fbpx
TVI

Cláudio Ramos lembra que já foi atacado por humoristas mas que agredir não é solução

Cláudio Ramos
Instagram

Cláudio Ramos ficou indignado com a agressão de Will Smith a Chris Rock, na cerimónia de entrega dos Óscares, e é da opinião de que este deveria perder a distinção.

“Numa altura em que a violência está no ar que cada um de nós respira, que se luta para se evitar e não se alimentar, assistir a um ator a dar um murro num apresentador porque este fez uma piada – sobre um assunto que poderá ser discutível para alguns – e ainda assim receber um Óscar, é um péssimo exemplo”, escreveu na rede social Instagram.

“Nem a mulher dele precisaria desta mostra de super macho, nem do que disse aos berros da boca para fora em plena cerimónia, nem a sua ação vai a favor de coisa alguma. Pior, foi ver uma academia cúmplice e serena como se o normal fosse «ou dizes o que eu gosto ou então levas um murro na cara»…”, lamentou.

“Depois falam de paz, de tolerância, de calma e preocupam-se com o mundo em discursos emocionados, quando não conseguem resolver o que está ao seu alcance! Óbvio que, de forma exemplar, o Óscar não lhe devia ter sido entregue. Ou melhor, deveria ser retirado já! Prefiro uma boa pessoa a um bom ator”, acrescentou Cláudio Ramos.

“Tirem-lhe o Óscar. Até porque o filho veio dizer publicamente «na minha casa, as coisas resolvem-se assim!». Claro! Na cerimónia, como na vida. Não vos dá que pensar!?”, questionou.

Por fim, Cláudio Ramos recordou que, nas últimas duas décadas, já foi muito visado por “humoristas, pseudo-humoristas, cronistas, pseudo cronistas e idiotas”, mas nunca achou que “espetar um murro na cara de algum deles resolvia a situação”.

Leia também: Cláudio Ramos revela os seus 3 concorrentes favoritos no Big Brother Famosos

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News

<>