fbpx
TVI

Ana Marta Contente de ‘Festa é Festa’ revela “inferno” vivido na escola

Atriz Ana Marta Contente

Ana Marta Contente, a Betinha da novela ‘Festa é Festa’, da TVI esteve à conversa com Manuel Luís Goucha e não conteve as lágrimas ao falar da sua infância na escola.

Manuel Luís Goucha recebeu no seu programa das tardes da TVI, Ana Marta Contente, a Betinha da novela da TVI ‘Festa é Festa. A atriz não conteve as lágrimas ao falar da sua infância na escola.

Ana Marta Contente abriu o coração ao apresentador e confessou que passou “oito anos horríveis” devido ao comportamento que os colegas tinham com ela. Durante a conversa, a atriz foi surpreendida por mensagens de algumas amigas e também de uma professora da faculdade. “A última menina que apareceu foi a minha melhor amiga no jardim de infância e depois eu mudei de escola. Tive uns oito anos horríveis”, disse emocionada.

“Quando eu fui para o 9.º ano, conheci estas pessoas que são umas pérolas. Ter amigos e arranjar amigos a sério é uma coisa muito difícil. Tive muita sorte”, contou, em lágrimas. Manuel Luís Goucha questionou Ana Marta Contente se tinha sido vítima de bullying. E a atriz falou do inferno que viveu quando era criança.

“Eu não diria bem bullying, porque não era diretamente. As únicas ocasiões em que me disseram diretamente acabaram em discussões. Estás a ver quando dois miúdos andam à porrada e fica tudo à volta? Isso aconteceu-me, mas sem a porrada. O que acontecia era muito por trás. Havia um esforço comum para tudo o que eu fizesse correr mal. E era a partir das pessoas mais próximas de mim. Isso é que custava mais”, revelou.

E acrescentou: “Sempre que eu conhecia alguma pessoa nova, sempre que eu me aproximava de alguém, a primeira coisa que me diziam era ‘ah, afinal, tu não és como dizem’.”

Manuel Luís Goucha quis saber se a atriz escondida o que passava na escola ou se partilhava em casa com os pais. “Durante muito tempo, ninguém se apercebeu do que é que se estava a passar e nem eu sabia o impacto que tinha em mim. Mas quando tu não lidas com as coisas, elas vêm cá para te obrigar a tratar delas”, concluiu, de lágrimas no rosto.

Veja o vídeo aqui.

Leia também: Carolina Patrocínio arrasa em dança atrevida e escaldante: “A pegar fogo”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News