fbpx
Resumos SIC

Nazaré: Resumo dos próximos episódios

EPISÓDIO 78

 

Destaques:

Na quinta, Natália continua a desesperar sem notícias de Rui. Bernardo continua negativo dizendo que só por milagre alguém escapa a um incendio daqueles. Olívia chama-o a atenção.

Duarte e Nazaré chegam com notícias, Rui está vivo mas fugiu do hospital.

 

No lar, Josué está de vigia, enquanto João tenta vender os estafermos aos utentes e Ermelinda tenta vender também, mas online. Frustrados sem venderem nada, Ermelinda sugere que a solução está em Felismina.

Natália está desesperada sem notícias de Rui, Amélia tenta acalmá-la, Rui estava vivo quando foi para o hospital e tenta que ela pense positivo. Bernardo, lembra que ele inalou muito fumo. Natália não consegue entender o que o filho fazia na Atlântida. Bernardo acha que ele foi lá de propósito atear o fogo, diz que existem fortes suspeitas que ele é o responsável pelo incendio da Atlântida.

No mercado comenta-se o fumo que se via pelas ruas. Dolores comenta com Matilde que soube pelas notícias que a Atlântida ardeu. Dolores diz que Rui foi quem ficou muito mal.

No hospital, Rui está deitado, de olhos fechados, ligado ao soro. Parece em muito mau estado, com máscara oxigénio, o lado esquerdo do rosto tapado por uma máscara para queimados. Debaixo da máscara ainda se consegue perceber o estado da pele de Rui, horrivelmente queimada. Duarte revoltado porque o irmão tentou matá-lo e à sua mãe, entra no quarto e desabafa com raiva e dor todo o mal que ele fez por Nazaré, que nunca será dele. Apesar de Rui não ouvir, Duarte atira que ele vais ser preso pelo que fez, ou talvez nem sobreviva ou fique deformado. Nazaré entra e leva-o dali. Assim que a porta do quarto se fecha, Rui acorda e chama Nazaré, arranca os tubos, cai da cama e arrasta-se pelo chão a chorar de dores, para chegar a Nazaré.

No hotel, Cris aconselha Ana a ir atrás de Gil e a lutar pelo amor que sente por ele, Ana fica pensativa e hesitante.

Na quinta, Amélia continua a desesperar sem notícias de Rui. Bernardo continua negativo dizendo que só por milagre alguém escapa a um incendio daqueles. Olívia chama-o a atenção. Duarte e Nazaré chegam com notícias, está vivo mas fugiu do hospital.

Natália muito nervosa. Nazaré diz que Rui está muito mal e que os médicos acham que ele não sobrevive fora do hospital. Natália não entende porque é que Rui fugiu. Duarte com raiva do irmão, diz que ele está desesperado, fugiu para não ser preso. Natália não consegue sentir o ódio que sentem, está transtornada. Desabafa com Amélia que não foi boa mãe. Amélia pede a Nuno que traga um calmante para Amélia tomar.

Érica que ouviu a conversa na sala, entra na cozinha com pena de Natália. Comenta que Rui é um psicopata, sabe-se lá do que ele é capaz. Cris apoia-a quando ela tenta conter as lágrimas porque podia ter perdido o irmão e o primo, que são as únicas pessoas que lhe restam. Sugere que durma no hotel com Yara para a ajudar, mas Érica prefere ficar em casa. Sónia assiste a tudo com ciúmes. Cris diz-lhe que não é altura para fazer cenas de ciúmes.

João traz jantar para ele e Matilde os dois, quer voltar a viver com ela. Acha que não se conheciam bem e agora a relação deles pode ser melhor. Ela fica surpreendida, diz que tem de pensar.

Toni fala do incêndio, Vânia repara que Toni lhe olha apreciativamente para as pernas, está cada vez mais desconfiada que Felismina é Toni e para o provocar debruça o decote sobre ele. Quando ela sai para o quarto, Toni enfia a cabeça no frigorífico para arrefecer os ânimos.

Glória e Dolores estão furiosas com Adolfo porque ele anda a usar os seus nomes para convencer os vendedores a apoiar as obras no mercado.

Joaquim chega ao bar do hotel e entra apressado. Amélia diz-lhe que Natália está no quarto, teve um ataque de ansiedade e precisa de ajuda dele por quem ela nutre um carinho especial. Joaquim hesita mas acaba por subir. Natália sente-se sozinha, diz que Joaquim tinha razão. Ele diz que está ali para o que ela precisar. Natália quer que ele faça amor com ela, ele afasta-a, ama Dolores e não quer cometer mais erros.

(CONCLUSÃO)

Resumo de 19 a 24 de outubro

EPISÓDIO 77

 

 

Na Atlântida, a secretária diz que vai almoçar e o criminoso acede. Quando esta sai, ele dirige-se para o gabinete da presidência.

Vemos o criminoso a borrifar um dos copos com um spray e depois a enviar uma SMS a Rui a dizer qual dos copos é que está contaminado.

Ana fala do material que roubaram e Cris comenta que só pode ter sido uma pessoa. Sónia está visivelmente incomodada e Érica entra, de repente, e pede que vão com ela.

Érica leva-os até às traseiras do Mercado onde vemos as pranchas, que roubaram, todas queimadas. Érica diz que foi mesmo um ato de maldade sob o olhar irritado de Sónia. Ana está convencida de que foi Gil.

Rui chega à Atlântida e pergunta pelo irmão. A secretária tenta impedir, mas Rui segue para o gabinete de Duarte. A secretária ainda vai atrás de Rui, mas é apanhada pelo criminoso que a põe a dormir com um pano na boca.

Duarte não gosta da atitude de rui por ter entrado sem bater como se estivesse em casa. Rui, sonso, tenta mostrar que está arrependido e que gostava de ter uma conversa civilizada com o irmão. Duarte não lhe dá abébias e pede que se retire, mas Rui propõe um brinde e Duarte acaba por ceder. Depois de beberem o whisky, Rui senta-se na cadeira da presidência e diz a Duarte que vai ficar ali só a observar o espetáculo. Antes que Duarte tenha tempo de dizer ou fazer alguma coisa, cai inanimado no chão.

Ana encontra-se com Gil na loja de surf e acusa-o de ter roubado e pegado fogo aos materiais. Gil, sentindo-se ofendido, diz que nada fez, mas Ana avisa-o que fez queixa na polícia e que devem notifica-lo para lhe fazerem umas perguntas. Gil reforça que não roubou nada e Ana manda-o embora. Ele diz que vai, mas não sem antes lhe contar a sua história. Gil conta a Ana como aconteceu o acidente com Miguel e tudo o que veio depois e diz-lhe que percebe que não o consiga perdoar. Agradece à surfista todo o carinho e diz-lhe que ela é uma pessoa bastante especial.

Rui pergunta ao criminoso se já está tudo pronto. O criminoso faz acontecer o curto circuito e o lobby começa a encher-se de fumo enquanto vemos Rui e o homem a saírem a fugir dali.

Bernardo vai ter com Júlia ao Hotel e conta-lhe que mandou investigar o som dos sinos pois acha que Cortez e roberto não estão longe um do outro. Júlia tem medo pois acha que o marido corre perigo, mas Bernardo não tem assim tanta certeza. Naquele momento, Júlia agarra nas mãos de Bernardo e agradece-lhe por ser o único que a ajudou. Olivia, ao ver tais intimidades, faz uma cena de ciúmes e avisa Júlia que Bernardo não gosta de contacto físico.

Natália liga a Duarte, que continua inanimado e rodeado de fumo, a dizer que está a ir para a Atlântida ter com ele e a pedir que a espere.

No Mercado, Toni assiste a um homem a meter-se com Vânia e, não querendo comprometer o seu disfarce, começa a ligar-lhe. Quando vê que o homem está a oferecer fruta a Vânia, vai decidido, ainda que disfarçado de Felismina, e defende a rapariga. Vânia fica a achar que Felismina gosta de mulheres.

No Restaurante, Glória serve Rui, mas ele está tão nervoso que acaba por fazer com que Glória lhe derrame a travessa de comida em cima. Glória pede desculpa e acaba rapidamente com a conversa.

Duarte desperta, ainda bastante zonzo, e começa a gritar por Rui. Percebe que está sozinho e levanta-se tentando apoiar-se nos móveis que tem à sua volta. Duarte pega no telemóvel e encaminha-se, cambaleando, para a saída.

Nazaré e Bernardo, que estavam a caminho da Atlântida para ir ter com Duarte, deparam-se com aquele aparato de incêndio e, de repente, avistam Duarte a sair de dentro do edifício. Nazaré ampara Duarte que, a muito custo, lhes diz que foi Rui quem provocou o incêndio. Bernardo ainda tenta ir buscar as provas contra Rui mas Nazaré impede-o de se meter no meio das chamas.

No lobby, Rui dá por Natália, no meio das chamas, e apressa-se a chamar a mãe ara saírem dali. Natália não quer ir embora sem Duarte e segue para o gabinete à sua procura. Rui puxa a mãe e acaba por empurra-la para fora do gabinete quando o teto cai sobre a porta e Rui fica preso lá dentro, sem saída possível. Natália grita de desespero.

Cá fora ouve-se a derrocada e passado pouco tempo sai Natália, visivelmente transtornada, implorando para que vão ajudar Rui. Toca a sirene dos bombeiros e Nazaré acha mais prudente aguardarem pela ajuda dos profissionais. No desespero de Natália.

(CONCLUSÃO)

 

EPISÓDIO 76

 

Destaques:

Joaquim é ilibado da morte de Roberto.

A Loja de Surf é vandalizada.

Rui contrata criminoso para matar Duarte.

 

Natália aparece na Quinta e diz a Duarte que, ainda que não acredite nas suas boas intenções, que a única coisa que ela sempre quis foi unir os dois filhos e ter uma família. Duarte acaba por lhe agradecer o gesto e Natália, emocionada, diz-lhe que ele é muito melhor que ela.

Nazaré e Duarte encaminham-se para o Restaurante enquanto comentam a surpresa que foi a decisão de Natália. Quando chegam, dão de caras com Rui, que os avisa que não se livram dele com tanta facilidade.

No Lar vemos Bernardo a ouvir as conversas de Cortez, com um ar bastante entediado. Júlia chega e Bernardo troca de vez com ela pois tem os seus afazeres. Júlia fica a ouvir as conversas, até que ouve a voz de Roberto a falar com Cortez. Júlia sai aos gritos da sala de pessoal à procura de Bernardo.

Na casa dos Silva, Sónia toma anfetaminas sem que Vânia repare. Vânia conversa com a irmã, quer saber porque está tão abatida, e Sónia cinta-lhe que acha que Cris ainda gosta de Érica.

No seu quarto, Duarte e Nazaré acabam de fazer amor e estão felizes dizendo que finalmente os problemas acabaram e tudo voltou ao que era antes.

Já de noite, no Mercado, vemos Rui a encontrar-se com um criminoso e mostra-lhe uma fotografia e Duarte informando que quer que o irmão morra, seja de que forma for.

Ainda muito nervosa, Júlia mostra a conversa entre Cortez e Roberto e pede a Bernardo que a ajude pois acha que o marido corre perigo. Bernardo pede-lhe que tenha calma pois ele precisa de pensar.

Amélia está no bar do Hotel, alheada nos seus pensamentos, sem conseguir dormir. Desabafa com Nuno que está preocupada com Ana. Nuno fica surpreendido com a sensibilidade de Amélia e fazem um brinde ao seu lado humano.

Na sala da Quinta, Bernardo mostra a todos a gravação da conversa entre Cortez e Roberto. Joaquim diz que Bernardo tem de entregar a gravação à polícia e ilibá-lo, mas Bernardo diz que esta prova pode não significar nada e que ele pode até ser despedido. Bernardo está determinado em localizar Cortez e vai começar a investigar pelo som dos sinos que se escuta na gravação.

Na receção do Hotel, Ana pergunta a Cris se viu Gil pois já andou à procura dele por toda a parte e não o encontra. Cris diz que não o viu e consola a irmã, dizendo-lhe que não foi injusta e que Gil é que nunca quis falar.

Na loja de Surf, ouvimos uma porta a ser arrombada, dando a ideia de que é Gil, mas não é. A loja é vandalizada por completo.

Na Quinta, Bernardo está a retirar a pulseira a Joaquim e diz que, apesar das provas não serem aceites em tribunal, que foram ouvidas as conversas e chegou-se à conclusão que a voz da gravação é a de Roberto. Bernardo diz que se safou e levou apenas um raspanete do chefe.

Cris está a falar com Sónia quando recebe uma chama de Ana e sai a correr em direção à loja. Cris segue com Sónia para a loja e Sónia disfarçada enquanto Ana diz ao irmão que roubaram pranchas e leashes e que nem tocaram no dinheiro por isso foi um caso de vingança.

(CONCLUSÃO)

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

2 Comentários

Clique aqui para comentar

ATV News

<>