fbpx
SIC

Rui Santos recorda agressão na SIC: “É para me tentar calar, não vou ceder”

Rui Santos, Sic, Cnn Portugal
Facebook

Rui Santos, comentador desportivo, esteve à conversa com Júlia Pinheiro esta sexta-feira, dia 28 de maio. Durante a entrevista, o jornalista recordou uma agressão física que sofreu no parque de estacionamento da SIC.

Esta sexta-feira, 28 de maio, Rui Santos foi convidado de Júlia Pinheiro para uma entrevista no programa das tardes da SIC – ‘Júlia’. Durante a conversa o comentador falou do seu trabalho no canal de Paço de Arcos, e a certa altura acabou por recordar um episódio negativo que viveu no parque de estacionamento da estação.

Na SIC aconteceu-me uma coisa giríssima. Quando começava a comentar futebol as coisas corriam muito bem, as audiências eram ótimas, de repente comecei a ganhar gosto com as coisas da televisão. Faço uma coisa em contramão com aquilo que é normal. O futebol desperta emoções, as pessoas perdem a cabeça, defendem o seu clube e eu tive uma coisa sempre que é tentar racionalizar o futebol. É um exercício muito complicado“, começou por dizer Rui.

O jornalista e comentador garante que tenta acima de tudo ser independente nos seus comentários: “Nunca facilitei. Fui independente a qualquer poder ou clube. Tenho simpatia pelas ideias e posturas e levo isso muito a sério. Não aceitar convites para passar férias, aceitar almoços e jantares grátis. Foi o caminho que escolhi“.

No decorrer da entrevista, Rui acabou por recordar um episódio que aconteceu no ano 2008 no parque de estacionamento da SIC, onde foi vítima de uma agressão. “Agrediram-me… do outro lado da rua. Quem fez isto ou mandou fazer é para me tentar calar, eu não vou ceder. Aguento tudo, só não aguenta o tal futebol bandido“, revelou.

Leia também: Em lágrimas, Rui Santos pede desculpa às mulheres “da sua vida”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News