fbpx
TVI

Cláudio Ramos fala sobre a homossexualidade: “Ser gay não é uma escolha, é uma característica”

Claudio Ramos

Cláudio Ramos é homossexual e pretende que pessoas com essa mesma “característica” entendam que são mais fortes “do que a maldade criminosa de outros”.

Cláudio Ramos aproveitou o espaço que lhe está reservado semanalmente na revista TV Mais para publicar um texto a que deu o título de “… a propósito de se ser gay”.

Ser gay não é uma escolha. Não é uma opção. E não é algo que tenha de ser aceite ou tolerado pela grande maioria, da mesma forma que nascer com cabelos castanhos, cabelo loiro, dois braços e cinco dedos também não tem de ser aceite ou tolerado. Ser gay é uma característica e é assim que deve ser visto“, escreveu logo no primeiro parágrafo.

Quem é gay, graças à ignorância de muitos, tende a sentir-se culpado naquilo que é a sua natureza e, por isso, em muitos contextos vive escondido com medo – e muitíssimas vezes terror – que se descubra ou desconfie. Nunca gostei da expressão assumir-se ou sair do armário porque ninguém tem de assumir coisa nenhuma nem está metido num armário à espera que se abra uma porta. Ser gay vai além da sexualidade. É preciso que se entenda isso“, referiu.

Cláudio Ramos disse ainda que espera que quem o lê possa compreender que é mais forte do que a “maldade criminosa” dos outros e sublinhou que é sua obrigação “denunciar todos os atos de homofobia absurdos que se veem todos os dias de forma encapotada“. “Também os vivi e se não os vivencio agora é porque tenho a noção plena que sou um privilegiado na forma como tive a capacidade individual de gerir tudo“, explicou.

Leia também: Cláudio Ramos desfaz-se em elogios a Tony Carreira: “Uma pessoa de quem orgulho tanto de ser amigo…”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>