TVI

César e mãe de Gabriela em grande discussão na gala

Gabriela foi a primeira concorrente a ir ao confessionário. Manuel Luís Goucha começou por falar de César e da ausência de notícias do seu namorado. Mas esta noite, a algarvia recebeu uma carta do namorado.

Começou por confessar que valeu a pena ter participado na Casa dos Segredos. Entretanto o apresentador pediu para que lesse a carta que César lhe tinha escrito. «Gabriela, não me manifestei até agora porque o que temos para falar não dá para escrever numa frase de avião. Tem sito muito difícil, mas quero apenas dizer-te para te divertires. Não chores e não nos exponhas mais com palavras tão feias e cruéis por favor. Aproveita e mostra o melhor de ti.», foi a mensagem escrita por César para a sua namorada.

A concorrente afirmou de seguida «Acho que não diz nada. Eu queria uma palavra de força!», queixou-se. Dando o exemplo do que aconteceu na gala passada. «Ele mandou um grito ao Rui de força! E a mim não foi capaz de o fazer, eu só precisava de força, mais nada».

O apresentador falou de seguida com o algarvio. César afirmou que a namorada tem «uma estranha forma de amar. Alguém que diz que eu prefiro vê-lo morto a vê-lo feliz com outra pessoa (…) A Gabriela disse coisas horríveis, contou histórias que aconteceram de forma inversa, em que os papeis estavam completamente invertidos. Chamou-me todos nomes e mais alguns, tratou-me tão mal ou pior ainda quando estava na casa.», defendeu-se.

Delfina, mãe de Gabriela, foi chamada a comentar e aproveitou para defender a sua filha. «Para já, esta mensagem, para mim é blá blá blá. As mensagens que ele me tem mandado blá blá blá. (…) É pena não terem entregue a minha carta, já mandei uma longa carta à minha filha há mais de 1 mês e ainda não lhe entregaram. Tenho muito pena. Isto que lhe entregaram agora não é nada», começou por contar. Atacando César de seguida «Durante 6 semanas pelo menos, o César humilhou, tratou abaixo de cão a minha filha. Ele não se lembra disso, e as pessoas também não. Agora só se lembram porque ela chamou animais, estúpido e outras coisas. Ela já tinha sido humilhada muitas de vezes. Milhões de pessoas viram ela a chorar, ele deixá-la, depois de espicaçá-la, a chorar atrás dos arbustos, dos moveis, porque ela ia se esconder para chorar. Ele ia-se embora, e ia rir e bailar com os outros e deixava ali, que é o que ele faz cá fora, sempre fez».

Manuel Luís Goucha, não quis alimentar muito a discussão, mas deixou César responder a Delfina «Não tenho sido só ofendido pela Gabriela, mas até pela própria mãe. A única mensagem que deixei à Delfina, e que deixo a Portugal inteiro, é informando-lhe que não quero mais trabalhar com ela, e que não faço mais parte da marcha.», afirmou. Logo de seguida atacou-a «Quis falar com ela diretamente, porque sou uma pessoa frontal, mas há pessoas que não o são, preferem enxovalhar e chamar nomes, mas eu felizmente, tenho uma outra educação e aquilo que eu sou, sou o espelho da educação que tive, a Gabriela é o espelho da educação que teve.», terminou.

Delfina não se calou e esclareceu «As mensagens estão no meu telemóvel, sem uma resposta da minha parte. Eu não respondi a nenhuma mensagem que ele mandou, isso é mentira!».

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

ATV News