fbpx
SIC

Primo de Rogério Samora teme reação do ator: “Ele não vai querer viver incapacitado”

Rogério Samora
Instagram

Rogério Samora continua internado nos cuidados intensivos, desde o passado dia 20 de julho, com um “prognóstico reservado”.

Rogério Samora continua internado há mais de um mês no Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca, mais conhecido como Hospital Amadora Sintra, depois de sofrer uma paragem cardiorrespiratória.

À TV Guia, o primo Carlos Samora confessou que “está tudo na mesma”. “Não está fácil, já passou muito tempo, mas vamos ser otimistas. Enquanto os médicos nos continuarem a dizer que a recuperação é possível, temos de acreditar e manter a esperança”, adiantou.

Ainda assim, Carlos teme a reação do ator de ‘Amor Amor’, ao saber que pode ficar com mazelas para o resto da vida. “Acho que ele não vai querer viver incapacitado. Da forma como o conheço, se isso acontecer, vai ser uma revolta enorme e vai ser muito complicado”, disse.

O neurocirurgião Bruno Lourenço Costa contou à mesma publicação que Rogério Samora terá um longo processo de recuperação e, o facto de estar em coma durante mais de um mês, mostra que é “uma situação grave”. “É necessário que seja capaz de respirar sozinho, de forma eficaz. A circulação também tem de funcionar de uma forma eficaz. Estando as funções vitais restabelecidas , existem condições para sair de coma e avançar para um vida autónoma”, explicou.

“Um mês nos cuidados intensivos, ventilado, em coma, só por si produz algumas alterações: muita perda de força muscular, as pessoas não conseguem caminhar sozinhas… Mas são consequências que revertem”, sublinhou ainda Bruno Lourenço Costa, acrescentando que “é um trabalho extremamente exigente” e que vai ter de contar com uma “recuperação de um ano ou mais”.

Leia também: Primo de Rogério Samora desabafa: “Nós continuamos a acreditar na sua recuperação”

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News