SIC

Quem Quer Namorar com o Agricultor?: João Bettencourt e Ivo revelam passado de tragédias

Instagram

Estreado no passado domingo, o Quem Quer Namorar com o Agricultor? já tem um diário transmitido. Neste primeiro episódio foi possível ver alguma conversa séria entre os agricultores e as candidatas ao seu coração. Os concorrentes estiveram a falar sobre os seus passados e ficou-se a saber que, alguns, tiveram vidas realmente difíceis.

É o caso, por exemplo, de João Bettencourt. O açoreano de 21 anos confessou já ter passado por algumas coisas na vida sendo as negativas as que mais se recorda. “Perdi a minha mãe quando era criança. Logo a seguir perdi a minha madrinha, que era a minha segunda mãe. Depois tive cancro. Comecei a sentir dores mais ou menos com 18 anos. Mal conseguia dormir, respirar doía-me. Mesmo sem me mexer, doía-me constantemente. Foi aí que fui diagnosticado com um tumor no rim esquerdo. O tumor tinha 20 centímetros e pesava 4,5 kg. Removeram-me o rim por completo. No início foi um pouco difícil. A quimioterapia enfraquecia-me cada vez mais, tratamento após tratamento. Foram momentos muito difíceis que tive de passar”, contou o jovem agricultor perante o olhar emocionado de uma das candidatas.

Também a conversa entre Ivo e Patrícia acabou por revelar algumas curiosidades sobre o passado do agricultor. A jovem quis saber mais sobre a ligação que ele tem com a mãe e Ivo não poupou nas explicações: “Esta ligação vem desde miúdo. Quando o meu pai se matou, eu fiquei só com a minha mãe. Foi ela que me criou, que me deu tudo. Eu às vezes penso: ‘Como vai ser, se ela me faltar?’. Foi mãe e foi pai. Fez de tudo por mim. Sou muito ligado à minha mãe e ao meu padrasto. Posso dizer, com muito orgulho, que ele é meu pai. Ajudou-me muito”, rematou visivelmente emocionado. Patrícia também acabou por não conter as emoções e comentou: “A tua mãe deve ter muito orgulho em ti”. O agricultor ainda fez mais revelações acabando por contar que terá sido o padrasto a ajudá-lo a livrar-se de um grande problema: o álcool. “Embebedava-me que nem uma besta. O meu padrasto perguntou-me se era aquilo que eu queria, se era assim que eu queria arranjar uma mulher. Eu pensei nas palavras dele. Ele ajudou-me muito”, concluiu.

ATV News


Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close