fbpx
TVI

Drama! Pedro Lima revoltado após roubo às ideias da companheira

Instagram

Uma antiga colaboradora de Anna Westerlund, mulher de Pedro Lima, tem copiado “sem escrúpulos” algumas das suas ideias. O ator está revoltado com a situação e decidiu denunciá-la através de um texto que publicou no Instagram.

“Não é a mesma coisa! A Anna anda há anos a construir uma identidade que conduz à identificação natural do seu trabalho. Ser artista também é isto. Ter uma visão única do universo e interpretá-lo por via da sua obra”, começou por escrever.

“Cerâmica há muita, mas a Anna consegue transmitir uma energia a cada peça que a torna singular, especial e pessoal. A personalidade e originalidade têm sido de tal forma evidentes que tem merecido a atenção de cada vez mais admiradores e consumidores em Portugal e no resto do mundo”, continuou.

“Este crescimento obrigou à ajuda de cada vez mais profissionais que colaboram no atelier de forma a produzir a sempre insuficiente quantidade que permita responder à procura. Algumas dessas colaboradoras aprenderam muito com a Anna e decidiram sair para tentar a sorte por própria”, explicou ainda Pedro Lima, antes de partir para a denúncia.

“Nota-se no trabalho de algumas uma influência tal que temos a sensação que estão a tentar fazer a mesma coisa. As mesmas cores, as mesmas formas, os mesmos materiais, as mesmas ideias. Mas nota-se sempre que não têm a magia da Anna. Agora, uma coisa é criar seguindo a influência de alguém que gostamos, outra coisa é copiar sem escrúpulos e pôr à venda como se fossem originais”, criticou.

“Aconteceu com uma colaboradora que saiu há três meses da organização. Vejo-me na obrigação de denunciar esta falta de vergonha em que a ausência de criatividade legítima o roubo”, completou.

View this post on Instagram

NÃO É A MESMA COISA! A Anna anda há anos a construir uma identidade que conduz à identificação natural do seu trabalho. Ser artista também é isto. Ter uma visão única do universo e interpretá-lo por via da sua obra. Cerâmica há muita mas a Anna consegue transmitir uma energia a cada peça que a torna singular, especial e pessoal. A personalidade e originalidade têm sido de tal forma evidentes que tem merecido a atenção de cada vez mais admiradores e consumidores em Portugal e no resto do mundo. Este crescimento obrigou à ajuda de cada vez mais profissionais que colaboram no atelier de forma a produzir a sempre insuficiente quantidade que permita responder à procura. Algumas dessas colaboradoras aprenderam muito com a Anna e decidiram sair para tentar a sorte por própria. Nota-se no trabalho de algumas uma influência tal que temos a sensação que estão a tentar fazer a mesma coisa. As mesmas cores, as mesmas formas, os mesmos materiais, as mesmas ideias. Mas nota-se sempre que não têm a magia da Anna. Agora, uma coisa é criar seguindo a influência de alguém que gostamos, outra coisa é copiar sem escrúpulos e pôr à venda como se fossem originais. Aconteceu com uma colaboradora que saiu há 3 meses da organização. Vejo-me na obrigação de denunciar esta falta de vergonha em que a ausência de criatividade legítima o roubo. Serve este meu texto para alertar que andam por aí cópias do trabalho da Anna. Todos são livres de consumir cópias. Mas NÃO É A MESMA COISA. @annawesterlundceramics @together_lisboa #original #autentico #verdadeiro #ceramica #beleza #natal #loja

A post shared by Pedro Lima (@pedrolimaoficial) on

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News