fbpx
Resumos SIC

Por Ti: resumo dos próximos episódios

Resumo de 30 de maio a 3 de junho

Por Ti

 

Episódio 63

 

 

Destaques

Amélia encontra o soutien vermelho no confessionário e inicia-se uma caça à dona do mesmo.

Afonso inicia projeto de circuitos de bicicleta em Rio Meandro.

Eugénio acorda e Renata conta que o beijou e pede para assumir publicamente que têm um relacionamento amoroso.

Tó envolve-se com Mary Louise.

Tó coloca em marcha plano para afastar Afonso e Luísa.

 

Adelaide sai do quarto de Eugénio a correr e avisa Renata e Nuno que Eugénio acordou. Renata avança rápido para o quarto e pede a Nuno que chame os médicos.

Helena está muito tensa a falar com Afonso e Luísa. Paulo continua a vir na direção deles, ao fundo, mas ainda não os viu. Afonso estranha a mãe estar ali quando lhe disse que não podia lanchar com ele porque não podia desmarcar a reunião. Helena diz que não lhe apeteceu ir ao encontro da delegada de saúde. Paulo apercebe-se que ela não está sozinha e volta para trás embora esteja ainda no campo de visão deles. Helena diz que precisava de estar sozinha, com a campanha eleitoral, Rui tem estado insuportável. Entretanto, Paulo já se afastou do campo de visão.

Renata fica preocupada quando fala com Eugénio que está de olhos abertos, mas não fala. O médico começa a examiná-lo e a enfermeira pede que Renata, Nuno e Adelaide saiam.

Simão trata de Zuzu enquanto Rita discute com ele por dar ouvidos a Adelaide que o mandou ir ali dar comida à cadela. Sabe que ela gosta dele. Simão não quer discutir, diz que Adelaide é uma amiga e não é fácil escolher entre namorada e amiga, mas diz que é com Rita que ele está.

Isabel confronta Xana sobre o que estava a fazer no confessionário. Xana conta que roubou um soutien do estendal de Dulce e que foi colocá-lo no confessionário para que pensem que ela anda amantizada com o padre. Isabel fica boquiaberta, diz que o que está a fazer é muito grave e pode excomungar Orlando. Dulce mostra-se insensível, diz que é um favor que lhe faz pois fica com o caminho livre para ele. Isabel diz-lhe que enlouqueceu desde o que aconteceu no aniversário e Dulce reage mal.

Afonso pergunta a Tó como corre o negócio da oficina, ao que este diz que são sempre as mesmas pessoas, logo não fatura mais. Não esconde que a barragem iria trazer desenvolvimento ao seu negócio. Afonso fala da sua ideia para dinamizar Rio Meandro sem ser preciso a construção da barragem e convida-o a ser seu sócio no negócio de passeios de bicicleta pelas paisagens de Rio Meandro. O seu objetivo é colocar Rio Meandro nos circuitos nacionais e internacionais. Tó aceita o desafio, ficará com a parte da manutenção das bicicletas.

Paulo atrapalhado mente, diz que afinal vai buscar os morangos amanhã porque o fornecedor teve um imprevisto e teve de sair. Mia chega e conta que Eugénio já acordou e que Renata estava lá outra vez, as duas comentam a preocupação de Renata com Eugénio e Mia está decidida a descobrir qual a ligação deles.

A enfermeira avisa Renata que não se pode demorar, Eugénio ouve, mas não pode cansar-se. Renata fala com Eugénio, jura-lhe que nunca mais vai fazer mal a ninguém e pede que não revele a sua identidade. Dulce chega e quer falar com Eugénio a sós, Renata fica tensa e sai.

Já em casa, Afonso mostra-se preocupado com a mãe, quer saber o que se passa para estar a espairecer à beira-rio. Helena diz que não é nada e pede para não se preocupar com ela. Rui chega e provoca Afonso, dizendo se voltou para lavar a roupa. Afonso não quer discutir e sai. Helena condena a abordagem de Rui com o filho e diz que não tem cabeça para acompanhá-lo ao cozido.

Tó convidou Mia para ir ao bar e quer partilhar com Mia a ideia que teve para que Afonso dê um par de patins a Luísa, ri-se da própria piada, mas Mia não quer saber, ele tenta contar, mas ela diz que fica ali a beber sozinho. Tó tenta saber mais sobre Mary Louise, conta que lhe deu boleia no táxi e gostou de conhecer, à parte de ter dito que ele era imaturo. Mia ri-se e concorda com a opinião dela. Mia acha que ele devia era lutar por Armanda, mas Tó diz que ela quer um homem rico. Tó acredita no amor de Afonso e Mia, esta diz para atirar setas de cupido a ele mesmo e a Mary e deixar o Afonso em paz, com receio que ele ponha a ideia que teve em prática.

Helena tranca-se no escritório e liga a Paulo, desabafa e diz que morria se o filho os visse. Paulo diz que quer vê-la, mas Amélia chama-a de dentro e Helena desliga a chamada. Amélia percebe o nervosismo de Helena e estranha ter faltado à marcação com Armanda e estar fechada no escritório. Helena desculpa-se que as coisas em casa estão complicadas, com Rui que está insuportável e Afonso que saiu de casa. Helena não quer falar mais sobre o que se passa, mas pede-lhe um abraço. Amélia diz que está ali para apoiá-la no que ela precisar.

Luísa está cheia de ideias para o novo projeto de Afonso, que pede a Bernardo mais uma garrafa de vinho, Bernardo queixa-se porque ele não vai pagá-la. Nuno diz a Afonso que Eugénio já acordou.

Tó chamou Mary à oficina, justifica-se que a consulta é para uma amiga. Mary ouve-o e dá um conselho, depois diz que devemos demorar-nos onde nos desejam e ao mesmo tempo que diz isto despe o top e salta para cima dele, beijando-o. Xana aparece para trazer o almoço, mas não a vê, sai e percebemos que os dois vão fazer amor.

Renata aguarda nervosa que Dulce saia do quarto de Eugénio. Dulce sai e ela avança para o quarto, preocupada com o que ele possa ter dito a Dulce. Diz a Eugénio que vai cumprir a promessa e não fazer mal a ninguém e para ele dizer que têm um relacionamento amoroso, mas que é recente. Eugénio fica espantado quando ela lhe diz que o beijou enquanto estava inconsciente e que o Cabo Zé assistiu.

Nuno aguarda por Renata no lobby da casa de turismo quando Constança chega sonâmbula e começa a folhear uma revista. Nuno fica muito assustado e liga a Renata a dizer que se arrepia todo com a sonâmbula e para bater no quarto dele quando chegar.

Afonso e Luísa dormem profundamente. As luzes estão apagadas e nada se passa até que se ouve a porta do quarto abrir devagar. Em contraluz surge um vulto entrar lentamente e começa a dobrar a roupa de Afonso que está pousada no cadeirão. Das calças deste, tira a carteira e do interior 50 euros em notas. É Constança, que guarda agora a nota no soutien e sai do quarto. A porta bate e Afonso desperta por instantes, mas volta a dormir.

Na capela, Renata, ajoelhada, termina de rezar e não se apercebe que Amélia acabou de entrar, vinda do exterior, dá por Amélia quando está mais próxima. Pergunta por Eugénio e Renata diz que ele está a recuperar. Amélia descobre o soutien no confessionário e pergunta a Renata se é dela que, indignada, diz que não. Amélia leva-o e diz que vai descobrir a quem pertence.

(conclusão)

Tags
Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

ATV News

<>