SIC

Quem Quer Namorar com o Agricultor?: João Bettencourt e Ivo revelam passado de tragédias

Instagram

Estreado no passado domingo, o Quem Quer Namorar com o Agricultor? já tem um diário transmitido. Neste primeiro episódio foi possível ver alguma conversa séria entre os agricultores e as candidatas ao seu coração. Os concorrentes estiveram a falar sobre os seus passados e ficou-se a saber que, alguns, tiveram vidas realmente difíceis.

É o caso, por exemplo, de João Bettencourt. O açoreano de 21 anos confessou já ter passado por algumas coisas na vida sendo as negativas as que mais se recorda. “Perdi a minha mãe quando era criança. Logo a seguir perdi a minha madrinha, que era a minha segunda mãe. Depois tive cancro. Comecei a sentir dores mais ou menos com 18 anos. Mal conseguia dormir, respirar doía-me. Mesmo sem me mexer, doía-me constantemente. Foi aí que fui diagnosticado com um tumor no rim esquerdo. O tumor tinha 20 centímetros e pesava 4,5 kg. Removeram-me o rim por completo. No início foi um pouco difícil. A quimioterapia enfraquecia-me cada vez mais, tratamento após tratamento. Foram momentos muito difíceis que tive de passar”, contou o jovem agricultor perante o olhar emocionado de uma das candidatas.

Também a conversa entre Ivo e Patrícia acabou por revelar algumas curiosidades sobre o passado do agricultor. A jovem quis saber mais sobre a ligação que ele tem com a mãe e Ivo não poupou nas explicações: “Esta ligação vem desde miúdo. Quando o meu pai se matou, eu fiquei só com a minha mãe. Foi ela que me criou, que me deu tudo. Eu às vezes penso: ‘Como vai ser, se ela me faltar?’. Foi mãe e foi pai. Fez de tudo por mim. Sou muito ligado à minha mãe e ao meu padrasto. Posso dizer, com muito orgulho, que ele é meu pai. Ajudou-me muito”, rematou visivelmente emocionado. Patrícia também acabou por não conter as emoções e comentou: “A tua mãe deve ter muito orgulho em ti”. O agricultor ainda fez mais revelações acabando por contar que terá sido o padrasto a ajudá-lo a livrar-se de um grande problema: o álcool. “Embebedava-me que nem uma besta. O meu padrasto perguntou-me se era aquilo que eu queria, se era assim que eu queria arranjar uma mulher. Eu pensei nas palavras dele. Ele ajudou-me muito”, concluiu.

ATV News