fbpx
Big Brother TVI

Comissão faz queixa ao Ministério Público contra Bruno de Carvalho por violência doméstica

Bruno De Carvalho, Big Brother Famosos
Instagram

O comportamento de Bruno de Carvalho com Liliana Almeida tem dado que falar fora do programa da TVI e levou a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género a apresentar queixa ao Ministério Público.

Bruno de Carvalho tem dado que falar nos últimos dias fora do ‘Big Brother Famosos’, e depois de várias figuras públicas terem partilhado o seu desagrado nas redes sociais, a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG) anunciou, este domingo, dia 13 de fevereiro, que apresentou uma queixa ao Ministério Público pelo “comportamento ameaçador” de Bruno de Carvalho para com Liliana Almeida.

“A Comissão para a Cidadania e igualdade de Género (CIG)  teve conhecimento de vídeos amplamente divulgados nas redes sociais que são retirados do programa televisivo Big Brother, em exibição pela TVI, onde se pode assistir ao comportamento ameaçador do concorrente Bruno de Carvalho para com a sua namorada, a concorrente Liliana, chegando inclusive a agarrar o seu pescoço de forma indelicada e evidentemente desconfortável”, explica a comissão num comunicado publicado no site.

“No cumprimento das suas competências, a CIG notificou a TVI no sentido de que esta estação televisiva tome de imediato as necessárias diligencias no sentido de pôr termo a esta situação, suscetível de configurar a prática de crime público de violência doméstica, na forma psicológica e física. “Informa-se ainda que, a CIG apresentou já uma denúncia junto do Ministério Público sobre os factos acima relatados”, lê-se ainda.

Sandra Ribeiro, presidente da CIG, revelou que tentou contactar a TVI para debater o comportamento do concorrente, mas que “até agora não obtivemos resposta”.

Leia também: Jaciara Dias vai processar Bruno de Carvalho: “Foi acionado os advogados…”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

1 Comentário

Clique aqui para comentar

  • É de lamentar que seja uma Comissão de defesa de igualdade de gênero, seja a mesma, a provocar a desigualdade.
    Esperemos que efetivamente seja feita justiça e no final se exijam as responsabilidades devidas.

ATV News

<>