fbpx
SIC

MEO corta em metade valor pago à SIC

Luismarques Francisco Pinto Balsemao Meo Corta Em Metade Valor Pago À Sic

Luismarques Francisco Pinto Balsemao Meo Corta Em Metade Valor Pago À Sic

 

A nova administração da MEO, controlada pela Altice, quer impor aos fornecedores de conteúdos cortes que podem ter impacto nos resultados dos principais grupos de media. No caso do grupo Impresa, os 22 milhões de euros que a MEO atualmente paga para emitir os seus canais, sofrerão um corte significativo, superior a 10 milhões de euros, o que afecta negativamente o desempenho do grupo de Francisco Pinto Balsemão.

O lucro obtido pela Impresa no último exercício – 2014 – rondou os 11 milhões de euros, noticia o CM. Nesse sentido, um corte desta dimensão conduziria as contas do grupo a resultados nulos. Contudo, a situação é mais alarmante se se considerar o primeiro semestre do ano de 2015, pois até junho a Impresa teve um lucro inferior, de 673 mil euros e ainda sem considerar os cortes da MEO e o impacto que terão sobre os resultados obtidos pela empresa de comunicação. De notar, no entanto, que estes são cenários com base e períodos passados.

No caso da Media Capital, grupo proprietário da TVI, esta recebe cerca de 6 milhões de euros da MEO, e, nesse sentido, não acredita que os cortes a irão atingir. «Há vários anos que somos líderes no cabo. A remuneração que recebemos por esta via está abaixo do valor que a nossa audiência justifica. Portanto, não antecipo uma redução. Pelo contrário, somos líderes e devíamos ter a maior fatia de receitas», afirmou Olívia Mira, administradora financeira da Media Capital. A RTP, por sua vez, recebe cerca de 10 milhões de euros da MEO e, caso este corte se confirme, a SIC passará a receber aproximadamente o mesmo valor.

Receba todas as informações no seu smartphone.
Descarregue a App gratuita. Apple Store Download Google Play Download

7 Comentários

Clique aqui para comentar

ATV News