

Episódio 9

Peixoto diz que é impossível ter o dinheiro disponível amanhã. Albino está passado, pois o dinheiro também era dele e precisa de o apresentar amanhã. Peixoto vai embora e diz que lhe liga para a semana. Albino fica aflito e Betinha não sabe o que fazer. São e Florinda já estão à conversa, com esta a tentar tranquilizar São de que ninguém ia mexer nas malas. São está desanimada com tudo o que tem acontecido desde que saíram de França.

Florinda disponibiliza-se para lhe emprestar dinheiro. Fernando dá 100€ a Jorge mas pede-lhe para não dizer nada a ninguém. Jorge fica emocionado e abraça Fernando. Este diz que se arrepende muito de não ter ido ao funeral do pai de Jorge. Tomé está a enrolar para ganhar tempo e pensar no que vai dizer. Tomé conta que deram um chá ao Sôtor e os Guardas querem saber tudo sobre o chá.

Depois diz que o Sôtor dormiu no quarto de Elisabete e os Guardas acham que dormiram juntos. Jorge repara em Bruno e pergunta quem é. Ana Carolina vê que tem várias mensagens e chamadas de Bruno e resolve ligar-lhe. Bruno diz que não vai embora sem falar com ela e Ana Carolina pergunta-lhe onde está. Bruno diz que está no café e Ana Carolina pede-lhe para ir ter com ela a casa. Dá-lhe 15 minutos para falarem e depois quer que ele se vá embora da aldeia.

Vuitton farta-se de esperar por Carlos e vai embora, chateada. O interrogatório a Tomé continua e ele já sua com o nervosismo. Os Guardas percebem que ele está nervoso e confrontam-no. Tomé fica ainda mais nervoso quando os Guardas avisam que vão ter de fazer uma perícia.  Ana Carolina e Bruno estão sentados frente a frente, mas ele não consegue dizer nada a não ser pedir-lhe desculpa. Ana Carolina sorri por sentir que se libertou emocionalmente daquele empecilho e diz-lhe que o tempo acabou.

Ana Carolina empurra-o para fora de casa e fecha a porta. Jorge está a beber cerveja com os colegas da equipa, mas eles queixam-se que Jorge nunca paga nada. Jorge pede mais uma rodada e pede para pôr na conta, mas promete que desta vez paga. Tomé despede-se dos Guardas e compromete-se a avisá-los, caso haja algum desenvolvimento.  Tomé tranca-se no seu gabinete e vai buscar a mala do Sôtor para ver o que ele esconde na mala.

Tomé insiste em saber porque motivo Aida foi ao quarto do Sôtor a meio da noite. Ela diz que foi à casa de banho e que a porta do quarto estava entreaberta, e foi assim que viu o Sôtor. António ainda não sabia que o Sôtor tinha desaparecido, mas diz que acabou de vê-lo na praça. Aida decide ir ao consultório, mas Tomé vai com ela. Fernando diz a São que já falou com o pessoal da oficina e que as malas estão lá. Fernando quer ir lá com Manel, mas São faz questão de ir também.

Albino compõe a roupa e ensaia o que vai dizer à Presidente da Câmara. Elisabete chega e gosta de o ver arranjado, só tem pena que não seja para ela. Corcovada põe um disco a tocar e começa a dançar sozinha. Corcovada repara que Ana Carolina está ali a observá-la e puxa-a para dançar consigo. Ana Carolina pergunta se há algum sítio que deva conhecer e a bisavó manda-a passear para o rio. Ana Carolina dá um beijo na testa da bisavó e vai embora.

Manuela continua a olhar com espanto para o Sôtor, que está num misto de descontração e mistério. Manuela acha que o Sôtor devia avisar a Guarda que já apareceu, mas ele diz que nunca desapareceu. Aida e Tomé benzem-se ao ver o Sôtor. Aida quer tocar-lhe para ter a certeza que é real, mas Tomé não deixa. Albino faz todos os possíveis para distrair Camila do seu objetivo e evita ao máximo mostrar as contas da Junta.

Elisabete interrompe a reunião e diz que está ali uma pessoa para falar com Albino. Este sorri de alívio por ser o Padre, pois Camila não se irá opor a que fale com ele. Camila está irredutível e não deixa Albino ir falar com o Padre. Quer saber onde está o dinheiro em falta. Albino acaba por dizer que está no cofre, deixando Elisabete aflita pois sabe que não há lá dinheiro nenhum. Fernando e São chegam a casa com as malas de viagem.

Ao ver as suas malas de viagem, Vuitton atira-se a elas e abre-as só com o braço bom. São vai para abrir a sua mala, mas não se lembra do código. Bufa, furiosa. Camila está a contar o dinheiro que estava no cofre. Elisabete ainda está incrédula. O Padre diz que precisa de Albino para enterrar um morto, mas Camila ainda precisa de rever umas contas. Albino diz que não pode deixar o morto à espera e de forma educada vai empurrando Camila para fora da sala.

Florinda está a limpar o pó quando se lembra de ir ver quanto dinheiro tem guardado, pois nunca se sabe quando vai precisar dele. Fica em pânico ao perceber que o dinheiro desapareceu.

Festa é Festa

Episódio 10

Florinda, aflita, chama por Carlos e pergunta-lhe se ela mudou o dinheiro de sítio. Carlos não se lembra dela ter mudado o esconderijo e vai ver no sítio onde o dinheiro deveria estar. Louis brinca com Ana Carolina por ela andar de braço esticado à procura de rede. Ana Carolina ri-se com as piadas de Louis e ele fica feliz por isso. Louis convida Ana Carolina para ir almoçar e ela aceita. Aida, Tomé e Manuela estão à espera de uma explicação para o desaparecimento do Sôtor.

Ele diz que apenas teve uma emergência e agradece a hospitalidade. Tomé fica aflito quando o Sôtor diz que depois passa lá por casa para ir buscar a sua mala. Tomé apressa-se a dizer que não ficou lá nada em casa. São, Fernando e Vuitton continuam de volta da mala, a tentar abri-la. São desiste e encarrega Fernando de resolver o problema. Fernando sugere usar uma faca, mas São não quer estragar a mala. Vuitton fica desiludida ao saber que a mala é uma imitação.

Albino dirige-se para o cemitério e atrás dele vai o Padre, a picar-lhe o juízo. O Padre repreende-o por ter deixado a família do morto à espera e questiona porque é que ele insiste em ser coveiro se não tem vida para isso. Albino diz que faz questão de ser a última pessoa a encaminhar os seus fregueses. Camila conversa com Glória sobre as trafulhices de Albino e ambas concordam que Tomé é que devia ser o Presidente da Junta. Acabam por falar na festa e Glória diz que por ela nem se fazia.

Camila estranha, já que a mãe sempre gostou da festa e foi lá que conheceu o marido. Florinda está desesperada e acha que foram roubados. Carlos continua à procura do dinheiro, pois tem esperança que a mãe o tenha guardado noutro sítio. Albino liga a contar que despachou Camila, mas Florinda não tem paciência para o ouvir. Carlos pergunta a Florinda se contou ao pai onde estava o dinheiro, mas ela diz que não.

Corcovada anda pela loja dos chineses e acha piada a tudo o que vê. Manel já está habituado a que ela se exceda nas compras e fala com ironia. Corcovada vê os varões, mas Manel consegue convencê-la de que já tem muitos. Não acontece o mesmo com os cortinados, que são a perdição de Corcovada  Fernando anda de volta da mala a experimentar combinações, até que consegue abrir a mala: era a data de aniversário da mãe dele.

Enquanto São e Vuitton ficam de volta das roupas, Fernando guarda algum dinheiro às escondidas.   Ana Carolina e Louis estão a gostar dos petiscos. Fátima vai falar com eles para saber o que estão a achar. Jorge chega de ressaca e Fátima dá-lhe a conta da noite anterior. Tomé tenta passar despercebido, mas Fátima vai logo ter com ele e pergunta-lhe o que estava a fazer no gabinete. Tomé disfarça. Aida queixa-se que Tomé não anda bem desde que o Sôtor desapareceu e que anda insuportável.

Tomé fica inseguro e pergunta à mulher se ainda gosta dele como antes. Aida fica em silêncio e o ambiente fica tenso. Carlos ajuda Florinda a arrumar os novos bibelôs que Corcovada comprou. Carlos passa-se quando vê um saco cheio de cortinados. Ana Carolina chega com Louis e convida-o para jantar. Carlos fica incomodado, mas finge que não. Corcovada convida-o, também, para jantar e ele fica atrapalhado.

Tomé está quase a falecer com o suspense de Aida, mas ela lá acaba por dizer que apesar dos altos e baixos, o amor deles é para a vida. Emocionam-se ao recordar o dia em que se conheceram e combinam namorar mais logo. Albino queixa-se que já não tem mais espaço no cemitério para enterrar pessoas e tenta convencer o Padre a comprar-lhe o seu terreno. Fernando e São estão a contar o dinheiro, mas São acha que é pouco.

São diz que assim vai ter de aceitar a ajuda de Florinda, mas Fernando não acha boa ideia, já que eles é que são ricos. São diz que a única solução é venderem a casa de Adelaide, pois a casa também pertence a Fernando. Ele fica tenso. O Sôtor está a preparar-se para sair, quando surge Manuela e lhe diz que precisa de falar com ele. O Sôtor julga que ela lhe vai perguntar onde esteve, mas ela quer falar-lhe das mamas.

Sem paciência, desembaraça-se dela e deixa-a a falar sozinha. Quando o Sôtor sai, depara-se com Aida à espera dele. Aida diz-lhe que precisam de conversar, de preferência sem ninguém ver. Ele fica sobressaltado. Aida está com um ar sério, tal como ele também fica.

Festa é Festa

Episódio 8

Louis está no chão, agarrado ao queixo e Ana Carolina está de volta dele. Ana Carolina levanta-se furiosa e enfrenta Bruno, começando a bater-lhe. Bruno agarra Ana Carolina, quando aparece Corcovada com uma arma de pressão de ar na mão e dispara um tiro. Corcovada corre com Bruno dali. Farta de tanta obra malfeita, São explode e diz que vai apresentar queixa contra Peixoto. Este diz que não há provas de nada, pois Fernando não quis fatura para poupar no IVA.

São tem vontade de matar Fernando. Peixoto atende uma chamada da namorada brasileira (Valquíria) que está à espera dele na marisqueira. Aida tenta despachar Glória, mas esta insiste em saber o que Aida estava a fazer no quarto do Sôtor às 3h da manhã. Aida inventa que o Sôtor ressona, por isso é que estava acordada e viu as horas. Glória continua a insistir que Aida esteve no quarto do Sôtor e a mulher de Tomé despacha-a para o café. Paulo continua armado em detetive, mas já ninguém lhe liga.

Manuela continua a ligar para o Sôtor e ao perceber que o telemóvel já chama, conclui que deve estar vivo. Bruno entra no café e ficam todos a olhar para ele, por ser um estranho na aldeia. Principalmente as mulheres, que ficam todas interessadas. Ana Carolina e Corcovada estão de volta de Louis, mas ele diz que não foi nada demais e já passa. Louis pergunta quem é aquele rapaz e Ana Carolina fica encabulada.

Corcovada explica que a bisneta é uma quebra-corações e os rapazes até vêm da cidade para a ver. Jorge aquece rápido, convencido de que vai entrar no jogo. Albino reclama com a prestação da equipa e critica Tomé, que lhe responde. A equipa adversária marca mais um golo e os adeptos começam a dispersar. Jorge é tão chato que Tomé acaba por pô-lo a jogar, mas assim que entra, acaba o jogo. Jorge está a jogar sozinho e Tomé manda-o ir tomar banho.

Carlos diz ao pai que vai ter com Vuitton e ele, todo orgulhoso do filho, pergunta se tem proteção, mas Carlos diz que vão só comprar um telemóvel. Albino chega à Junta, notoriamente nervoso. Bufa, fala sozinho e bate palmas para se incentivar. Albino liga a Elisabete e pede-lhe para vir para a junta, pois têm de organizar as contas, para apresentarem à presidente da Câmara. Elisabete diz a Tomé que vai até à Junta e este protesta por estar sempre sozinho.

Elisabete aconselha o pai a dar mais atenção á mãe e revela que ela foi a última pessoa a ver o Sôtor, quando esteve no quarto dele durante a noite. Tomé fica ainda mais irritado. Há um ajuntamento de populares à porta da mercearia. Todos estranham que a mercearia ainda esteja fechada e Glória aproveita para dar à língua e diz que aquilo deve ter a ver com a confusão que houve à porta de casa de Aida. Glória continua a desconfiar do comportamento de Aida e pergunta-lhe pelo Sôtor.

Aida estremece e finge que não ouve. São continua de cabeça perdida com o estado da casa. Fernando está sentado com ar de quem já não a pode ouvir, promete resolver todos os problemas da casa e revela que trouxe algum dinheiro com ele. Fernando diz que colocou o dinheiro na mala de São e ela desespera porque a mala ficou no reboque. Fernando vai tentar recuperar a mala.

Corcovada, Ana Carolina e Louis acabam de almoçar. Corcovada acha piada ao facto de eles já se conhecerem e recordam esses tempos. Louis despede-se delas, pois quer passar a tarde com a família. Corcovada elogia Louis e Ana Carolina concorda com ela. São agradece a Florinda por lhe ter trazido fruta e um bolo. São diz que Fernando foi resolver um problema e que Peixoto só fez porcaria nas obras da casa. Florinda revela que pior foi o que ele fez à família e prepara-se para contar.

Fernando certifica-se de que ninguém está a ver e vai ter com Jorge. Abraçam-se emocionados e Jorge confessa que a mãe se sente sozinha e que lhe faz falta a família. Jorge gostava que Fernando e Adelaide fizessem as pazes e revela que anda com problemas de dinheiro. Há uma fila de clientes para pagar e Aida está entusiasmada com a venda. Tomé quer confrontar a mulher com o facto de ter estado no quarto do Sôtor, mas está tanta gente ali, que desiste.

Vuitton está a ouvir Manuela, com ar de enfado, enquanto espera que Carlos se despache. Tomé pergunta se há novidades do Sôtor e Carlos diz que já chamaram a guarda. A guarda quer saber quem foi a última pessoa a ver o Sôtor e todos olham para Tomé. Albino está rodeado de faturas e papelada, enquanto faz contas na calculadora. Está aflito pelas contas não baterem certo e liga a Peixoto para ir ter com ele e levar o livro de faturas.

Elisabete está preocupada com o estado de nervos de Albino. Peixoto chega, todo bem-disposto, em contraste com Albino que está com um ar aflito. Albino pede para falar a sós com Peixoto e Elisabete sai, ficando à escuta. Albino pede o dinheiro que desviaram da Junta a Peixoto, mas este diz que já o gastou. Albino fica em pânico e Elisabete, atrás da porta, boquiaberta.

Festa é Festa

Episódio 7

Corcovada percebe que Bruno é o ex-namorado de Ana Carolina. Ana Carolina aparece à porta e Bruno fica feliz por vê-la, mas assim que o vê, Ana Carolina volta a entrar e fecha a porta com estrondo. Encosta-se à porta, ofegante, como se tivesse acabado de ver um fantasma. Ana Carolina tranca a porta e rejeita a chamada de Bruno. Peixoto analisa o quadro elétrico e diz que é preciso mudar tudo.

Fernando vai ficando cada vez mais nervoso com a conversa e Peixoto pede-lhe para se acalmar. Corcovada encontra Ana Carolina encostada à porta e pergunta-lhe o que Bruno queria. Ana Carolina diz que não sabe, pois não falou com ele. Corcovada destranca a porta e decide ir ela correr com ele. Vuitton não entente o interesse de Luís pelos livros e volta a dizer que a aldeia é uma pasmaceira.

Louis lembra que quando era mais nova gostava muito da aldeia e chorava quando voltava para França. Louis mete-se com ela e diz que viu a forma como ela e Carlos olharam um para o outro. Louis empresta o seu telemóvel a Vuitton. Corcovada grita com Bruno para voltar para a terra dele. Bruno acha piada à energia da velha e não se mexe. Corcovada acha que além de parvo, ele deve ser surdo. Bruno garante que não vai embora enquanto não falar com Ana Carolina.

Ana Carolina decide ir falar com ele, mas pede à bisavó para não o deixar entrar ali em casa. Ana Carolina vai-se vestir para ir falar com ele. Albino vai a casa de Tomé para saber o que aconteceu ao Sôtor, mas este diz-lhe que ele desapareceu. Albino culpa Tomé pelo desaparecimento e acusa-o de não ter capacidade para organizar uma dormida segura, quanto mais uma festa para centenas de pessoas. Florinda despede-se das crianças da catequese.

Enquanto espera por Carlos, Florinda fala com o Padre e sente arrepios. Carlos aparece e Florinda teme que o filho se tenha apercebido da proximidade dela com o Padre. Albino acusa Tomé de ter motivos para fazer mal ao Sôtor, pois Aida passa a vida no médico. Estão quase a pegar-se, quando Aida e Elisabete intervêm. Glória aproveita para se queixar da calçada. Bino e Tomé ficam frente a frente com todos à sua volta, parecendo um combate.

Elisabete diz à mãe para agarrar Tomé, enquanto ela agarra Bino e aproveita para lhe tocar. Florinda e Carlos ficam apreensivos.  Jorge despede-se da mãe, mas ela não está nem aí para ele. Adelaide pede-lhe para saber notícias de Fernando e Jorge diz que a mãe lhe podia ligar, mas ela não quer correr o risco de São a atender e ter de falar com ela. Florinda já tem o terço na mão. Albino e Tomé continuam com o bate-boca. Carlos acaba com a discussão, mas Elisabete não larga Albino.

Tomé ameaça apresentar queixa contra Albino. Aida vai falar com Glória. Fernando quer saber em quanto fica o arranjo, mas Peixoto diz que tem de fazer contas. Peixoto fica admirado ao ver os gémeos, pois estão enormes e diferentes. São lembra que eles são gémeos falsos. Louis vai dar uma volta pela aldeia e Vuitton vai para o quarto, passear pelas redes sociais.

Aida dá a entender que Bino não tinha como saber que o Sôtor tinha desaparecido lá de casa e por isso deve estar envolvido no desaparecimento. Os jogadores comentam com Jorge que houve confusão entre Tomé e Bino. Aida insiste que Albino está envolvido no desaparecimento do Sôtor e deixa escapar que às 3h da manhã ainda estava em casa. Glória fica desconfiada e manda-lhe indiretas. Fátima está com a neura e descarrega em Elisabete e Manuela.

Elisabete conta que o Sôtor desapareceu e ficam todas muito intrigadas. Paulo aparece fardado e Fátima lembra-o que é domingo. Paulo diz que escolheu aquela roupa porque lhe dá estilo e autoridade. Albino vem irritado e barafusta com o que se passou com Tomé. Florinda está cansada por Albino estar sempre envolvido em problemas. Carlos decide fazer companhia ao pai no jogo, para evitar mais confusões. O Jogo de hóquei está a decorrer e a equipa da aldeia já está a perder.

Bino manda bocas das bancadas e Tomé tenta ignorá-lo. Jorge, no banco, não percebe porque motivo não entra, uma vez que estão a perder e ele é a estrela da equipa. Tomé nem lhe responde. Paulo diz ter uma ideia para encontrar o Sôtor e diz que o vai procurar. Todos ficam desanimados, mas Paulo garante que tem um dom para encontrar pessoas que se escondem para não assinar as cartas registadas das finanças.

Bruno fica feliz ao ver Ana Carolina e quer falar com ela, mas ela não quer ouvir nada do que ele tem para dizer. Peixoto e Fernando conversam, já mais calmos, e acertam o pagamento. São vê um tapete no meio da sala e vai até lá e fica escandalizada ao ver a tampa de esgoto no meio da sala. Peixoto defende-se e afirma que com o orçamento que tinha não podia fazer milagres. São exige que Peixoto a retire dali. Vuitton aparece de braço no ar à procura de rede.

Peixoto critica a pessoa que instalou a antena de internet na vila. Louis passeia pela aldeia, para matar saudades. Ao ouvir gritos, decide ir ver o que se passa. Louis vê Bruno a gritar com Ana Carolina e decide intervir. Bruno quer saber quem é o novo namorado dela e ao ver Louis, não pensa duas vezes e dá-lhe um soco.

Festa é Festa

Episódio 6

A casa está vazia e tem os móveis tapados com plásticos cheios de pó. Ouve-se a chave a rodar e a família de Fernando entra. Vuitton começa logo a reclamar do pó, São queixa-se do frio e quando Fernando vai ligar o aquecimento central, o quadro elétrico vai abaixo. O Sôtor está desmaiado no meio do chão, rodeado por todos que tentam arranjar uma solução. Manuela acha que é a pessoa mais indicada para o socorrer e dá-lhe palmadinhas na cara, com sucesso já que ele começa a abrir os olhos.

Aida, ao ver o Sôtor caído, fica muito preocupada e sugere que ele fique em sua casa, para não ter de conduzir. Manuela conta que o Sôtor já anda assim a algum tempo e devia ir ao médico. Jorge apanha algumas moedas que ficaram caídas. Florinda está a lavar a loiça enquanto Albino continua a falar sobre a TVI vir à aldeia. Florinda não partilha do entusiasmo do marido, pois está focada no trabalho. Albino recebe mensagens provocadoras de Elisabete, mas diz à mulher que é trabalho.

Albino fica desconsolado ao saber que a catequese foi adiada para amanhã e que vai acordar sozinho. Corcovada prepara-se para dormir quando recebe uma chamada de Manel. Fica toda contente. Manel diz-lhe que deixou a Família de Fernando em casa, Corcovada agradece e promete dar-lhe um agradozinho. Corcovada é marota com Manel e queixa-se da cama fria. Ana Carolina vai à casa de banho e assusta-se ao encontrar Carlos ainda na sala.

Ele pergunta-lhe de onde conhece Louis, mas ela não responde para o picar. Ana Carolina insinua que Vuitton é namorada de Carlos, mas ele explica que não e que até são primos num grau afastado. Ana Carolina não fica convencida. Elisabete está recostada no sofá a teclar languidamente no telemóvel. Albino fica todo atrapalhado quando recebe outra mensagem. Florinda pergunta-lhe quem é e ele revela que é Elisabete, mas diz que estão a falar de trabalho.

Albino queixa-se que trabalha muito e Florinda propõe que Tomé fique responsável pela festa, para o aliviar. Albino recusa-se a entregar a festa a Tomé. São segura numa vela enquanto Fernando anda de volta do quadro elétrico. Fernando não consegue resolver o problema e diz que amanhã liga a Peixoto, mas São exige que ele ligue agora. Fernando liga, contrariado, e Peixoto diz-lhe que só consegue amanhã. Não têm outro remédio senão irem dormir e taparem-se com mantas.

Elisabete cede o seu quarto para o Sôtor dormir e diz que dorme na sala. O Sôtor recusa e diz que não quer incomodar. Aida faz sinal a Tomé para “marcar pontos” com o Sôtor e ele mostra-se muito hospitaleiro. Albino conta a Florinda que o Sôtor se sentiu mal e vai dormir em casa de Tomé. Florinda estranha que Elisabete lhe esteja a mandar mensagens a esta hora. Albino está mais preocupado com o facto de Tomé estar a tentar passar o Sôtor para o seu lado.

Florinda fica confusa com o tipo de pão que Ana Carolina costuma comer. Florinda diz que tem de ir à missa e fica chocada por Ana Carolina não ser batizada. Florinda dá indicações a Ana Carolina sobre a rotina de Corcovada. Albino, ainda a dormir, agarra-se à almofada, julgando ser Florinda. Quando percebe que Florinda já saiu, protesta por nunca ter o carinho dela e diz que qualquer dia está com os pés para a cova e não aproveitou nada desta vida.

Albino pega no telemóvel para ver o que Tomé andou a aprontar e decide ligar a Elisabete, que fica toda contente ao receber uma chamada dele. Mas logo desanima ao perceber que ele só quer saber do Sôtor. Elisabete conta que ele se sentiu mal e que dormiu no seu quarto. Elisabete fica espantada ao ver que Sôtor já não está lá.

Ana Carolina anda de volta do gira-discos, a tentar pô-lo a trabalhar, mas não percebe nada daquilo. Ana Carolina cheira o shot de cachaça e não percebe como é que a bisavó consegue beber aquilo. Consegue finalmente pôr a música a tocar e fica contagiada pela alegria da música. Albino ainda está ao telemóvel com Elisabete e não percebe nada do que se passa. Albino começa a achar que o Sôtor morreu e veste-se à pressa para ir saber o que aconteceu.

São está embrulhada numa manta, enquanto Fernando retira as capas dos móveis. Peixoto chega finalmente e São, em vez de ficar feliz, protesta por ele ter demorado tanto tempo. Fernando faz sinal a Peixoto para não ligar.  Corcovada vê Ana Carolina a sorrir e acha que ela também bebeu um shot. Ana Carolina diz que vai sempre achar piada ao ver a bisavó beber um shot logo de manhã.

Ana Carolina reconhece que hoje acordou mais bem-disposta. Corcovada fica feliz por ela e acha que a Aldeia já lhe está a fazer bem. Sorriem cada vez mais cúmplices.  Um Carro estaciona em frente à casa de Corcovada. O condutor sai lá de dentro e fica encostado ao carro a enviar uma sms. Ana Carolina recebe uma sms e fica muito nervosa ao saber que Bruno está à porta.

 

Resumo de 26 de abril a 1 de maio

Festa é Festa

Episódio 5

Ana Carolina e Louis estão surpreendidos por se terem encontrado ali. Carlos percebe que há algo estranho entre eles os dois e olha-os com curiosidade. Ana Carolina apercebe-se da cumplicidade entre Carlos e Vuitton e fica desconfiada. Estão todos em amena cavaqueira e a beber cerveja, animados com o facto da TVI vir gravar à festa da aldeia. Tomé avisa que a reunião para decidir o presidente da comissão de festas teve de ser adiada porque os primos de Albino lá de França tiveram um acidente.

Jorge fica muito preocupado, pois Fernando é seu tio. São repara que Louis parece conhecer Ana Carolina e pergunta a Florinda quem ela é. Estranham que se conheçam pois Louis nunca foi a Lisboa e Ana Carolina é a primeira vez que vem à terra. Corcovada chama todos para dentro. Carlos auxilia Vuitton e Ana Carolina sorri para Louis. Tomé tenta acalmar Jorge e diz que o acidente não deve ter sido grave, pois Albino não parecia muito preocupado. Jorge despede-se de todos e diz que tem de contar à mãe, antes que ela saiba por outra pessoa.

Todos acham improvável que isso aconteça, pois ela não sai de casa há meses. Todos acham esquisito. Carlos pergunta a Vuitton quando vai ter a sua mala de viagem para poderem ir tomar banho ao rio, mas Vuitton está mais preocupada com o telemóvel e pergunta-lhe onde pode comprar um. Carlos acha que Vuitton se vai dar bem com Ana Carolina, porque também está sempre agarrada ao telemóvel. Jorge dirige-se para casa quando o Padre o intercepta e lhe pergunta se está tudo bem, pois tem estranhado não ver a mãe dele na missa. Jorge confessa que a mãe não anda muito bem com tudo o que tem acontecido.

O Padre percebe que, apesar de disfarçar, Jorge também não está bem. Aida preside uma reunião sobre a festa e está satisfeita por Florinda não estar presente, pois acha que ela é muito certinha e podia não conseguir mentir ao Padre. Aida quer que os bolos que vão apresentar na festa sejam os melhores já alguma vez vistos, assim como a quermesse, mas avisa que o Padre não pode saber de nada. Corcovada colocou música brasileira e dá uns passinhos de dança.

Todos ficam surpreendidos com a energia dela. Albino puxa Florinda para dançar e São, enciumada, puxa também Fernando. Corcovada elogia Carlos e diz que só lhe falta arranjar uma namorada. Ana Carolina ouve a conversa com interesse e quando se apercebe disso, afasta-se. São vê Ana Carolina a conversar com Louis e quer saber de onde é que eles se conhecem. Louis conta que a conheceu num curso de literatura. Manel pergunta a Albino se é verdade que a TVI vem à aldeia e Albino não perde a oportunidade de ganhar pontos junto de Corcovada.

A Família de Fernando fica eufórica com a notícia. Ana Carolina repara em Vuitton a agarrar-se a Carlos. Adelaide fica aflita ao saber do acidente de Fernando e desconfia logo que São tenha tido alguma culpa. Adelaide acha que São é a desgraça do irmão e que vai acabar por matá-lo. Jorge tenta convencer a mãe a fazer as pazes com o irmão, mas ela não diz nada. Todos jantam animados e conversam sobre a festa.

São acha que a festa devia ter muita luz, mas Bino fica logo preocupado com o dinheiro que isso irá custar. Bino só concorda com a ideia quando Corcovada diz que acha bonito a festa ser à noite. Todos fazem um brinde e pedem a Bino para discursar. A palestra de Aida continua. Ninguém está a perceber nada do que ela está a dizer, mas ninguém ousa dizer. Aida quer que a festa tenha produtos Gourmet, pois já viajou muito e sabe que é isso que está na moda.

Todas aceitam as ideias dela. Vuitton está entusiasmada por Albino conhecer Cristina Ferreira. Ele não dá parte fraca e liga para Elisabete para confirmar que a reunião com Cristina Ferreira ficou marcada. Elisabete diz que não passaram a chamada e pediram para não voltar a ligar. Albino não desmancha e faz a conversa de forma a parecer que está tudo combinado e que são muito amigos. Florinda fica desconfiada.

O Sôtor pede algo para comer, mas é logo abordado por um popular. Vítor pede-lhe ajuda para fazer o parto de um bezerro. O Sôtor explica que é médico e não veterinário, mas Vítor acha que para o efeito também serve ser médico. A reunião continua e vê-se uma cabeça a espreitar. O Padre aparece e ficam todas em silêncio. Não perceberam nada do que Aida disse, mas sabem que o Padre não pode saber.

Aida tapa o quadro com o casaco e disfarça sobre o que estavam a fazer. Quando vão para sair, o Padre vai para ir buscar o casaco de Aida, mas ela diz que é para ficar ali. O Padre estranha. Já todos terminaram de jantar e despedem-se, pois, foi um dia longo. Louis e Ana Carolina gostaram de se reencontrar. Vuitton combina encontrar-se com Carlos amanhã para irem comprar um telemóvel. Albino continua a gabar-se com a festa, mas Florinda fica desconfiada.

Albino recebe uma mensagem de Elisabete e fica perturbado. Manuela vai ter com o Sôtor e diz-lhe que ele continua com má cara. O Sôtor diz que está apenas cansado e assim que Manuela tenta falar do assunto que já falou à tarde, o Sôtor corta a conversa. Manuela vira costas e ouve as moedas que o Sôtor tinha na mão, caírem. Manuela vê o Sôtor caído no chão e fica em pânico.

Festa é Festa

Episódio 4

São está furiosa por não saberem das suas malas de viagem e fica chocada quando Louis sugere que pode comprar roupa na aldeia. Vuitton também está traumatizada, por ter perdido o telemóvel e a roupa. Fernando tenta desdramatizar e diz que estão todos vivos e de férias. Carlos afasta Ana Carolina, num misto de surpresa e indignação. Ela desliga o telemóvel cheia de raiva e olha para Carlos sem saber o que dizer.

Carlos afasta-se prefere voltar para casa a pé. Ela pede-lhe desculpa e tenta convencê-lo a entrar no carro, mas ele recusa. Ela vai embora sozinha e nem repara que deixou cair o telemóvel. Manuela olha para as mamas das outras mulheres e depois para as suas com um ar descontente. Manuela liga a Jorge a contar-lhe a novidade de que a TVI vem gravar à festa da terra. Ele fica interessado e acha que pode ser a sua rampa de lançamento.

Fica entusiasmado por poder ver as bailarinas e acha que elas não lhe vão resistir. Aida diz que nunca pensou fazer mal ao padre, mas que não o vai deixar meter-se na sua quermesse. Tomé diz que vai fazer o mesmo e não vai deixar que Albino se intrometa na comissão de festas. Florinda olha com alguma ansiedade para Corcovada que observa o varão e os cortinados novos. Florinda recebe uma chamada de São a avisar que já estão a caminho.

Corcovada decide fazer uma jantarada para todos. Albino está furioso por Florinda não querer interceder por ele junto de Corcovada, acerca das votações para presidente da comissão de festas. Albino fica surpreendido pelo Padre já saber que a TVI vem gravar à festa da aldeia. Estão todos animados com o facto da TVI vir gravar à festa da aldeia e não falam noutra coisa. Tomé encontra Glória e não perde a oportunidade de lhe fazer a cabeça contra Albino e de a trazer para o seu lado.

O Sôtor já está agastado com a conversa de Manuela sobre querer aumentar o peito. O Sôtor pede um chá para tomar um analgésico e Manuela aconselha-o a ir ao médico, pois apesar de ser médico, se calhar devia ser visto por outro. Manel conduz o táxi com a família de Fernando no interior. Manel tenta perceber o que aconteceu. São culpa Fernando por ter adormecido, mas Louis defende o pai. O Padre senta-se numa numa cadeira da igreja que range, mas ele promete que será por pouco tempo.

O Padre decide beber um copinho de licor para comemorar, mas fica intrigado por não encontrar a garrafa que costuma ter ali. O Padre questiona Celeste que diz não saber de nada, mas está claramente comprometida. Jorge está animado com a vinda da TVI à festa da aldeia e festeja com os colegas do hóquei. Jorge quer ser o porta-voz da equipa por se considerar o melhor jogador. Os colegas riem-se.

Tomé repreende os jogadores por estarem a beber, mas concorda que é motivo para festejarem. Ana Carolina procura o telemóvel dentro do carro, mas não o encontra. Carlos aparece com o telemóvel dela e diz-lhe que o deixou cair lá atrás. Ela agradece e fica toda contente por ter rede, mas nisto o telemóvel desliga-se por falta de bateria. Ana Carolina não tem alternativa, senão pedir ajuda a Carlos. Tomé intromete-se no caminho de Albino e exige fazer a reunião nessa noite.

Albino diz que não pode porque vão chegar uns primos de França, que tiveram um acidente, mas Tomé não quer saber. Albino aproveita-se disso para tentar denegrir a imagem de Tomé e diz alto que ele não se preocupa com os emigrantes. Tomé fica aflito. Todos festejam a notícia do dia. Tomé acha que a vinda da TVI pode trazer patrocinadores para a equipa. António gaba os rissóis de Fátima, mas Tomé diz que são congelados e estão à venda na loja de Aida.

Jorge e Manuela estão entusiasmados por poderem cantar na festa e serem vistos por muita gente. Manuela atira-se a António, mas ele diz que não é homem de uma mulher só. Albino entra na junta, esbaforido, e manda um berro para Elisabete ligar para a TVI, pois quer falar com Cristina Ferreira. Elisabete avisa que as coisas não funcionam assim, mas Albino não faz caso e diz que foram eles que mandaram uma carta, por isso devem saber quem ele é.

Ana Carolina conduz com Carlos ao seu lado e há um silêncio desconfortável entre os dois. Carlos pergunta o que foi aquilo, referindo-se ao beijo e Ana Carolina assume que foi só para picar o ex-namorado. Ana Carolina não sente remorsos do que fez e acusa os homens de serem todos iguais. Corcovada está no alpendre a beber uma limonada quando vê todos a chegarem ao mesmo tempo e acha piada. São abraça Florinda, enquanto Fernando brinca com Albino. Louis e Ana Carolina estacam ao ver-se. Percebemos que já se conhecem.

Festa é Festa

Episódio 3

O carro da família de Fernando dá uma cambalhota pela berma da estrada, até que bate com violência numa árvore. Albino desabafa com Elisabete sobre as exigências do médico e sente que não é valorizado pela população. Elisabete não perde a oportunidade de se insinuar a ele. Albino atende uma chamada da mulher e Elisabete mesmo assim anda de volta dele, o que o deixa nervoso. Corcovada e Ana Carolina cruzam-se com o Sôtor que carrega a ventoinha e o aquecedor que Albino lhe deu.

Corcovada e o Sôtor sorriem, notando-se que existe muita empatia entre eles. Corcovada decide deitar aquelas velharias fora e pede ao Sôtor para comprar o que precisa que ela paga. Ana Carolina fica espantada com a atitude da bisavó. Fernando sai do carro, meio atordoado, e verifica se estão todos bem. São e Vuitton parecem estar mais combalidas. Todos estão curiosos para saber o que está escrito na carta. Paulo, apesar de se ter enganado, sabe que a carta só pode ser aberta por Albino.

Tomé diz que não pode perder aquela carta de vista e que vai com Paulo entregá-la a Albino. Jorge chega a casa com os sacos da mercearia e Adelaide fica preocupada com a dívida que já têm. Jorge tranquiliza a mãe e diz que está quase tudo pago. Já estão todos fora do carro e Fernando chora, nervoso, sente-se culpado pelo que aconteceu. Vuitton está a ser assistida pelos paramédicos e apesar da dor que sente, está mais preocupada com o telemóvel. Louis tenta tranquilizar o pai.

Albino fica perturbado com a forma como Elisabete cruza e descruza as pernas e tem dificuldade em concentrar-se. Tomé e Paulo chegam com a carta para a junta e ninguém se entende sobre quem deve abri-la. Elisabete chega-se à frente e começa a lê-la. Fica boquiaberta com o que lê, deixando todos ansiosos. Fátima e Manuela estão cheias de ciúmes da bisneta de Corcovada, pois temem que os rapazes vão andar todos atrás dela. São liga a Florinda, a avisar que tiveram um acidente e que estão no hospital porque Vuitton partiu o braço.

Florinda diz que vai pedir a Albino para os ir buscar. Fernando fica cabisbaixo por não poder chegar à aldeia no seu carro. Vuitton quer voltar para França, pois não vai conseguir sobreviver sem a sua roupa e o telemóvel. Corcovada e Ana Carolina continuam o passeio em ritmo extremamente lento. Ana Carolina vai vendo se já consegue apanhar rede, mas ainda não. Corcovada não percebe porque é que a internet é tão importante, já que nunca teve e nunca lhe fez falta nenhuma.

Corcovada aconselha a bisneta a olhar para o mundo, em vez de olhar para o telemóvel. Albino consegue ver a carta e fica perplexo ao saber que a TVI quer gravar o Somos Portugal na festa da aldeia. Florinda liga a Albino e conta-lhe que os primos tiveram um acidente. Florinda pede-lhe para os ir buscar ao hospital, mas Albino diz que não pode, pois tem assuntos importantes para resolver. Tomé quer apressar a reunião. Albino pede segredo sobre o assunto da carta, mas Elisabete já contou a alguém.

Fátima está a ser atendida por António, quando recebe a mensagem no grupo de whatsapp, que Elisabete escreveu, a contar a novidade sobre o Somos Portugal vir à festa da aldeia. Ficam todos radiantes e conversam sobre o assunto. Cada cliente que entra na mercearia fica a saber da novidade. E assim se espalha a notícia. Estão todos eufóricos com a notícia de que o Somos Portugal vem à festa da aldeia. O Padre já faz planos com o dinheiro que vão ganhar e quer remodelar a igreja.

Fátima e António ficam entusiasmados pelo grupo de danças de salão aparecer na TV e Aida acha que a mercearia também precisa de uma remodelação. O Sôtor despede-se de uma utente e explica-lhe como deve fazer o tratamento. A utente preferia que fosse o Sôtor a espalhar-lhe o creme. Manuela entra esbaforida e conta ao Sôtor que a TVI vem gravar o Somos Portugal à festa da aldeia e precisa que o Sôtor lhe ponha mamas, deixando-o sem saber o que dizer.

Carlos dá indicações a Ana Carolina que conduz. Ana Carolina atende uma chamada de Bruno e diz-lhe mais uma vez que não quer falar com ele. Bruno ouve a voz de Carlos e quer saber quem é. Albino põe Florinda a par das novidades sobre a TVI vir à festa da aldeia e pede-lhe para interceder por ele junto de Corcovada, pois se ela votar nele para presidente da comissão de festas, toda a aldeia fará o mesmo. Florinda não se quer meter nisso.

Ana Carolina discute com Bruno por videochamada e ele insiste em saber quem é o novo amigo dela. Num ataque de nervos, Ana Carolina puxa Carlos para si e dá-lhe um beijo na boca enquanto segura a câmara do telemóvel, para que Bruno veja.

Festa é Festa

Episódio 2

Carlos tenta ajudar Ana Carolina a levantar-se, mas deixa-a escorregar e volta a cair na poça de leite. Corcovada assiste a tudo, divertida. Florinda leva Ana Carolina para trocar de roupa e pede a Carlos para lhe levar a mala. Aida faz os exercícios que o Sôtor mandou, quando Tomé chega agastado com a questão da presidência da comissão de festas e conta à mulher que até fez um abaixo-assinado, mas que Albino não validou, por não ter o carimbo da junta.

Aida sugere que Elisabete consiga o carimbo que falta. Elisabete fica preocupada. Albino faz medições para novas campas, mas faz tudo a olho. Glória pergunta a Albino se reparou se o seu falecido marido tinha a aliança, mas este diz que não reparou. Quando Glória se afasta, ele afirma que fez um grande favor ao defunto, ao livrá-lo da anilha. O Sôtor despede-se de uma utente. Quando regressa ao gabinete fica com uma expressão séria e olha, hesitante, para um frasco de comprimidos.

Acaba por tomar alguns comprimidos, ficando num misto de culpa e alívio. A família fez uma paragem numa área de serviço. Enquanto Fernando e Louis foram buscar comida, Vuitton tira fotos para o Instagram. São refila por demorarem tanto tempo e manda Fernando conduzir agora, para ela poder comer. Fernando protesta por ter de ser sempre tudo ao jeito de São. Tomé está a dar a palestra no final do treino, quando um jogador faz uma pergunta que Tomé não gosta e manda-o tomar banho mais cedo.

Jorge recusa o convite dos colegas para ir petiscar, porque vai jantar com uma das suas namoradas. Os colegas desconfiam do sucesso de Jorge com as mulheres. Albino tenta convencer Carlos a juntar-se à equipa de hóquei, mas ele diz que nem sequer sabe andar de patins. Florinda conta que Carlos atropelou a bisneta de Corcovada e Albino pergunta-lhe se é jeitosa. Carlos diz que não reparou. Albino critica o filho por não gostar de hóquei, nem reparar em miúdas.

Corcovada e Ana Carolina acabam de jantar. Ana Carolina não comeu muito e Corcovada diz-lhe que quem não é bom para comer não é bom para trabalhar. Ana Carolina diz que também não veio para trabalhar, mas Corcovada diz-lhe que tem de lavar a loiça. Ana Carolina fica boquiaberta. Jorge chega a casa e diz à mãe que já arranjou um biscate e que pagam logo. Adelaide nunca pensou chegar àquela situação. Jorge come com vontade, percebe-se que está cheio de fome.

Albino está à espera que Florinda se deite ao pé dele para se aninhar nela, mas Florinda diz que está cansada. Albino fica tristonho e começa a pensar em Elisabete. Ana Carolina questiona Florinda sobre a música que se ouve e ela diz-lhe que é assim todos os dias. Ana Carolina vê Florinda a servir um shot de cachaça e acha estranho que ela vá beber àquela hora. Ana Carolina fica boquiaberta ao saber que é a bisavó que o vai beber. Fernando está entusiasmado por já estar em Portugal e quando todos acordam, coloca o volume da música mais alto.

Ana Carolina diz que só se fosse maluca é que ficava ali e nisto choca com Carlos novamente. Ana Carolina fica irritada e Carlos culpa-a por andar sempre a mil. Carlos entrega-lhe o pão quente e os queijos que vinha trazer. Ana Carolina não resiste ao cheiro do pão quente e cede ao convite de Florinda para tomar o pequeno-almoço. Tomé, Fátima e alguns populares falam sobre o abaixo-assinado que Albino diz não ser legal.

Albino insiste que o ano de Tomé organizar a festa foi o ano passado e este ano é a sua vez. Todos acham que devia haver uma reunião para decidir quem organiza a festa. Tomé fala nas eleições e Albino cede em fazer a reunião. Jorge vem buscar as compras, mas pede para pagar depois. Aida avisa-o que já tem uma conta grande pendurada. Todos ficam curiosos com a bisneta de Corcovada e também acham que veio atrás do dinheiro.

Fátima e Tomé já estão aborrecidos com as histórias que o Padre conta. Tomé culpa Fátima por ter dado álcool ao Padre, pois já se sabe como ele fica quando bebe um copito. Carlos chega atrasado e diz que teve um percalço com a bisneta de Corcovada. Fátima fica com ciúmes. O Sôtor pede a Albino para resolver o problema da falta de Ar condicionado no consultório médico.

Albino diz que não tem verbas e soluciona o problema, provisoriamente, com um aquecedor a óleo e uma ventoinha muito antiga. Albino aproveita a presença do médico para falar da falta de apetite sexual da mulher, embora diga que é para um amigo. Paulo entrega uma carta a Tomé, mas este ao vê-la, percebe que é uma carta da TVI para a junta de freguesia. Todos ficam curiosos.

Fernando vem cansado de conduzir e com o sol a bater-lhe nos olhos. São vem a conversar com os filhos sobre as pessoas da aldeia e como a família de Fernando sempre teve a mania das grandezas. Louis repara que Fernando fechou os olhos e grita. Fernando guina o volante, perde o controlo do carro e capotam.

 

Festa é Festa

Episódio 1

Florinda está na cozinha a preparar o pequeno-almoço, muito calmamente, enquanto cantarola. Entretanto vê as horas e apressa-se. Florinda vai até à sala, escolhe um disco de Carmen Miranda e põe-no a tocar. A música entra pelo quarto adentro e vemos o rosto de uma pessoa que está deitada. Com alguma dificuldade, Corcovada começa a tentar endireitar-se na cama, misturando gemidos de alguma dor, com a cantilena da música.

Florinda enche um cálice com cachaça, coloca-o numa bandeja e vai até ao quarto. Corcovada começa a reclamar com Florinda por esta lhe abrir as cortinas do quarto. Florinda dá-lhe o cálice de cachaça, que o bebe num gole e começa a levantar-se da cama, como que invadida por uma genica-extra e boa disposição, fruto da cachaça. Corcovada lembra Florinda que a bisneta a vem visitar e as duas comentam que isso nunca tinha acontecido.

Corcovada dança e desafia Florinda a juntar-se a ela. Albino caminha, apressado, pela praça da aldeia, de cabeça baixa e olhando pelo canto do olho, tentando escapar às solicitações de que é alvo. Mas não consegue, pois aparece o homem do trator que refila com Albino por causa do estado da estrada; aparece Quim que se queixa da internet na aldeia; vêm duas crianças com uma bola que reclamam do estado do campo de futebol e, de seguida, Serafim a fazer mais queixas.

Albino revira os olhos e bufa, quando o Padre Isidro chama por ele deixando-o, ainda mais, desesperado. Ana Carolina faz a mala de viagem, chorosa e irritada, enquanto ouve música. Olha para uma fotografia do ex-namorado e fica decidida a começar um novo capítulo. O Padre queixa-se a Albino das covas que este fez no cemitério, com Albino a justificar não ter mais espaço. O Padre relembra-o que isso se podia resolver, já que o terreno ao lado é dele (de Albino).

Mas Albino quer ganhar dinheiro com o terreno e, por isso, sobrevaloriza-o. Fernando aldraba a potência do seu carro, enquanto espera pela família para seguirem viagem para Portugal. Pela janela, Louis avisa os pais que a irmã não quer ir e São culpa Fernando por não ter feito uma piscina na casa que construíram na aldeia. Na praça da aldeia, Tomé pede satisfações a Albino por andarem a dizer que ele é o Presidente da Comissão de Festas.

Albino refere que é mesmo ele, pois Tomé foi o presidente no ano passado. Tomé relembra que não houve festa devido ao covid, mas Albino mostra-se indiferente a esse facto. João Maria tenta convencer a filha Ana Carolina de que vai ser bom passar um tempo na aldeia, onde ele cresceu, para esquecer o ex-namorado e criar uma ligação com a bisavó.

João Maria confessa a Joana que a ida da filha os pode salvar das dívidas. Albino entra no seu gabinete desorientado com tantas queixas que recebeu e Elisabete disponibiliza-se para lhe fazer uma massagem. Albino fica constrangido, diz que é casado mas Elisabete continua a provoca-lo. Tomé desabafa com António sobre Albino querer ser o presidente da comissão de festas deste ano e decide fazer um abaixo-assinado.

Paulo chega para entregar cartas, mas mais uma vez troca-se todo e entrega a correspondência errada, o que faz com que toda a gente na aldeia saiba a vida uns dos outros. Aida está a ser atendida pelo Sôtor e queixa-se de uma dor no peito. Ele acha que pode ser ansiedade e tenta perceber o motivo. Aida insinua-se a Sôtor, deixando-o desconfortável. O Sôtor espreita do gabinete para chamar o próximo paciente, mas são só mulheres e todas querem ser a próxima a entrar.

Elisabete traz uma roupa toda janota para Albino usar como coveiro e diz-lhe que meteu a conta da roupa nas contas da junta. Enquanto está a caminho da aldeia, Ana Carolina fala com Filipa, que tenta justificar-se. Ana Carolina está furiosa por ter sido traída pela melhor amiga e recusa-se a ouvi-la, bem como ao ex-namorado. Florinda liga a Carlos para que ele traga leite para fazer um doce para a bisneta de Corcovada.

Corcovada pede a Florinda para lhe preparar o vestido verde e amarelo para alegrar a casa. Para além disso, pede que lhe prepare uma caipirinha. São liga para Florinda a avisar que estão a caminho de Portugal e diz que vão mais cedo para compensar as férias que não tiveram no ano passado. Fernando reclama com a quantidade de malas de Vuitton e sente-se humilhado por ser São a conduzir.

Todos comentam que Tomé está furioso por não chegar a um consenso sobre quem é o presidente da comissão de festas e que até fez um abaixo-assinado. Manuela quer inovar e sugere organizarem um festival de verão. Tomé promete ajudar, em troca de assinaturas. Albino está surpreendido com a visita de uma bisneta de Corcovada pois nem sabiam da existência dela e teme que venha atrás do dinheiro.

Florinda afirma que vêm todos ao mesmo, pois Albino bem como toda a aldeia têm interesse na fortuna dela. Florinda avisa que os primos de França vêm a caminho e Albino fica desconfiado por virem tão cedo. São proíbe os filhos de revelarem que a empresa de Fernando faliu e que agora é empregado. Tomé mostra a Albino o abaixo-assinado para votar na presidência da comissão de festas e este diz que aquilo é ilegal por não ter o carimbo da junta.

Ana Carolina está pasmada pela aldeia lhe parecer o fim do mundo. Sem rede no telemóvel, não consegue encontrar o caminho para casa da bisavó e decide perguntar ao Padre, que lhe indica o caminho. Ana Carolina está a tirar as malas do carro, quando é abalroada pela bicicleta de Carlos, cheia de vasilhames de leite. Corcovada aparece com uma caipirinha na mão, sorridente por ver a bisneta. Ana carolina e Carlos ficam a olhar um para o outro, num misto de nervos, vergonha e empatia imediata.

Festa é Festa. Conheça toda a história da novela da TVI

Festa é Festa TVI

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News