fbpx
TVI

Fátima Lopes na TVI: vingança e traição?

Se pensa que as polémicas sobre a “transferência do ano” já terminaram, está enganado. Depois da imprensa diária, é a vez de várias revistas começarem a revelar novos dados. Fátima Lopes é a capa da TV 7 Dias desta semana e a revista conta muitos pormenores sobre o “acontecimento do ano”.

Ao que parece, a decisão da apresentadora foi “uma bomba atómica” no seio do canal, até porque “Nuno Santos e a restante equipa ficaram perplexos”, segundo adianta uma fonte da SIC à referida revista, que revela ainda que “não se lhe conheciam queixas de insatisfação e estava na casa há 16 anos” e inclusivamente, “com o Francisco Penim, chegou a ter um programa matinal em nome próprio”.

A surpreendente mudança foi encarada por vários funcionários e dirigentes da estação como uma “traição, de que ninguém estava à espera”: “Há um ano a Fátima estava com a vida difícil. O seu programa da manhã perdia audiências e ela acabou por entrar em licença de maternidade. Ainda assim, passou a ter mais peso na decisão dos conteúdos. Isto não se faz”, adiantou a mesma fonte.

Não foi só o facto de Fátima Lopes ter tomado esta decisão que proporcionou este ambiente, mas sobretudo a forma como a levou adiante, uma vez que a apresentou como uma “decisão irreversível”.

A TV 7 Dias revela ainda que não foram apenas os responsáveis de Queluz de Baixo a conseguirem que a proposta fosse aceite. Ao que parece, há “mão” de Emídio Rangel em tudo isto, que assim se “vingou” de Francisco Pinto Balsemão e Nuno Santos. A mesma fonte justifica: “só alguém muito inteligente e conhecedor dos meandros da televisão poderia garantir semanas ou meses de negociações sem uma fuga para o exterior”. Mas há mais: não terão sido apenas as condições financeiras a facilitar a negociação, mas sim a excelente relação da apresentadora com o antigo patrão e com André Cerqueira: “A Fátima nunca assumiria uma mudança radical sem falar com o seu ‘guru’”, referiu ainda a mesma fonte. Para tudo isto, o actual director de programas da TVI tem uma outra visão: “A Fátima não precisa da ajuda de ninguém, todos nós conhecemos o seu valor”, disse à mesma publicação.

O facto de a apresentadora não se ter despedido do seu público, motivou uma reacção de Bernardo Bairrão, que se mostrou preocupado com o público fiel da apresentadora, que poderá não encarar positivamente esta mudança e pelo modo como foi noticiada.

Apesar de tudo, o certo é que Fátima Lopes é já uma cara TVI e que a espera, ao que tudo indica, o programa das tardes do canal, libertando assim Júlia Pinheiro, que conduzirá uma nova versão do Big Brother. Quando ao seu salário, fala-se de que vai ganhar perto de 40.000€, algo próximo do que aufere Manuel Luís Goucha, por exemplo. Contudo, André Cerqueira não mostrou vontade de confirmar os valores avançados pela TV 7 Dias.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>