SIC

Rodrigo Guedes de Carvalho relembra perda insuperável

Foi precisamente há um ano que Rodrigues Guedes de Carvalho perdeu o seu fiel companheiro de quatro patas. Nesta quarta-feira, dia 17 de abril, o jornalista da SIC relembra a forma como se despediu do seu cão Spike.

“Pouco antes de entregar o meu cão ao fogo que o terá levado a um qualquer céu, coloquei um dos meus livros junto ao seu corpo”, começou por escrever Rodrigo Guedes de Carvalho no perfil de Instagram, referindo-se à obra A Casa Quieta.

“Pensei, no desespero, que me sentirá sempre junto a si. Foi há um ano. Foi ontem, não me habituo”, continuou o pivô do Jornal da Noite na legenda de uma fotografia que mostra a dedicatória que fez a Spike antes da sua partida.

6
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
Ana bacelarCarla Sofia SalasAnaRosi TavaresAna Soares Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
João Natário
Visitante
João Natário

Lamento a perda porque já passei pelo mesmo e todos os dias beijo a foto do meu menino quando saio de casa pela manhã. O menino dele não era melhor companheiro que o meu. Ainda hoje choro a sua morte e já lá vão mais de 20 anos. Faleceu nos meus braços. Casos iguais são milhentos e não conhecidos mas, como não somos conhecidos…Ha coisas que devem ficar apenas no nosso coração. Para bom entendedor meia palavra basta.

Ana Soares
Visitante
Ana Soares

João,que azedo…
Deixe lá o Rodrigo partilhar o que quiser…
Até com os animais fazem competição ( o dele não era melhor que o meu ).
Com certeza que o seu amigo de 4 patas não o queria ver assim,tipo limão.
Cumprimentos

Ana bacelar
Visitante
Ana bacelar

João Natario, o Rodrigo é gigante….pensei q tinha percebido q além de homenagear o Spike, o seu exemplo leva a uma maior consciencialização dos direitos dos animais!

Rosi Tavares
Visitante
Rosi Tavares

Credo Sr. João Natário esse seu comentário foi um pouco infeliz…Era desnecessário dizer que o seu cão era melhor que o do Rodrigo,ou pelo menos guardava esse pensamento só para si.O homem partilhou um momento da vida particular e qual é o problema?Por ser figura pública não pode ser “normal”?Partilhou algo ternurento e assinalou uma data que nunca esquecerá. Tente ser menos azedo porque a vida é curta…viva ás memórias que nunca se esquece.

Ana
Visitante
Ana

Sei bem o que é esse sentimento já perdi amigos desses não um cão esse felizmente ainda o espero ter mais uns aninhos mas uns gatos adoraveis que tinha é uma dor e uma tristeza vermos partir os nossos bichinhos

Carla Sofia Salas
Visitante
Carla Sofia Salas

Sei bem o que isso é. É uma dor terrível. Insuportável. Eles fazem-nos tanta falta……é injusto mas é a vida. .,………para o mês que vem faz 1 ano que morreu o cão de uma nossa amiga e que o conhecíamos como se fosse nosso, vinha cá a casa, e em 15 dias uma doença terrível “devorou-o”, um cão com 8 anos e muitos mais para viver ainda………foi galopante! Foi no dia do meu aniversário…………..foi o presente mais amargo que tive…….. Foi muito triste……….. não tive parabéns………….só chorei, chorei, chorei e desejei que o dia acabasse depressa……………… não quero mais saber… Read more »

ATV News


Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close