fbpx
TVI Big Brother

Bruno Almeida do ‘Big Brother’ esteve preso na Indonésia

Big Brother, Bruno Almeida, Cristina Ferreira
TVI

Bruno Almeida, um dos mais polémicos concorrentes do ‘Big Brother’, já viveu momentos de grande tensão, tendo mesmo sido preso na Indonésia.

Bruno Almeida é um homem de causas, mas o concorrente do ‘Big Brother’ já viveu momentos de grande tensão, tendo mesmo sido preso na Indonésia.

Na entrada para a casa mais vigiada do país, o jovem garantiu que nunca ninguém tinha saído por cima numa discussão com ele, mas desde que lá chegou já se envolveu em vários confrontos. Em conversa com alguns colegas, Bruno Almeida revelou alguns momentos em que entrou em conflito com a própria família. Um deles foi a sua entrada no ‘Big Brother’.

Família reprova entrada no ‘Big Brother’ 

Não há uma pessoa na minha família que tenha ficado megafeliz por eu estar aqui. A minha mãe, por exemplo, passou-se. Os meus pais não gostam disto”, disse, acrescentando que a reação da mãe não foi das melhores. “Ela disse-me: Quando tu fizeste aquela brincadeira, que eu não queria que entrasses, não tinhas de entrar.” Esta situação causou tristeza no concorrente do ‘Big Brother‘.

Contudo, a reação do pai — com quem tem uma relação mais distante —, que lhe fez um pedido. “Ligou-me e disse-me: A única coisa que te vou dizer é vai se queres, mas que sejas um motivo de orgulho e não de embaraço”. Mas Bruno, crê que os pais não estão a gostar de o ver. “Acho que desde que entrei não parei de ser um motivo de embaraço, o facto de falar abertamente da homossexualidade, de defender as causas, tudo deveria ser um orgulho, os meus pais devem estar a achar que estou a deitar a minha vida pelo cano abaixo.”

Preso na Indonésia

Porém, esta não foi a primeira vez que Bruno Almeida entrou em conflito com a família. “Quando ele se expôs, por causa do que levou à Assembleia da República, os pais também não queriam que o fizesse”, contou uma fonte à Tv Mais. O arquiteto passou por momentos menos bons e um deles foi quando esteve preso na Indonésia, sem ter culpa.

O concorrente do ‘Big Brother‘ esteve no país por algumas semanas, em trabalho, e num episódio que considera “muito estranho”, pediram-lhe 900 euros. Como não aceitou pagar, acabou preso. Uma chamada para o patrão ajudou-o na libertação. “Ele lá conseguiu um primo que conhecia alguém na polícia”, contou. Mas não se livrou de ficar cerca de 48 horas numa cela. “Queriam que pagássemos o que eles pediam”, admitiu.

Leia também: Big Brother. Bruno Almeida tem missão secreta? Produção deixa microfone ligado no confessionário

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News