fbpx
Resumos SIC

Por Ti: resumo dos próximos episódios

Resumo de 23 a 27 de maio

Por Ti

 

Episódio 56

 

 

Destaques

Afonso passado, desabafa com a mãe. Ele acha que foi Mia que foi contar a Luísa que passaram a noite juntos. A mãe percebe que ele ainda gosta de Mia mesmo que ele desminta.

Bernardo tentar puxar umas calças de cabedal para cima, mas não passam das coxas. Debate-se e encolhe-se ao máximo, colocando-se em posições, cada uma mais estranha que a anterior. Constança entra no quarto, ressacada e mal vê Bernardo, faz logo menção de voltar a sair, mas detém-se quando o marido a chama. Bernardo lá consegue vestir as calças e mal respira. Pergunta o que acha do visual dele de manager, Constança não tem paciência e diz que ele fica ridículo. Bernardo diz que ela está sempre a deitá-lo abaixo. Diz que vai conseguir que a filha lance um álbum ainda este ano.

Afonso termina um telefonema e está contente porque os administradores da construtora Jones leram o dossier sobre a sua proposta e ficaram interessados. Luísa chega e corta-lhe a conversa, pergunta a Afonso porque ele lhe mentiu. Afonso conta o que se passou e Luísa pergunta se ele gosta dela. Afonso tenta aproximar-se e diz que não volta a mentir-lhe, não teve intenção de a magoar, só não contou para ela não ficar chateada. Consegue dar-lhe a volta e Luísa cede.

Renata está furiosa porque vai ter de olhar para a proposta de Afonso e a administração quer começar as obras o quanto antes, tem de voltar para Rio Meandro. Nuno diz que não volta com ela. Renata fica ainda mais irritada.

Mia e Paulo estão a catalogar produtos. Mia muda as etiquetas com códigos de barra que estão numa das estantes. Paulo, distante, vai lhe passando as novas etiquetas e Mia repara que ele lhe deu uma etiqueta de gel de banho para colar numa garrafa de vinho. Mia uma recebe chamada anónima, mas é Amélia que disfarça a voz e diz-lhe que o ponto fraco de Rui são tacos mexicanos que embora adore, quando come fica dois dias de cama. Diz para usar a informação como ela quiser. Mia ri-se, diz que a pessoa que lhe ligou deve ser doida. Paulo continua estranho e Mia repara, ele diz que não acha graça a esses telefonemas.

Constança fica feliz pela amiga quando Mónica conta que ela e Paulo se entenderam. Mónica pergunta se Constança vai votar em Rui, mas ela não quer falar disso com ela. Bernardo vem trazer uma salada às duas e diz a Mónica que é manager da banda de Rita, Constança goza com a figura dele e deixa cair um garfo. Pede a Bernardo para apanhar e ele irritado, tenta baixar-se, mas não consegue, esforça-se mais um pouco e ao baixar-se e pegar no garfo, ouve-se o som do tecido das calças de Bernardo a romper e surge um rasgão na zona do rabo. Constança ri-se às gargalhadas. Mónica fica atrapalhada e disfarça a vontade de rir. Bernardo pega num guardanapo, tapa o traseiro com ele e sai para zona dos quartos de cabeça erguida com as duas a rir.

Paulo sente-se culpado e desabafa com Dieter sobre o seu envolvimento com Helena. Dieter acha que apesar de terem passado 20 anos, ele não tem as coisas resolvidas com Helena e ainda tem sentimentos por ela, mas Paulo não quer ver isso, consumido pela culpa.

Rui só fala da campanha e que quer que Helena apareça mais vezes ao seu lado nos comícios. Repara pela primeira vez que Helena não o ouve. Ela fica ainda mais alheada com a mensagem que recebe de Paulo a dizer que precisam de falar e responde a Rui como se não tivesse ouvido nada do que ele diz. Rui quer saber o que se passa e Helena descontrola-se, diz-lhe que está farta, ele não percebe do que ela está farta e ela disfarça, diz que às vezes precisa só de estar a almoçar em silencio sem ouvir falar de Mia nem da campanha.

Tó está na tasca e comprou um ramo de girassóis para dar à mãe que pousou no balcão. Amélia entra e acha que são de Matias para ela, diz que não é com flores que compra o seu voto. Matias não se desmancha e Tó diz que ele lhe deve trinta euros, ao que Matias disfarça e diz que sim, referindo-se a um arranjo de um rádio que não aconteceu. Tó fica irritado por ter de ir novamente à florista.

Eugénio e Hilário estão à conversa, Eugénio não lhe diz em quem vai votar. Hilário diz-lhe que a sua vida podia ter sido tão diferente se tivesse saído de Rio Meandro, mas Eugénio diz que não gosta de olhar para o passado.

Ofélia está de regresso a Rio Meandro e vai ao salão para dar um jeito ao cabelo. Armanda recebe-a e Ofélia fica à espera de Amélia. Fala que ter vendido a mercearia foi o melhor que fez, agora só quer viajar. Aproveita e rouba um shampoo e amaciador sem que Armanda veja.

Isabel serve o jantar e fala das sobremesas que fez. Simão quer saltar a oração para chegar mais rápido às sobremesas e Orlando brinca com ele. Simão conta à mãe que tem uma banda com Rita e que estão a ter muito sucesso. Orlando diz que quer assistir a um concerto e Isabel não percebe porque ele ainda não a convidou para vê-los. Simão fica admirado de que a mãe queira ir a um bar e Rita diz que está a adorar viver naquela casa sem castigos divinos.

Miguel reza na capela e pede ajuda a Deus enquanto come uma sandes de carne assada que o deixa embuchado e engasgado. Eugénio entra sem que ele dê conta e com o susto Miguel engole a comida. Eugénio vem saber como Miguel está e diz que acredita na inocência dele, mas Miguel diz para ele desaparecer e só aparecer para lhe dizer quem o tramou, acha que ele sabe. Neca chega e insiste com Miguel para ir à festa de Xana, pode ser que resolvas as coisas com Isabel que também vai estar.

Mia, irritada e indignada, fala da situação de ter ficado fechada com Afonso no salão e ter levado com Luísa a pedir satisfações, mas Tó Calhau só desconversa. Mia quer que Tó lhe dê um recado, que diga que não quer ter nada a ver com a relação dele com Luísa, mas Tó diz que não vai dar, despacha-a e diz que tem de fechar a oficina porque tem a festa da mãe.

Afonso passado, desabafa com a mãe. Ele acha que foi Mia que foi contar a Luísa que passaram a noite juntos. A mãe percebe que ele ainda gosta de Mia mesmo que ele desminta. Aconselha-o a ser sincero com ele mesmo e que um passado mal resolvido é uma sombra que pode vir a persegui-lo. Afonso diz que não há nada para resolver com Mia e quer ficar com Luísa. Helena sorri, sabe que no fundo ele está a mentir.

Nuno só reclama em voltar a Rio Meandro, Renata já não o pode ouvir diz que quando terminarem o que têm para fazer ali vão diretos para uma das cidades civilizadas do mundo e que por cada vez que ele se queixar, é mais um dia que ficam ali. Constança diz-lhes que os quartos estão prontos e pede desculpa pelo pequeno incidente com as abelhas, o que deixa Nuno indignado por ela usar a palavra “pequeno”.

Rita e Simão fazem várias poses para o telemóvel. Rita vê se alguma fotografia está boa e mostra-lhe a do beijo. Simão diz para não usar essa porque afasta as fãs.

(conclusão)

Tags
Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>