TVI

ANACOM contra a compra da TVI pela Altice

A Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) entregou esta segunda-feira à Autoridade da Concorrência (AdC) o seu parecer em relação à compra da Media Capital por parta da Altice. A reguladora das comunicações em Portugal revelou que esta aquisição irá provocar «entraves significativos à concorrência efetiva nos vários mercados de comunicações eletrónicas, com prejuízo em última instância para o consumidor final».

No mesmo comunicado, a reguladora liderada por João Cadete de Matos salienta ainda que a empresa resultante da concentração poderá «encerrar, total ou parcialmente, o acesso dos operadores concorrentes aos seus conteúdos e canais de televisão e de rádio, bem como ao seu espaço publicitário», acrescentando, ainda, que tem a possibilidade de “utilizar informação sensível ou confidencial dos concorrentes em seu benefício, nomeadamente no âmbito das campanhas de publicidade”. A mesma entidade alerta outra consequência como a «menor transparência nos preços praticados no serviço de TDT internamente (à TVI) e externamente (aos restantes operadores de televisão), dificultando a análise e verificação do cumprimento das condições regulamentares impostas neste âmbito». A Altice poderá também «impedir os operadores alternativos de fornecer serviços na gama “760” à TVI, nomeadamente para televoto».

Relembre-se que a compra da Media Capital, dona da TVI, por parte da Altice remonta a 14 de julho deste ano num valor estimado de 440 milhões de euros, dois anos após a compra do operador MEO.

 

 

 

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close