fbpx
TVI Big Brother

Big Brother: Pedro Crispim reage após ser insultado na casa: “Senti pena daquelas pessoas…”

Big Brother Joana Diniz Pedro Crispim Helena Isabel

Helena Isabel, Joana Diniz, Teresa e Rui Pedro criticaram e insultaram Pedro Crispim durante um jogo lançado pelo ‘Big Brother’. O comentador já reagiu aos ataques.

Após várias dicas de alguns colegas do ‘Big Brother’, Helena Isabel disse: “Vive em Lisboa, parece um canário, canta mal… É uma personagem, enorme… Que se acha?“.

Ele achasse uma estrela“, afirmou Joana Diniz. “É ressabiado“, atirou Teresa.

Mais tarde e já sabendo de quem se tratava, Helena Isabel disse: “Eu acho que é um homem bonito, mas aquilo que diz e tudo mais, transforma-o numa pessoa feia. É o Crispim. (…) Eu não conheço o interior dele, aquilo que demonstra é uma falta de tudo.

Saiba mais aqui.

Pedro Crispim reage aos insultos dos concorrentes do Big Brother

No final da noite de ontem, Pedro Crispim reagiu aos insultos.

Quando assisti ao vídeo, não fiquei admirado, acho que era previsível o rumo… Mas hoje senti pena daquelas pessoas. A dor identifica e procura conforto na dor do outro. E dentro da casa existe gente muito magoada com as suas vidas, com a sua realidade e pior, consigo!“, escreveu Pedro Crispim na rede social Twitter, colocando ainda um desabafo.

Leia na integra o desabafo do comentador do ‘Big Brother’:

“Cresci chegando aos 106kg com 16 anos. Partilhei os meu dias com o preconceito, fiz o meu caminho tendo estes comentários e muitos outros como barulho de fundo, a cada passo, a cada gesto ou palavra.

Nunca perdi o foco, e os meus sonhos foram sempre mais fortes e sólidos que o medo que pudesse eventualmente sentir, tornando-me resiliente e levando comigo somente aquilo que me acrescenta, mas nem todos o conseguem fazer. Lamento que com tudo o que está a acontecer no Mundo, continuem a existir gestos, palavras, olhares e expressões preconceituosas a ver a luz do dia.

Decepcionado ao se continuar a utilizar a sexualidade como arma para tentar atacar ou rebaixar alguém.

Triste não por mim, mas acima de tudo, assusta-me que isto aconteça diante dos olhos daqueles que serão o futuro deste país, o meu sobrinho e outras tantas crianças e jovens, que poderão ser influenciados e outros tantos, que irão sentir essa violência na pele sendo os mesmos gays ou tendo algum complexo ou insegurança.

Lamento que estas palavras e atitudes tenham a televisão como montra, sendo o seu volume e impacto ainda maior. No final de contas cada um acrescenta aquilo que consegue, nada mais!”

Veja o tweet de Pedro Crispim:

Leia também: Big Brother: Bruno Savate recebe aviso do exterior: “Portugal vê tudo”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News