SIC TVI

Pressões da família Balsemão podem pôr em causa negócio Cofina/TVI

As empresas de media estão ‘doidas’, tudo por causa do negócio entre a Cofina e a Prisa, que irá permitir a concentração horizontal de órgãos de comunicação social. 

Agora, o SOL avança com os alegados jogos de bastidores de Pinto Balsemão para pôr travão à aquisição do grupo Media Capital pela Cofina. Esta não é (sequer) a primeira vez que o chairman do grupo Impresa se ‘movimenta’ contra negócios que envolvem a Media Capital, o mesmo já havia acontecido com a tentativa de aquisição por parte da Altice.

Francisco Pedro Balsemão, CEO do grupo dono da SIC e do Expresso, já tinha avisado que estava a acompanhar todo o processo Cofina/Prisa ao detalhe, no entanto, resolveu avançar com uma série de reuniões com as operadoras de comunicação para discutir as alterações no mercado dos media com a eventual criação do mega grupo Cofina/Media Capital.

O objetivo destes encontros passará por atrasar o processo de aquisição, nomeadamente junto da Autoridade da Concorrência, de forma a conseguir desvalorizar o principal ativo da Media Capital, a TVI.

Recorde-se que a eventual fusão entre a Cofina e  Media Capital significará a criação de um mega grupo de comunicação com valores de faturação bastante superiores aos do grupo Impresa. Juntos, Media Capital e Cofina tiveram, em 2018, um volume de negócios que ascendeu aos 270 milhões de euros, ao passo que o grupo Impresa teve uma receita de 172 milhões.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

ATV News