fbpx
TVI

FC Porto: TVI emite comunicado após agressão a repórter de imagem

Tvi, Logótipo, Jornal Das 8, Bom Para Portugal, Queer Eye
Instagram

Um repórter da TVI que se encontrava no exterior do estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos, foi agredido por Pedro Pinho na noite desta segunda-feira.

A TVI já emitiu um comunicado no qual “condena e repudia” o acontecimento ocorrido na noite desta segunda-feira, em Moreira de Cónegos. O empresário Pedro Pinho, que não faz parte da estrutura do FC Porto, mas tem várias ligações ao clube, acompanhava o presidente dos “dragões”, Jorge Nuno Pinto da Costa, quando agrediu e ameaçou o repórter de imagem da TVI Francisco Ferreira.

Comunicado: TVI CONDENA E REPUDIA AGRESSÕES A JORNALISTAS DA ESTAÇÃO

A Direção de Informação da TVI repudia veementemente a agressão que o seu repórter de imagem Francisco Ferreira sofreu na segunda-feira à noite, após o jogo entre o Moreirense e o FC Porto, tendo como protagonista o empresário de futebol Pedro Pinho.

A TVI apela às entidades competentes e às forças da manutenção da segurança e da ordem públicas para que se crie condições de proteção das equipas de reportagem que cobrem este tipo de eventos desportivos.

A TVI distingue a instituição Futebol Clube do Porto de outros agentes e reserva-se a faculdade de proceder judicialmente contra os responsáveis pelas agressões e pelos danos causados ao material de trabalho do repórter de imagem.

POSICIONAMENTO DO CONSELHO DE REDAÇÃO SOBRE AGRESSÕES A UM REPÓRTER DE IMAGEM DA TVI

O Conselho de Redação da TVI repudia veementemente as agressões a um repórter de imagem desta estação de televisão, após o jogo entre o Moreirense e o FC Porto, por um empresário próximo do FC Porto, e solidariza-se de forma integral e completa com o colega em causa, colocando-se ao dispor para o que for necessário.

O Conselho de Redação da TVI lembra que situações como a que se passou esta segunda-feira constituem um crime e são ofensivas e limitativas de direitos previstos na Constituição: o direito de um jornalista a trabalhar em Liberdade e sem condicionalismos e, por consequência, o direito de cada cidadão a ser informado.

A agressão de um jornalista no exercício da sua profissão é inadmissível, injustificável e repudiável a todos os níveis.

Nada, mas nada, muito menos os ânimos exaltados que marcam um final de um campeonato de futebol, justificam atitudes como a que se verificou esta segunda-feira“.

Mais informação aqui: Repórter da TVI agredido após jogo do Porto: “Dou-lhe um soco que o f*do, c*ralho”

Repórter Da Tvi, Pedro Pinho, Fc Porto, Agressão
Imagens: TVI 24
Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

1 Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>