SIC

Rodrigo Guedes de Carvalho relembra perda insuperável

Foi precisamente há um ano que Rodrigues Guedes de Carvalho perdeu o seu fiel companheiro de quatro patas. Nesta quarta-feira, dia 17 de abril, o jornalista da SIC relembra a forma como se despediu do seu cão Spike.

“Pouco antes de entregar o meu cão ao fogo que o terá levado a um qualquer céu, coloquei um dos meus livros junto ao seu corpo”, começou por escrever Rodrigo Guedes de Carvalho no perfil de Instagram, referindo-se à obra A Casa Quieta.

“Pensei, no desespero, que me sentirá sempre junto a si. Foi há um ano. Foi ontem, não me habituo”, continuou o pivô do Jornal da Noite na legenda de uma fotografia que mostra a dedicatória que fez a Spike antes da sua partida.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita.Apple Store Download Google Play Download

6
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
Ana bacelarCarla Sofia SalasAnaRosi TavaresAna Soares Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
João Natário
Visitante
João Natário

Lamento a perda porque já passei pelo mesmo e todos os dias beijo a foto do meu menino quando saio de casa pela manhã. O menino dele não era melhor companheiro que o meu. Ainda hoje choro a sua morte e já lá vão mais de 20 anos. Faleceu nos meus braços. Casos iguais são milhentos e não conhecidos mas, como não somos conhecidos…Ha coisas que devem ficar apenas no nosso coração. Para bom entendedor meia palavra basta.

Ana Soares
Visitante
Ana Soares

João,que azedo…
Deixe lá o Rodrigo partilhar o que quiser…
Até com os animais fazem competição ( o dele não era melhor que o meu ).
Com certeza que o seu amigo de 4 patas não o queria ver assim,tipo limão.
Cumprimentos

Ana bacelar
Visitante
Ana bacelar

João Natario, o Rodrigo é gigante….pensei q tinha percebido q além de homenagear o Spike, o seu exemplo leva a uma maior consciencialização dos direitos dos animais!

Rosi Tavares
Visitante
Rosi Tavares

Credo Sr. João Natário esse seu comentário foi um pouco infeliz…Era desnecessário dizer que o seu cão era melhor que o do Rodrigo,ou pelo menos guardava esse pensamento só para si.O homem partilhou um momento da vida particular e qual é o problema?Por ser figura pública não pode ser “normal”?Partilhou algo ternurento e assinalou uma data que nunca esquecerá. Tente ser menos azedo porque a vida é curta…viva ás memórias que nunca se esquece.

Ana
Visitante
Ana

Sei bem o que é esse sentimento já perdi amigos desses não um cão esse felizmente ainda o espero ter mais uns aninhos mas uns gatos adoraveis que tinha é uma dor e uma tristeza vermos partir os nossos bichinhos

Carla Sofia Salas
Visitante
Carla Sofia Salas

Sei bem o que isso é. É uma dor terrível. Insuportável. Eles fazem-nos tanta falta……é injusto mas é a vida. .,………para o mês que vem faz 1 ano que morreu o cão de uma nossa amiga e que o conhecíamos como se fosse nosso, vinha cá a casa, e em 15 dias uma doença terrível “devorou-o”, um cão com 8 anos e muitos mais para viver ainda………foi galopante! Foi no dia do meu aniversário…………..foi o presente mais amargo que tive…….. Foi muito triste……….. não tive parabéns………….só chorei, chorei, chorei e desejei que o dia acabasse depressa……………… não quero mais saber… Read more »

ATV News