fbpx
TVI Cristina Ferreira SIC

Cristina Ferreira usou esquema na SIC para pagar menos impostos

Cristina Ferreira
Instagram

Para não pagar tantos impostos, Cristina Ferreira dividiu o contrato que a ligou à SIC em duas metades. Uma delas, em nome da apresentadora. A outra, em nome da Amor Ponto, Lda., empresa que detém em conjunto com o pai.

Segundo denunciou o grupo Impresa, num texto ao qual o jornal Correio da Manhã teve acesso, Cristina Ferreira pediu para que uma fatia maior do salário que auferia na SIC lhe fosse pago, “por razões fiscais”, através da empresa que detém com o progenitor, António Ferreira.

No mesmo documento, emitido depois de a apresentadora contestar o processo judicial que o grupo da família Balsemão interpôs contra ela, é referido que o contrato com Cristina tinha uma alínea em destaque: só poder rescindir no caso de incumprimento da outra parte, algo que a SIC acredita nunca ter feito. Por isso, pede uma indemnização avaliada em cerca de 20,2 milhões de euros.

De recordar que Cristina Ferreira rescindiu com a SIC em julho de 2020. Apresentou ‘O Programa da Cristina’, pela última vez, no dia 17 desse mesmo mês. A 20, o canal estreou o ‘Casa Feliz’ com a dupla que ainda se mantém: Diana Chaves e João Baião.

Leia também: Fã de Cristina Ferreira aponta mau exemplo em fotografia de Ruben Rua

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News