TVI

Donos do carro que Angélico Vieira conduzia foram condenados

Instagram

Os donos do carro em que morreu Angélico Vieira foram condenados a dois anos de prisão com pena suspensa. A decisão foi tomada, esta sexta-feira, pelo tribunal que deu como provado que os dois falsificaram os documentos de venda do BMW em que o artista seguia.

Augusto Fernandes e a ex-mulher, Sónia Oliveira, terão simulado um contrato de venda em que atribuíam a propriedade ao cantor. Ou seja, a ideia era alegar que o carro em que o artista se despistou já não pertencia à empresa e, portanto, não tinham de assumir qualquer responsabilidade.

Segundo o Observador, o tribunal decidiu ainda condenar a empresa a uma multa de 24 mil euros. A arguida foi também condenada a indemnizar a mãe de Angélico Vieira no valor comercial que duas viaturas supostamente dadas à troca pelo BMW 635 tinham em 28 de novembro de 2008.

De referir que os crimes de burla qualificada e abuso de confiança foram absolvidos. Segundo o Correio da Manhã, o advogado de Augusto Vieira vai recorrer da decisão.

 

 

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita.Apple Store Download Google Play Download

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

ATV News