fbpx
SIC

Rui Vilhena elogia escolha de Aguinaldo Silva para “Laços de Sangue”

Depois de arrancarem as gravações da sua mais recente produção, o argumentista tem sido presença assídua na imprensa. Como não podia deixar de ser, também a revista ANA chegou à fala com Rui Vilhena.

 

Foi em declarações a esta publicação que o conceituado autor explicou o surgimento de Malmequer: “Foi quando estava a escrever os Olhos nos Olhos que surgiu a espinha dorsal desta novela. É uma história de mulheres fortes e de coragem, com histórias que se aproximam muito da vida das pessoas. O público vai identificar-se com a novela. É real, é a vida como ela é”, frisou.

E quais serão as personagens que causarão maior ódio nos portugueses? “A Fernanda Serrano é a grande vilã, mas a personagem do Pedro Granger é terrível e a da Dalila do Carmo é insuportável”, destacou Rui Vilhena, explicando ainda o porquê de todos os seus trabalhos começarem com um grande acontecimento: “Como regra. Se não prendermos a pessoa logo aí, não é depois que o vamos fazer. Daí, que os meus primeiros episódios levam muito tempo a escrever”.

A terminar, o autor de sucessos como Ninguém como tu ou Tempo de Viver elogiou a escolha de Aguinaldo Silva para supervisionar a nova trama de Carnaxide: “Acho óptimo. O conhecimento existe para ser dividido. Essa novela vai estrear antes da minha, a concorrência é sempre boa e exige mais de mim. Sou muito amigo do Aguinaldo, ele é um autor que admiro e acho que a vinda dele é positiva”, concluiu.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>